Dourados – MS domingo, 09 de agosto de 2020
Dourados
32º max
15º min
Segurança e Saúde JBS
Dia Mundial

Fonoaudiólogo Ademir Baena alerta para distúrbios da voz

16 Abr 2020 - 10h24Por Valéria Araújo
Fonoaudiólogo Ademir Baena alerta para distúrbios da voz -
Fadiga vocal, desconforto, tosse persistente. Problemas que precisam ser investigados. O alerta é do fonoaudiólogo de Dourados, Ademir Garcia Baena, especialista em voz. Segundo ele estima-se que aproximadamente 15 milhões de brasileiros tenham alguma dificuldade na voz que possa atrapalhar a comunicação pessoal e profissional, como voz rouca, esforço e/ou cansaço ao falar.
 
A ocorrência desses problemas é maior em profissionais que utilizam a voz como instrumento de trabalho, como os professores (população de maior risco – apresentam 2 a 3 vezes mais chances de apresentar problemas de voz), atores e cantores, além dos operadores de teles serviços, podendo atingir alarmantes índices de 25% em algumas condições de trabalho. Além disso, a rouquidão pode ser um sintoma indicativo de câncer e a maioria das pessoas que têm ou tiveram câncer de laringe também apresentam problemas com a voz. Hoje, Dia Mundial da Voz, o especialista alerta para os cuidados a saúde vocal. 
 
O que é uma Disfonia?
R- Disfonia vem a ser qualquer dificuldade na emissão vocal que impeça ou dificulte a produção natural da voz, causando prejuízo ao indivíduo. As alterações na qualidade da voz limitam a função básica de transmissão da mensagem verbal e emocional do indivíduo e podem afetar crianças, adultos e idosos em qualquer momento da vida.
 
Quais os principais sintomas de uma Disfonia?
R- São vários os sintomas, vão desde uma sensação de corpo estranho na “garganta”, fadiga e cansaço vocal, perda e falhas na voz, ardência, coceira, esforço vocal, sequidão, aumento de secreção, dificuldade em projetar a voz, afonia (perda da voz) pigarreio constante, e rouquidão, esses são os sintomas mais frequentes.  Importante ressaltar que rouquidão persistente por mais de duas semanas, deve ser investigada. 
 
Quais as causas de Disfonia entre os professores?
R- Além dos aspectos sociais e daqueles associados relacionados ao uso da voz, o trabalho docente expõe o professor a outros agentes agressores, como salas de aula com excesso de alunos, escolas próximas às ruas movimentadas obrigando o professor a competir com variados tipos de ruídos, salas com péssima acústica, pó de giz, poeira, podendo influenciar negativamente em seu ambiente de trabalho, sobretudo, obrigando o professor a fazer o uso da voz de forma abusiva.
 Mesmo sendo a VOZ, reconhecida como o principal Instrumento de trabalho e, que o educador é o profissional que mais sofre com os problemas de voz, há ainda ausência de programas, projetos, que vise orientar e preparar melhor o professor, quanto ao uso adequado da voz. Em decorrência desta falta de orientação e preparo, aumenta ano a ano a incidência destes profissionais com problemas de voz. E também é grande o numero de pedidos de licença, afastamentos, readaptações de cargos e funções, ocasionando grande prejuízo ao município, ao estado e também prejudicando o aprendizado do aluno.
 
 
A voz envelhece?
R- Sim, no processo de envelhecimento é comum que o corpo sinta os sinais das alterações de diversas funções, incluindo a fala e a voz, interferindo diretamente na comunicação. A presbifonia (ou envelhecimento vocal) gera alguns problemas na vida cotidiana como cansaço, falta de ar, perca da potência da voz e consequentemente, dificuldade em ser compreendido. A voz, assim como tudo, acompanha nosso ciclo vital, se adequando às modificações do corpo nesse processo que é nascer, crescer e viver. No entanto, a presbifonia, mais que uma simples questão de envelhecimento de voz, pode provocar dificuldade de deglutição, facilitando a incidência de engasgos e aspirações. O envelhecimento vocal fica mais perceptível a partir dos 60, 70 anos.
 
 
Quais fatores podem prejudicar a voz?
R- São vários os fatores, destaco entre eles, o tabagismo, que é altamente nocivo, pois agride o sistema respiratório, causando irritação e doenças, o consumo de bebidas alcoólicas em excesso também é prejudicial, lembrando que a associação de fumo e bebida alcoólica pode causar o câncer de laringe, ingerir líquidos em temperaturas extremas, ou seja, muito gelado ou muito quente, falar em demasia especialmente em quadros gripais ou em crises alérgicas, cantar sem preparo e de maneira inadequada ou abusiva, competição vocal, ar condicionado prejudica a mucosa das pregas vocais, pois o resfriamento é realizado através da redução da umidade do ar com consequente ressecamento do trato vocal, o que leva a pessoa a produzir a voz com maior esforço e tensão, outros fatores como alimentos muitos condimentados, uso de drogas, hábitos vocais inadequados (pigarrear, falar alto, gritar, o hábito de tossir), também podem prejudicar a voz.
 
 
Quais os cuidados com a Voz?
R- Procurar ingerir líquido, de preferencia em temperatura ambiente, evitando os gelados que são responsáveis pelo choque térmico na laringe ocasionando irritação e ardência na garganta, comprometendo assim a voz;
Evitar o pigarro frequente, tosse e gritos, são hábitos nocivos que causam irritação e edema (inchaço) nas pregas vocais, levando ao aparecimento da rouquidão;
Evitar alimentos muito temperados ou condimentados que podem dificultar a digestão, favorecendo dessa maneira à doença do refluxo gastresofágico, que também prejudica a voz devido aos ácidos que sobem pelo esôfago até a laringe, irritando as pregas vocais;
Quando falar em ambientes ruidosos procure falar o mínimo possível, pois o desgaste vocal é muito grande nessas situações pela tentativa de competir com o ruído do ambiente;
Repousar e não esforçar demasiado a voz. 
Aquecer a voz antes do seu uso mais intenso. 
Falar de forma pausada, respirando de forma adequada;
Usar microfone em palestras e apresentações.
Evite o canto sem preparo adequado;
Evite o consumo de cafeína em excesso, presente no café, chá preto e alguns refrigerantes, pois esta substância tem um efeito de desidratação sobre as pregas vocais.
Ingerir de 8 a 12 copos de água por dia, hidratando o organismo, inclusive as pregas vocais;
Ingerir frutas como a maçã e sucos cítricos, pois suas propriedades adstringentes retiram o excesso de muco do trato vocal, dando a sensação de uma voz mais “limpa”, desde que o individuo não apresente Doença do Refluxo Gastro Esofágico.
Esses cuidados são fundamentais para que se conserve uma boa voz, evitando assim secura na garganta e outros sintomas como: dor e cansaço ao falar, rouquidão, falhas na voz e outros.
 
Considerações gerais
A importância da voz e da comunicação humana é inquestionável. É visível nos dias atuais um aumento progressivo dos profissionais que dependem da voz como instrumento de trabalho. Cerca de 70% da população economicamente ativa no Brasil tem a voz como instrumento de trabalho. As alterações vocais ocasionadas principalmente pelas questões relacionadas à organização do trabalho têm levado diversas categorias, especialmente os educadores a situações de afastamento e incapacidade para o desempenho de suas funções, o que implica custos financeiros, profissionais, pessoais e sociais. Por outro lado, as ações de vigilância e a elaboração de normas técnicas que adequem o conhecimento científico acumulado às novas condições e demandas de trabalho são praticamente inexistentes e fazem-se necessárias, urgentemente, uma vez que um número crescente de trabalhadores ingressa em categorias profissionais que utilizam a voz como instrumento de trabalho. É fundamental que haja maior envolvimento das instituições, como universidades, órgãos competentes do estado e municípios, para que mudanças mais robustas ocorram assim como políticas mais efetivas, sempre visando o bem comum de uma comunidade. 
 
 
 
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Programa resgata e dá oportunidade à vítima de violência
Feminismo

Programa resgata e dá oportunidade à vítima de violência

05/08/2020 18:35
Programa resgata e dá oportunidade à vítima de violência
Agosto Lilás:  Mulheres sofrem "pandemia da violência"
Mulher

Agosto Lilás: Mulheres sofrem "pandemia da violência"

03/08/2020 10:03
Agosto Lilás:  Mulheres sofrem "pandemia da violência"
Projeto prevê medidas para proteger grávidas, parturientes e no pós-parto durante pandemia
Gestantes

Projeto prevê medidas para proteger grávidas, parturientes e no pós-parto durante pandemia

24/07/2020 16:50
Projeto prevê medidas para proteger grávidas, parturientes e no pós-parto durante pandemia
Homenagem do O Progresso ao Dia dos Avós
Dia dos Avós

Homenagem do O Progresso ao Dia dos Avós

21/07/2020 09:30
Homenagem do O Progresso ao Dia dos Avós
Como o Ayurveda pode ajudar a reforçar a imunidade em tempos de coronavírus
Covid-19

Como o Ayurveda pode ajudar a reforçar a imunidade em tempos de coronavírus

02/07/2020 09:34
Como o Ayurveda pode ajudar a reforçar a imunidade em tempos de coronavírus
Últimas Notícias