Dourados – MS quarta, 22 de maio de 2024
20º
Rural

Evento na Costa Rica reúne 39 representantes de países americanos

Três mulheres representam o Brasil em encontro de líderes rurais

17 Abr 2024 - 16h45Por Mariana Tokarnia* Enviada Especial da Agência Brasil - San José
Evento na Costa Rica reúne 39 representantes de países americanos
 - Crédito:  IICA/Divulgação Crédito: IICA/Divulgação

Três mulheres representam o Brasil no primeiro Encontro de Líderes Rurais promovido pelo Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA) na Costa Rica. Elas se destacaram e foram reconhecidas pelos trabalhos que exercem no Brasil.

Agora, ao lado de mais 39 líderes de praticamente todos os países americanos, as brasileiras buscarão, ao longo da semana, fazer alianças, trocar experiências e definir objetivos conjuntos que possam melhorar as atividades rurais em cada um dos países e em toda a região.

Três mulheres representam o Brasil em encontro de líderes rurais. Na foto a cacique Katia. Foto: IICA/Divulgação

Cacique Katia Cilene, uma das representantes brasileiras - Foto: IICA/Divulgação

 

Uma das brasileiras é Katia Silene Tonkyre, a primeira cacique mulher da comunidade que lidera, a aldeia Akratikatejé, do povo Gavião da Montanha, no Pará, premiada pelas iniciativas de organização e empenho para produzir e empreender ao mesmo tempo que educa e conscientiza sobre a importância da preservação e proteção do meio ambiente em meio à Amazônia.

“Meu objetivo é ouvir os outros países, os parceiros, e eu estou ouvindo, aprendendo, estou entendendo o que eles estão falando. Está abrindo a minha ideia cada vez mais, porque eu quero que meu povo tenha autonomia, que caminhe com as próprias pernas e que eles possam utilizar o território através dos projetos e caminhar”, diz a cacique.

Ela viajou à Costa Rica acompanhada da filha, Takwyiti Hompryti Valdenilson.

“O mundo parece que, a cada minuto, cresce. A cada minuto, a globalização está fechando a nossa reserva. Ao redor de nós, é só fazendeiro, garimpeiro. Muitos estão crescendo, e nós não podemos ficar lá parados, estamos vivendo um outro mundo, uma outra era [em] que o indígena tem capacidade de trabalhar, de mostrar o trabalho, principalmente no território em que mora”, enfatiza.

A atual secretária de Agricultura Familiar de Betânia, no Piauí, Francisca Neri, é outra líder brasileira no encontro da Costa Rica. Francisca cresceu no meio rural e, desde cedo, ocupa posições de liderança no município. Aos 22 anos, tornou-se presidente da Associação de Criadores de Ovinos e Caprinos da região, atividade majoritariamente masculina.

Três mulheres representam o Brasil em encontro de líderes rurais. Na foto a personagem Franscisca. Foto: IICA/Divulgação

Agricultor é a base do mundo inteiro, diz Francisca Neri - Foto: IICA/Divulgação

 

“Intercâmbios são sempre essenciais na vida de quem produz, principalmente na vida dos agricultores. O agricultor é a base do mundo inteiro. Então, cada vez que fomentamos a atividade rural, que valorizamos o agricultor e a agricultora, o jovem agricultor, fazemos com que o mundo inteiro cresça e que o mundo se torne melhor a partir da nossa atividade rural”, diz Francisca. 

Ela enfatiza que é necessário incentivar a produção no campo e principalmente, o envolvimento de jovens e de mulheres nessa atividade. “Quando eu falo ‘melhorando a economia’, eu falo de renda, de geração de renda através da agricultura familiar, de atividades orgânicas, de uma agricultura que agrida menos o meio ambiente, mas que traga resultados para a família inteira. Sem o agricultor, o mundo inteiro para. Sem o agricultor, ele não come, ele não dá um futuro melhor para o filho dele, porque quem não se alimenta não tem um futuro. Então, eu acredito muito que a agricultura familiar é a base do mundo inteiro.”  

Simone Silotti é uma pequena produtora rural, de Quatinga, Mogi das Cruzes, São Paulo. Ela é criadora do Faça um Bem Incrível, projeto que começou em 2020, em meio à pandemia, que busca reduzir o desperdício rural, direcionando os alimentos que seriam descartados para pessoas em situação de vulnerabilidade. O projeto articula empresas e produtores rurais, além de organizações não governamentais e cozinhas solidárias.

“Fechamos 2023 com 420 toneladas de frutas, verduras e legumes doados para mais de 17 municípios no estado de São Paulo, incluindo a Baixada Santista, e beneficiamos mais de 350 mil famílias.” Simone explica que o desperdício se dá por diversas razões, sejam elas logísticas, como a dificuldade de transporte, sejam estéticas, porque os alimentos não atendem a padrões de tamanho. Isso, no entanto, não tira a qualidade dos produtos.

Três mulheres representam o Brasil em encontro de líderes rurais. Na foto Simone. Foto: IICA/Divulgação

Simone Silotti, criadora do projeto Faça um Bem Incrível - Foto:  IICA/Divulgação

 

O objetivo do projeto, que recebeu diversos prêmios e reconhecimentos, é conectar os produtores àqueles que precisam dos alimentos, com o incentivo de empresas que viabilizam recursos para que esse aproveitamento seja possível.

No encontro, Simone pretende ampliar alianças e incentivar os agricultores a trabalhar em conjunto. “Vamos discutir iniciativas políticas e um planejamento do que podemos desdobrar a partir das experiências de todos os líderes que estão aqui reunidos, de toda parte da América. Minha maior expectativa é mostrar o quão importante é investir em uma plataforma que facilite a formação de cooperativas, sobretudo no Brasil.”

Alma da Ruralidade

Em 2021, o IICA lançou o Prêmio Alma da Ruralidade, para reconhecer, nos países americanos, o trabalho de lideranças rurais. Neste ano, o Instituto promove o primeiro encontro desses líderes na Costa Rica. Ao longo desta semana, os participantes fazem visitas técnicas a projetos e iniciativas rurais que têm como princípio a sustentabilidade e o impacto social, além de realizar reuniões com técnicos, especialistas e, também, entre si, para que compartilhem experiências e vivências.

“Este encontro é una forma de materializar essa decisão dos ministros [ministros e secretários de Agricultura dos 34 países americanos que compõem o IICA] para que os líderes não apenas tenham maior visibilidade, mas também interajam entre eles. E que o IICA, de alguma maneira, ofereça apoio técnico e apoio a outras necessidades que surjam aqui, seja um documento consensual, uma rede, projetos específicos etc”, completa.

As lideranças presentes terão autonomia para definir os rumos do encontro. Poderá ser formada, por exemplo, uma rede permanente de trocas entre os líderes, além de serem apontadas necessidades de apoio técnico. “O IICA se coloca à disposição para que, o que for definido, seja cumprido. Porque o objetivo é muito grande, é buscar, entender quais são as necessidades dos líderes para estar a serviço deles”, enfatiza a organização do evento.

*A repórter viajou a convite do IICA 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Com 160 expositores, Showtec apresenta novas tecnologias e serviços
Maracaju

Com 160 expositores, Showtec apresenta novas tecnologias e serviços

21/05/2024 19:00
Com 160 expositores, Showtec apresenta novas tecnologias e serviços
Deslocamento do trabalho rural: como ficam as horas in itinere após a reforma trabalhista?
Artigo

Deslocamento do trabalho rural: como ficam as horas in itinere após a reforma trabalhista?

21/05/2024 17:15
Deslocamento do trabalho rural: como ficam as horas in itinere após a reforma trabalhista?
Artigo

Tokenização do agronegócio - a tecnologia revoluciona financiamento para o setor

21/05/2024 08:45
Revolucionário, sistema Antecipasto reduz competição entre soja e capim
58ª Expoagro

Revolucionário, sistema Antecipasto reduz competição entre soja e capim

18/05/2024 11:30
Revolucionário, sistema Antecipasto reduz competição entre soja e capim
Técnicas sobre cuidados com o solo e oxigênio na piscicultura são temas de palestras
58ª Expoagro

Técnicas sobre cuidados com o solo e oxigênio na piscicultura são temas de palestras

18/05/2024 10:45
Técnicas sobre cuidados com o solo e oxigênio na piscicultura são temas de palestras
Últimas Notícias