Dourados – MS terça, 29 de setembro de 2020
Dourados
37º max
21º min
Produção animal

Nascem bezerros trigêmeos na Embrapa Cerrados; algo raro em rebanhos de corte

31 Ago 2020 - 16h26
Nascem bezerros trigêmeos na Embrapa Cerrados; algo raro em rebanhos de corte - Crédito: Carlene Rezende Crédito: Carlene Rezende

Chocolate, Baunilha e Nevasca nasceram há quase duas semanas. São os filhotes, dois machos e uma fêmea, que nasceram de uma mesma vaca, Quediva da Cerrados da raça Brasil Genética Nelore (BRGN), do rebanho de corte da Embrapa Cerrados (DF).

O parto normal ocorreu na madrugada do dia 14. Sem nenhuma ajuda, a vaca BRGN 1508 deu à luz a três bezerros, que nasceram respirando bem, saudáveis e fortes, com diferença de cerca de duas horas entre o primeiro e o último filhote.

O nascimento de trigêmeos é algo raro, principalmente em rebanhos de corte. Segundo Luiz Osvaldo Rezende, veterinário da Embrapa Cerrados, partos gemelares com sucesso, com mãe e filhotes saudáveis, representam menos de 0,5% do total.

Os trigêmeos causaram surpresa à equipe responsável pelo rebanho. “Em 20 anos de profissão, é a primeira vez que eu vejo o nascimento de trigêmeos. Eles nasceram muito saudáveis, quase com o peso de um bezerro de gestação única, com cerca de 22 quilos cada um”, afirma Rezende, que tem feito o acompanhamento dos filhotes. 

Os trigêmeos estão sendo amamentados pela mãe, em revezamento, e também com o auxílio de mamadeira, já que a vaca não tem leite suficiente para três filhotes. Mas um deles já foi praticamente adotado por outro animal do rebanho e também está sendo amamentado por ela.

O veterinário explica que é muito raro nascerem gêmeos, principalmente com monta natural, já que a vaca não libera muitos ovócitos (células reprodutivas), diferente das ovelhas, onde essa situação é bastante comum. Já quando ocorre a inseminação artificial, como no caso das cerca de 300 vacas do rebanho BRGN, raça desenvolvida pela Embrapa Cerrados, eventualmente pode ocorre a gestação de mais de um embrião. O método utilizado é a Inseminação Artificial em Tempo Fixo (IATF), com utilização de protocolos hormonais e uso de sêmen testado.

Rezende acredita que a gestação gemelar pode ter ocorrido devido o tratamento hormonal usado no rebanho. No entanto, explica que em caso de gêmeos e também de trigêmeos ocorre a troca de sangue e anticorpos entre os fetos dentro da placenta, o que causa uma patologia genética nos bezerros, o freemartinismo, que faz com que 90% das fêmeas nasçam inférteis. “No caso dos machos, a infertilidade não é certa. Vamos avaliar os bezerros quando chegarem à idade reprodutiva”, informa. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Agroflorestas já são mais rentáveis que produção de soja
Sustentabilidade

Agroflorestas já são mais rentáveis que produção de soja

28/09/2020 14:16
Agroflorestas já são mais rentáveis que produção de soja
Produtores de soja tem até 31 de dezembro para cadastrar área de plantio
Palntio da Soja

Produtores de soja tem até 31 de dezembro para cadastrar área de plantio

25/09/2020 18:02
Produtores de soja tem até 31 de dezembro para cadastrar área de plantio
Governo repassa R$ 72,9 milhões a estados para a agricultura familiar
Recursos

Governo repassa R$ 72,9 milhões a estados para a agricultura familiar

25/09/2020 06:11
Governo repassa R$ 72,9 milhões a estados para a agricultura familiar
Pesquisa irá criar biodefensivos para controle de doenças para as principais culturas agrícolas
Rural

Pesquisa irá criar biodefensivos para controle de doenças para as principais culturas agrícolas

24/09/2020 08:33
Pesquisa irá criar biodefensivos para controle de doenças para as principais culturas agrícolas
Frente da Agropecuária defende equilíbrio entre produtividade e preservação ambiental
Rural

Frente da Agropecuária defende equilíbrio entre produtividade e preservação ambiental

23/09/2020 15:02
Frente da Agropecuária defende equilíbrio entre produtividade e preservação ambiental
Últimas Notícias