Dourados – MS quarta, 30 de setembro de 2020
Dourados
40º max
23º min
Atenta

Fim de um Mito

05 Mar 2016 - 06h00
A condução coercitiva de Lula ontem para dar depoimento à Polícia Federal repercutiu intensamente no Mundo. A imprensa italiana, por exemplo, explorou o caso como o fim de um mito. Após sair da Polícia Federal, Lula foi abraçado por militantes, sem dizer nada a respeito do apartamento Tríplex e outras acusações que pesam sobre ele. Fica difícil saber porque tanto alvoroço em cima desta condução envolvendo Lula. Ele não está acima da lei. Lula vive propagando sua honestidade, mas não quer ser investigado? Ora, se ele é tão honesto assim, que fique tranquilo. Tá nervoso por quê? quem não deve, não teme.


##### Forças Armadas


Ofendido ontem ao ser apenas conduzido para dar depoimento, o presidente Lula, incitou os militantes e Sem-Terra para sair as ruas na semana que vem. Para defender o que? O fim das investigações?. Seria o momento oportuno de uma intervenção militar? Por outro lado, em outra ocasião em entrevista ao repórter Sérgio Rocha, o jurista Ives Garcia incita as forças armadas a tomar o poder.

##### Lei e a ordem


Na entrevista, Ives afirma que cabe as forças armadas restabelecer a lei e a ordem do Brasil, e não voltar ao poder como em 64. Com esta afirmação, a chama da Intervenção Militar Federal voltou a ser acesa em todas as mentes intervencionistas no Brasil e no mundo".

##### Poder central


Ives incita as forças armadas a tomarem o poder central para que o Brasil tenha a possibilidade de restabeler a lei e a ordem, já que os três poderes na opinião dele estão "corrompidos, usurpados e sem legitimidade jurídica".

##### Lava Jato


Ele relembra que o nome da presidente "comunista" Dilma Rousseff/PT, foi citado 11 vezes na Operação Lava Jato em delações dos réus já presos, que o presidente do senado Federal, o senador Renan Calheiros/PMDB-AL, está sendo investigado por crimes de Lavagem de Dinheiro, Peculato, Falsidade Ideológica, Utilização de Documentos Falsos, o qual teve a quebra do sigilo bancário e fiscal quebrada pelo STF". Mas apesar das denuncias o STF não denunciou Renan.

##### Citações de Cunha


Já o deputado Eduardo Cunha/PMDB-RJ, presidente da câmara dos Deputados Federais, foi citado inúmeras vezes na Operação Lava Jato com acusações de manter conta secreta no exterior e envolvimento direto nos esquemas de corrupção dentro da Petrobrás.

##### Servindo ordens


Duas casas legislativas tem seus presidentes citados no maior esquema de corrupção da história do mundo; o STF demonstra claramente que existe para servir as ordens do Partido dos Trabalhadores, por conta de ser formado por 8 (oito) Ministros indicados pelo presidente Lula/PT-SP. E para piorar, a presidente Dilma Rousseff/PT se apresenta como um mero objeto de uso político para Luiz Inácio Lula da Silva.

##### Respaldo na CF


Ives reafirma que o artigo 142 da Constituição Federal respalda as forças armadas à agirem imediatamente para frear o avanço da corrupção sistêmica, de forma que os generais do Exército Brasileiro devem anunciar a tomada do poder para cumprir a lei, protegendo a Pátria e o restabelecimento da ordem entre os poderes constituídos.

##### Atribuição normativa


Já no artigo 49, inciso 11 da Constituição Federal, Ives alerta que: É da competência exclusiva do Congresso Nacional: XI – zelar pela preservação de sua competência legislativa em face da atribuição normativa dos outros Poderes.

##### Invasão de direitos


Esse artigo responde a invasão de direitos legais do Senado Federal e da Câmara dos Deputados Federais, exercida pelo STF (Supremo Tribunal Federal), que desacatou a constituição e o regimento interno das casas legislativas, em detrimento de benesses ao PT e aos acusados na operação Lava Jato.

##### Poderes banalizados


Ou seja, Ives alerta que devemos repudiar a invasão da competência da União, com maquiavélico amesquinhamento da Câmara dos Deputados, tornando-a uma casa inferior em relação ao Senado Federal, de forma que o senado passou a não mais julgar os atos de improbidade da presidente da república, mas a própria Câmara, tornando-se poderes banalizados.

##### Sem avisar


Diante das informações de que o senador Delcídio do Amaral (PT-MS) assinou um acordo de delação premiada, conforme divulgado pela revista IstoÉ, advogados que o defendiam na operação "lava jato" deixaram o caso. Entre a quinta-feira (3/3) e esta sexta-feira (4/3), os advogados Luiz Henrique Machado e o ministro Gilson Dipp, aposentado do Superior Tribunal de Justiça, renunciaram ao mandato.

##### A prisão


Maurício Silva Leite, que representava o senador no Supremo Tribunal Federal, deixou a equipe depois que Delcídio foi solto pelo ministro Teori Zavascki, no dia 19 de fevereiro. O senador foi preso em novembro de 2015, por causa de gravações em que aparece oferecendo dinheiro para a família de um dos investigados para que ele não colaborasse com as investigações e propagando relações com ministros do STF.

##### "Ética" do Senado


Os advogados deixaram a defesa por não terem sido informados sobre o acordo de delação descrito pela IstoÉ. Até a quarta-feira (2/3), relataram, Delcídio negava qualquer tipo de acordo com o Ministério Público. Na nota divulgada por ele na quinta, o senador não nega nem confirma que tenha feito delação, apenas diz que "não reconhecemos a autenticidade dos documentos" apresentados pela revista. Gilson Dipp trabalhava apenas na Comissão de Ética do Senado. No Supremo, trabalhavam Maurício Leite e Figueiredo Basto.

##### Á IstoÉ


A informação que circula é que Delcídio, fragilizado na prisão e abandonado pelos "companheiros", decidiu falar com o Ministério Público. Procurou os responsáveis pelo acordo para tentar voltar atrás, ou mudar a versão. E diante da possibilidade de a delação melar, o acordo foi vazado à IstoÉ.

##### Que frase!


"Isso tudo acontecendo e eu aqui na praça dando milho aos pombos" (Zé Geraldo).

Deixe seu Comentário

Leia Também

"Jorjão" oferece atividades remotas para todos os públicos
Recreação

"Jorjão" oferece atividades remotas para todos os públicos

25/09/2020 07:23
"Jorjão" oferece atividades remotas para todos os públicos
Empresa de estúdio fotográfico é condenada por cobrança indevida
Condenação

Empresa de estúdio fotográfico é condenada por cobrança indevida

21/09/2020 16:57
Empresa de estúdio fotográfico é condenada por cobrança indevida
MTur disponibiliza R$ 13,5 milhões para ações de retomada do turismo nos estados
Turismo

MTur disponibiliza R$ 13,5 milhões para ações de retomada do turismo nos estados

21/09/2020 10:36
MTur disponibiliza R$ 13,5 milhões para ações de retomada do turismo nos estados
O julgamento de Deus
Artigo

O julgamento de Deus

17/09/2020 08:51
O julgamento de Deus
Professor de Medicina explica sobre a qualidade do sono
Saúde

Professor de Medicina explica sobre a qualidade do sono

13/09/2020 10:11
Professor de Medicina explica sobre a qualidade do sono
Últimas Notícias