Dourados – MS sábado, 24 de julho de 2021
Dourados
32º max
15º min
Pets

“Donativos chegaram no momento certo”

07 Jul 2011 - 07h05
Fotógrafo Hédio Fazan entrega donativos para as crianças carentes - Crédito: Foto: Valéria Araújo/PROGRESSOFotógrafo Hédio Fazan entrega donativos para as crianças carentes - Crédito: Foto: Valéria Araújo/PROGRESSO
Valéria Araújo


DOURADOS – Famílias sem teto, moradoras em barracos de lona numa área do Jardim Pelicano de Dourados receberam donativos na manhã de ontem. A comunidade sofreu com as chuvas e o frio da semana passada. Muitos barracos desabaram com as fortes ventanias e famílias inteiras ficaram desabrigadas e tiveram que ser removidas do local.


O PROGRESSO e site Douradosagora pediram e a sociedade se mobilizou. O Grupo Mesa 20 da Associação Atlética Banco do Brasil arrecadou milhares de peças de agasahos e dezenas de cobertores. Outras dezenas de cestas básicas, contendo materiais de limpeza e higiene foram doados pelo empresário Romem Barleta, da Embresul Embreagens, pela Mercearia Oshiro e Associação de Combate ao Câncer de Dourados. ]


O PROGRESSO também recebeu alimentos e agasalhos de pessoas que entregaram os produtos na sede deste matutino e não quiseram se identificar. Tudo foi colocado nas mãos das mais de 60 crianças que vivem no Jardim Pelicano, e que estavam em condições precárias.



A tesoureira da Associação de Moradores do acampamento, a atendente Laíza Janine Felten, disse que a entrega dos produtos chegou em boa hora. Segundo ela, com a chuva vários barracos desabaram e famílias inteiras ficaram desabrigadas. Ela informou ainda que a falta de agasalhos no inverno é algo preocupante. “É só andar por aqui e ver.

Em meio ao frio intenso crianças brincam desagasalhadas, porque os pais não dispõem de recursos para comprar. Os meus filhos mesmos não têm agasalho nem coberta para se cobrirem à noite. Todas as famílias agradecem muito a população por ter ajudado as nossas crianças”, se emociona.

As crianças tiveram uma manhã de festa, com direito a distribuição de balas e guloseimas. “As nossas crianças voltaram a sorrir por causa da população de Dourados. Estamos muito felizes e muito agradecidos a todos”, conta a tesoureira.

Conforme noticiou O PROGRESSO, a comu-nidade abriga 140 famílias. A maioria trabalha, porém a maior dificuldade é a discriminação. “Geralmente não se consegue emprego fixo, porque ninguém quer dar emprego para quem é sem teto”, lembra o morador João Aparecido Souza Chaves.


Segundo ele, a previsão da prefeitura é de começar a construir 140 casas nos próximos meses e entregá-las em um ano. “Até lá vamos aguentando. Temos ajuda da assistente social do município que sempre está nos socorrendo”, lembra.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Rússia produz primeiro lote de vacina contra covid-19 para animais
Ciência e Medicina

Rússia produz primeiro lote de vacina contra covid-19 para animais

30/04/2021 11:30
Rússia produz primeiro lote de vacina contra covid-19 para animais
Últimas Notícias