Dourados – MS terça, 07 de julho de 2020
Dourados
31º max
17º min
Variedades

Indiana Bajaj desiste de produzir carro de US$ 2,5 mil com a Renault

15 Jul 2011 - 12h28
Tata Nano - Crédito: Foto: AFPTata Nano - Crédito: Foto: AFP
A montadora indiana Bajaj Auto anunciou que vai abandonar o projeto para desenvolver um carro de ultra baixo custo com o grupo franco-nipônico Renault Nissan. Depois de anos de negociações, as companhias anunciaram em 2009 que eles esperavam trazer o carro de US$ 2,5 mil ao mercado em 2012. Há meses o projeto chamado de ULC (Ultra Low Cost) é adiado por desentendimentos na parceria.

A responsabilidade da Bajaj era projetar o modelo, enquanto o grupo Renault Nissan daria suporte na divulgação e vendas. A ideia era produzir um produto capaz de desafiar o indiano Tata Nano, o carro mais barato do mundo — ele custa US$ 2,9 mil.

"Não temos a intenção de entrar no negócio de baixa margem (segmento de automóveis)", disse durante o anúncio o diretor da Bajaj Auto, Rajiv Bajaj. A fabricante indiana é especializada na produção de triciclos. "De 2007 até 2009, nós tínhamos um plano inicial com a Renault Nissan para desenvolver um carro pequeno de baixo custo que seria como o Nano," disse, ao acrescentar que o CEO do grupo Renault Nissan, Carlos Ghosn, já tinha sido informado sobre a decisão.

Em junho, a o diretor da Renault Índia, Marc Nassif, disse que o grupo só seguiria com o projto se a qualidade do produto correspondesse ao “DNA” da empresa. Caso não conseguisse, o grupo iria "fazer algo diferente", acrescentou o executivo ao sublinhar que a Renault não tinha feito nenhum investimento no projeto.

Nesta sexta-feira (15), um porta-voz da Renault disse que a empresa não comentará sobre o anúncio da Bajaj.

No lugar do automóvel de baixo custo, a Bajaj afirmou que vai apresentar um veículo comercial de baixo custo no Salão de Nova Delhi. De acordo com a empresa, o foco agora serpa o segmento comercial, para transporte de pessoas e de mercadorias.

ULC pegaria carona com o Tata Nano

Com alvo no mercado popular indiano, o ULC seria fabricado em uma nova unidade industrial, instalada na cidade de Chakan, com capacidade inicial de produção de 400 mil unidades por ano. Em 2008, a projeção da Renault era de que as vendas do modelo começassem em 2011, na Índia. Após a consolidação no mercado indiano, o carro seria vendido em outros mercados emergentes.

Assim como o Tata Nano, o modelo teria capacidade para quatro pessoas. Na Índia, o desafio dos fabricantes de automóveis é concorrer com as motocicletas, que custam, no máximo, US$ 1,9 mil.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Proposta determina que igrejas e templos sejam atividades essenciais na pandemia
Brasil

Proposta determina que igrejas e templos sejam atividades essenciais na pandemia

30/06/2020 18:10
Proposta determina que igrejas e templos sejam atividades essenciais na pandemia
Alimentação saudável é fundamental para fortalecer sistema imunológico
Entrevista

Alimentação saudável é fundamental para fortalecer sistema imunológico

24/06/2020 14:29
Alimentação saudável é fundamental para fortalecer sistema imunológico
Rodada internacional de negócios vai aproximar indústrias de alimentos e bebidas de MS
Bem-Estar

Rodada internacional de negócios vai aproximar indústrias de alimentos e bebidas de MS

10/06/2020 19:37
Rodada internacional de negócios vai aproximar indústrias de alimentos e bebidas de MS
AApoiadores Dourados realiza leilão virtual em prol do Hospital de Amor
Leilão Virtual

AApoiadores Dourados realiza leilão virtual em prol do Hospital de Amor

27/05/2020 17:30
AApoiadores Dourados realiza leilão virtual em prol do Hospital de Amor
Isolamento social dispara venda de produtos eróticos em Dourados
Variedades

Isolamento social dispara venda de produtos eróticos em Dourados

19/05/2020 18:34
Isolamento social dispara venda de produtos eróticos em Dourados
Últimas Notícias