Dourados – MS segunda, 17 de junho de 2024
22º
Rural

Clima influencia a cultura do milho segunda safra no Estado

24 Mai 2024 - 14h00Por Redação
Clima influencia a cultura do milho segunda safra no Estado -

Mato Grosso do Sul é o 3º maior produtor nacional de milho e teve um crescimento de 1.408% nas últimas 32 safras, graças ao desenvolvimento de tecnologias que permitiram sua produção na segunda safra. Consumimos internamente 72% da nossa produção, os outros 28% vão para exportação, principalmente para China, Japão e Vietnã. Já somos também, o 2º maior produtor de etanol de milho do país.

"O uso de tecnologias na agricultura tem contribuído para a expansão e beneficiamento do milho, tornando o grão um importante polo econômico para Mato Grosso do Sul, agregando valor, contribuindo para geração de empregos e segurança alimentar. Ele é a base para muitos alimentos, também se transforma em etanol, que é um biocombustível, além de óleo e ração animal.", destaca o presidente do Sistema Famasul, Marcelo Bertoni.

Para o presidente da Aprosoja/MS, Jorge Michelc, o milho é uma das culturas mais importantes para inúmeros agricultores de Mato Grosso do Sul. "Em Mato Grosso do Sul temos empreendimentos que utilizam o milho como matéria-prima. Sob o ponto de vista econômico, o cereal é excelente alternativa de geração de renda".

De acordo com dados levantados pela equipe técnica da Associação de Produtores de Soja de Mato Grosso do Sul (Aprosoja/MS), a estimativa para a segunda safra de milho em Mato Grosso Sul é de 2,218 milhões de hectares, 5,82% menor em relação ao ciclo passado (2022/2023). A produção está estimada em 11,4 milhões de toneladas, uma queda de 19,23%, e a produtividade é prevista em 86,3 sacas por hectare, uma retração de 14,25%.

"Esta safra apresenta irregularidades tanto na diferença de níveis de desenvolvimento do milho como também no potencial produtivo. Quanto aos estágios de desenvolvimento, o acompanhamento da Aprosoja mostra que temos aqui no Mato Grosso do Sul milho com emissão da segunda folha e em período de maturação dos grãos", aponta o assistente técnico da Aprosoja/MS, Flávio Faedo Aguena.

 Ainda de acordo com levantamento feito pela Aprosoja/MS, a situação atual da safra do milho é reflexo do que foi a safra da soja. No início da primeira safra muitas áreas sofreram com a falta de chuva, o que levou muitos produtores a refazer a semeadura de suas áreas.  No projeto Siga-MS, executado pela Aprosoja/MS, foi computado mais de 450 mil hectares replantados e o plantio da soja se estendeu até 13 de maio, isso acarretou o atraso da colheita (mais de 4 semanas em relação à safra anterior) da soja e provocando também o atraso no plantio do milho. Segundo o Zoneamento Agrícola de Risco Climático, para a maioria dos municípios, a melhor janela para o plantio do milho segunda safra é no mês de janeiro, mas podendo se estender no máximo até março.

"Nesta safra teve milho que foi plantado em janeiro como também teve milho sendo plantado até o começo de maio. Durante esse tempo, também tivemos veranicos, algumas áreas ficaram 10 a 20 dias sem chuva, outras ficaram com mais de 30 dias sem chuvas. A estimativa do Projeto Siga/MS é que mais de 470 mil hectares sofreram com estresse hídrico. Isso provocou esses diferentes cenários no milho segunda safra aqui no MS".

Nas regiões Norte e Nordeste do Estado, encontram-se as lavouras com maior potencial produtivo. Enquanto a região Sul foi a mais afetada pelos veranicos, nesta região, de acordo com os técnicos da Aprosoja/MS, é possível ver o milho com porte abaixo do normal e muitas falhas no estande.  Este atraso no plantio do milho expõe a cultura a uma janela de maior risco climático, já que quando a cultura mais precisa de chuva para formação do grão vai coincidir com o período do ano em que há menos chuva e com maior risco de geadas e granizos.

No cenário nacional, de acordo com dados do boletim econômico da Aprosoja/MS, a expectativa para safra de milho 2024/2025 é que haja redução de 6% da exportação e aumento de 3% do consumo, a demanda totaliza 129,5 milhões de toneladas. O aumento de 2% da produção e de 25% da importação, com redução de 67% do estoque inicial, culminam em uma oferta de 132,34 milhões de toneladas.

Para o analista econômico da Aprosoja/MS, Mateus Fernandes, existem diversos fatores que influenciam no preço e comercialização do milho. "Em uma análise macroeconômica, o Brasil é o terceiro maior produtor de milho, ficando atrás dos Estados Unidos que é o maior produtor mundial, e da China. Entender a posição do Brasil no cenário mundial é importante, visto que o que acontece na economia desses dois países influenciam diretamente no mercado do milho brasileiro. A demanda mundial por milho tem se mantido praticamente estável, e a safra de milho tem cada vez mais exigindo altos investimentos em tecnologias, o que eleva o custo de produção. Com os problemas climáticos no Brasil, e os produtores tendo que fazer replantio, esses custos ficaram ainda mais altos. Esse clima de incerteza acabou por influenciar nos preços. Contudo, percebe-se que houve melhora no preço do milho disponível nos últimos dois meses, e a expectativa é que os preços melhorem no segundo semestre, devido principalmente à disputa por milho entre a demanda externa e interna. Dessa forma, a estratégia que pode ser adotada é esperar um pouco para vender os grãos, mas essa é uma estratégia que pode influenciar negativamente na capacidade estática de armazenagem de grãos, e acabar refletindo, inclusive, nos preços do milho".

Semanalmente, a Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso do Sul (Aprosoja/MS), juntamente com o Governo do Estado de MS e a Famasul, divulgam dados ligados à agricultura sul-mato-grossense.  

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

50ª Expoleite realiza ciclo de palestras gratuitas sobre tendências do mercado agropecuário
Rural

50ª Expoleite realiza ciclo de palestras gratuitas sobre tendências do mercado agropecuário

17/06/2024 15:45
50ª Expoleite realiza ciclo de palestras gratuitas sobre tendências do mercado agropecuário
Com cenário de quebra da segunda safra de milho, MS recebe expedição técnica para avaliar lavouras
Rural

Com cenário de quebra da segunda safra de milho, MS recebe expedição técnica para avaliar lavouras

17/06/2024 13:15
Com cenário de quebra da segunda safra de milho, MS recebe expedição técnica para avaliar lavouras
Parceria inédita vai destinar adubo orgânico para agricultores familiares, quilombolas e indígenas
Rural

Parceria inédita vai destinar adubo orgânico para agricultores familiares, quilombolas e indígenas

17/06/2024 13:00
Parceria inédita vai destinar adubo orgânico para agricultores familiares, quilombolas e indígenas
Com apoio do Governo, Expotrês apresenta novas tecnologias do agro e leva entretenimento ao público
Três Lagoas

Com apoio do Governo, Expotrês apresenta novas tecnologias do agro e leva entretenimento ao público

15/06/2024 15:00
Com apoio do Governo, Expotrês apresenta novas tecnologias do agro e leva entretenimento ao público
Rondônia: Safra de grãos é destaque no panorama agrícola
Rural

Rondônia: Safra de grãos é destaque no panorama agrícola

14/06/2024 14:00
Rondônia: Safra de grãos é destaque no panorama agrícola
Últimas Notícias