Dourados – MS terça, 25 de fevereiro de 2020
Dourados
33º max
23º min
Jornal Educação

Poemas retratam situação dos córregos

17 Dez 2010 - 10h24
Córrego Laranja Doce é tema de poema de estudantes de escolas de Dourados
 - Crédito: Foto: Hedio FazanCórrego Laranja Doce é tema de poema de estudantes de escolas de Dourados - Crédito: Foto: Hedio Fazan
Fátima Frota *


DOURADOS – A leitura trabalhada de forma interdisciplinar pode trazer resultados bastante satisfatórios em todas as disciplinas. Na Escola Estadual Presidente Vargas, as professoras Cristiane Marques, de Ciências, e Edna Lima, de Lingua Portuguesa, planejaram aulas de leitura e produções tendo como temas a degradação dos córregos de Dourados e a queima da cana.

As matérias publicadas no primeiro semestre deste ano em O PROGRESSO, foram selecionadas como fontes de leitura. São elas: “Empresas desafiam a justiça”, da jornalista Valéria Araújo, “Lixo toma conta de área de Preservação”, do jornalista Flávio Verão e “Câmara quer prorrogar queima da cana”, da jornalista Ana Paula Amaral.

Enquanto na aula de Ciências as matérias eram lidas e explicadas de forma científica, na de língua portuguesa a professora debatia sobre os pontos mais relevantes, levando grupos de alunos ao jardim da escola para escreverem poemas.

Os poemas tinham como personagem principal os córregos Laranja Doce e Água Boa. O desafio da professora Edna Lima era que os córregos ganhassem a voz nas produções dos estudantes da 8ª C e D. “ O nosso objetivo foi promover a consciência ambiental e para isso pedi que se colocassem no lugar e na situação vivida pelos córregos. Com as leituras e debates os poemas ganharam a voz nas palavras de súplicas”, relata a professora Edna Lima.

A união do trabalho didático resultou no amadurecimento do ensino entre as profissionais Cristiane Marques e Edna Lima. “Com a produção dos poemas, a magia das palavras proporcionou a mim e aos alunos olhar para o problema de outra maneira. Se o real, a poluição não tem nada de belo, o mesmo não posso dizer dos poemas tão singelamente ilustrados por eles”, avalia Cristiane Marques.

####Poemas:

#####Laranja Doce

- Josiellen Aedo de Souza, Rosilene de Melo Silva,
Ariane Martins Oliveira

De doce só o nome
Como posso suportar?
Perdoe-me oh Rio Brilhante,
Pois em ti vou desaguar

Sei que sofres como eu
Em choro
Em lágrimas
Oh, me sinto tão amargo,
Não consigo respirar!

Minhas nascentes...
Minhas margens...
Desapareceram devagar
Castigado pelos homens
Como posso suportar?

#####Minhas águas

- Ravine Costa Amorim, Fernanda França, Larissa, Karoline Bandeira

Sou maltratado e desprezado
Meu nome é Água Boa
Minhas águas são sujas
Poluídas e sem vida

Antes eu era saudável
Cheio de natureza
As pessoas vinham aqui
Para desfrutar minha beleza

As crianças gostavam de vir aqui
Para brincar e se divertir
Agora nem ligam para mim
Peço por favor, que me ajudem
Que parem de jogar lixos e poluírem minhas águas.

Deixe seu Comentário