Dourados – MS segunda, 21 de setembro de 2020
Dourados
26º max
15º min
Atenta

Sem querer querendo...

12 Mai 2016 - 06h00
O empresário Pedro Chaves dos Santos Filho, 75 anos de idade, o "Chaves" vai assumir o mandato no Senado sem nunca ter recebido um voto na vida e na condição de dono da quarta maior fortuna declarada entre todos os 81 senadores. Ao contrário do personagem "Chaves" que não tem nem onde morar e, por isso, vive em um barril, Chaves é milionário. Ele é suplente de Delcídio do Amaral (MS), cuja cassação do mandato foi aprovada pelo Plenário na última terça-feira (10).


##### Da fortuna


Em 2010 Chaves declarou à Justiça eleitoral possuir uma fortuna de R$ 69 milhões (valor não atualizado). O empresário nunca foi candidato a qualquer cargo eletivo e só ingressou na política em 2010 ao aceitar o convite de Delcídio para ser seu primeiro suplente.

##### Os bens


Dos atuais integrantes do Senado, apenas Tasso Jereissati (PSDB-CE), com R$ 389 milhões, Blairo Maggi (PR-MT), com R$ 152,4 milhões, e Eunício Oliveira (PMDB-CE), com R$ 99 milhões, informaram possuir patrimônio superior. Entre os bens declarados por Chaves, terras, imóveis, três apartamentos no Rio, dois aviões Cessna, quota de R$ 962 mil da Mace, importante grupo educacional de Mato Grosso do Sul, e investimento bancário de R$ 30,6 milhões.

##### Relações estreitas


Além de Delcídio, o empresário filiado ao PSC mantém relações estreitas com outro acusado de envolvimento no esquema de corrupção investigado pela Operação Lava Jato, o também empresário e pecuarista sul-mato-grossense José Carlos Bumlai, amigo do ex-presidente Lula. Bumlai foi preso em 24 de novembro, um dia antes do então líder do governo no Senado, acusado de participar de um esquema de corrupção e fraude para pagar dívidas de campanha da reeleição da presidente Dilma. Neca Chaves, filha do suplente de Delcídio, é casada com Fernando Bumlai, herdeiro do pecuarista.

##### Enorme identificação


Em mensagem publicada no site de Delcídio na época da campanha, Chaves dizia ter "enorme identificação" com o companheiro de chapa. "Nunca pensei em entrar para a política, mas o convite me deixou sensibilizado a participar, especialmente porque sei que, juntos, poderemos tocar grandes projetos na área de educação e formação de mão de obra, para que o nosso Estado continue crescendo e se desenvolvendo", afirmou em 2010.

##### As doações


Naquele ano, o empresário declarou à Justiça eleitoral ter doado como pessoa física R$ 350 mil à campanha de Delcídio. A mulher dele, Reni Domingos, doou outros R$ 350 mil. Em 2014, Pedro Chaves coordenou a campanha de Delcídio do Amaral ao governo de Mato Grosso do Sul. A disputa foi vencida pelo tucano Reinaldo Azambuja. Se Delcídio tivesse sido eleito governador, Chaves teria quatro anos de mandato no Senado, mesmo sem ter recebido um único voto.

##### Quando começou?


O empresário do ramo de educação começou sua trajetória como diretor da escola Mace em 1971. Três anos depois, criou o Centro de Ensino Superior de Campo Grande (Cesup), transformado na década de 90 na Universidade para o Desenvolvimento do Estado e da Região do Pantanal (Uniderp). Em 2007 o empresário vendeu a Uniderp por R$ 246 milhões ao grupo Anhanguera, de São Paulo.

##### Sem mandato


Por 74 votos a favor, nenhum contra e uma abstenção, o plenário do Senado cassou na terça-feira (10) o mandato do senador Delcídio do Amaral (sem partido-MS) por quebra de decoro parlamentar. A única abstenção foi do senador João Alberto (PMDB-MA), presidente do Conselho de Ética do Senado. Dos 81 senadores, cinco não compareceram à sessão: o próprio Delcídio do Amaral; Eduardo Braga (PMDB-AM); Maria do Carmo Alves (DEM-SE); Rose de Freitas (PMDB-ES); e Jader Barbalho (PMDB-PA).

##### O terceiro


O mandato de Delcidio se encerraria em 2018. Com a decisão do Senado, ele fica inelegível por oito anos a partir do fim do mandato, ou seja, não poderá concorrer a cargos eletivos nos próximos 11 anos. Segundo a Secretaria Geral do Senado, Delcídio é o terceiro senador cassado na história da instituição. Os outros dois foram Demóstenes Torres e Luiz Estevão.

##### Tchau querida


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai participar da "cerimônia de despedida" da presidente Dilma Rousseff, que deve acontecer hoje, após o provável afastamento da petista pelo Senado. A ideia é que Dilma seja aguardada pelo seu padrinho político em frente ao Palácio do Planalto.

##### Novo governo


O senador Raimundo Lira (PMDB-PB), presidente da comissão processante do pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff, acredita que a posse do vice-presidente Michel Temer no comando de um novo governo é uma expectativa positiva para o país.

##### Crise política


"O Brasil só sairá desta crise econômica em que se encontra se o país conseguir dar uma solução a crise política. Estamos a caminho desta solução", diz Raimundo Lira. O parlamentar vai continuar presidindo a comissão processante até o julgamento final do processo de destituição, que pode durar até 180 dias.

##### Área da economia


O senador Ricardo Ferraço (PMDB-ES) acredita que o governo do vice presidente Michel Temer terá que tomar iniciativas importantes, principalmente na área da economia, que sinalizem mudanças nos atos e práticas políticas. Segundo ele, o impeachment por si só não é suficiente para superar as crises política e econômica por serem muito profundas.

##### Crise profunda


"Com o novo governo a economia vai deixar de piorar porque as expectativas vão melhorar, mas será preciso muito trabalho para reverter a crise profunda em que o país se encontra", diz Ferraço.

##### Que frase!


"Há três espécies de cérebros: uns entendem por si próprios; os outros discernem o que os primeiros entendem; e os terceiros não entendem nem por si próprios nem pelos outros; os primeiros são excelentíssimos; os segundos excelentes; e os terceiros totalmente inúteis". (Maquiavel).

Deixe seu Comentário

Leia Também

O julgamento de Deus
Artigo

O julgamento de Deus

17/09/2020 08:51
O julgamento de Deus
Professor de Medicina explica sobre a qualidade do sono
Saúde

Professor de Medicina explica sobre a qualidade do sono

13/09/2020 10:11
Professor de Medicina explica sobre a qualidade do sono
“Muita gente desconta no animal, como se ele tivesse culpa”, diz criadora de abrigo
Cães abandonados

“Muita gente desconta no animal, como se ele tivesse culpa”, diz criadora de abrigo

13/09/2020 09:05
“Muita gente desconta no animal, como se ele tivesse culpa”, diz criadora de abrigo
Capital constrói identidade cultural pelas influências das fronteiras e imigrações
Campo Grande

Capital constrói identidade cultural pelas influências das fronteiras e imigrações

11/09/2020 17:16
Capital constrói identidade cultural pelas influências das fronteiras e imigrações
Lei estabelece regras para cancelamento e remarcação de viagens e eventos
Brasil

Lei estabelece regras para cancelamento e remarcação de viagens e eventos

26/08/2020 11:28
Lei estabelece regras para cancelamento e remarcação de viagens e eventos
Últimas Notícias