Dourados – MS segunda, 14 de junho de 2021
Dourados
26º max
12º min
Bebês e Crianças

Teatro e Circo

23 Mar 2016 - 10h15
“Cantigas Dum Fazedô” - Crédito: Foto: Divulgação“Cantigas Dum Fazedô” - Crédito: Foto: Divulgação
Neste mês em que se comemora o Dia do Teatro e do Circo, será realizado de 25 a 27 de março, uma extensa programação com esquetes e espetáculos. A bilheteria é através de Chapéu Colaborativo para contribuição da plateia.


Os locais de apresentações serão na Praça Antônio João, Parques Antenor Martins e Rego D’Água. "Dourados é um grande polo artístico do estado e um dos principais representantes do movimento cultural do interior, reunindo importantes profissionais e pesquisadores da cena", afirma João Rocha, ator da Cia. Theastai de Artes Cênicas.


O evento tem a organização da Cia. Theastai de Artes Cênicas e realização do Circo Le Chapeau, Teatro Imaginário Maracangalha, Tri-Ato Núcleo Cênico e Palhaço Challito. Os apoios são da Prefeitura de Dourados, Fundação de Cultura do Mato Grosso do Sul e Secretaria de Estado de Cultura, Turismo, Empreendedorismo e Inovação.


A Mostra Douradense de Teatro e Circo inicia sexta-feira, dia 25, com espetáculos na Praça Antônio João. Ás 17h, tem o espetáculo "100 Virtuose", com o palhaço Challito de Nova Alvorada do Sul; ás 18h é a vez da peça "Cantigas Dum Fazedô" do Tri-Ato Núcleo Cênico de Dourados; ás 19h, entra em cena "Tekoha - Ritual de Vida e Morte do Deus Pequeno" do Teatro Imaginário Maracangalha de Campo Grande.


No sábado, dia 26, as apresentações vão se concentrar no Parque do Rego D’Água. Ás 17h, tem o tradicional Pocket Show do Circo Le Chapeau de Campo Grande; uma hora depois, tem a montagem de "Dandys Acrobático" da Cia. Theastai de Dourados; já ás 19h, o público vai apreciar "Contos da Cantuária" do Teatro Imaginário Maracangalha.


Domingo, quando se comemora o Dia Nacional do Circo e Dia Mundial do Teatro, as atividades vão acontecer no Parque Antenor Martins. A programação começa ás 16h, com cortejo do Teatro Imaginário Maracangalha, seguido de intervenções cênicas de "Cantigas Dum Fazedô", "Dandys Acrobático", palhaço Challito e Pocket Show do Circo Le Chapeau. Outras informações pelos telefones (67) 9822- 4471 e 9825-4684.



Saiba Mais


Em "100 Virtuose", o palhaço Challito chega de avião de uma viagem longa e cansativa,  morre de medo de voar, além de passar muita fome após horas de vôo, ele não vê o momento de pisar em terra firme.


"Cantigas Dum Fazedô", é uma narrativa livremente adaptado da obra "Morte e Vida Severina" de João Cabral de Melo Neto e conta sobre o poder humano em encontrar melodia até no silêncio da seca da alma.


"Dandys Acrobático" mostra dois empregados de mesa atrapalhados: garçom e maitre. Eles utilizam se apenas de uma mesa e cadeira como cenografia e utensílios de restaurante complementam a plasticidade da cena de forma sofisticada.


"Tekoha – Ritual de Vida e Morte do Deus Pequeno" é um espetáculo que traça a trajetória do líder guarani Marçal de Souza. A palavra que dá nome ao espetáculo, Tekoha, tem um significado peculiar. "Teko" significa modo de estar, sistema, lei, hábito, costume. Tekoha, assim, refere-se à terra tradicional, ao espaço de pertencimento da cultura guarani.


"Contos da Cantuária", é um texto medieval de Geofrey Chaucer (1340) que aborda o comércio das religiões, para tanto vale-se da pesquisa  no teatro de bufões e cantigas religiosas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cresce abuso de crianças do sexo masculino em MS
Bebês e Crianças

Cresce abuso de crianças do sexo masculino em MS

17/05/2021 15:39
Cresce abuso de crianças do sexo masculino em MS
Últimas Notícias