Dourados – MS terça, 04 de agosto de 2020
Dourados
31º max
15º min
Segurança e Saúde JBS
Bebês e Crianças

Nobel de literatura terá livros editados no Brasil

26 Out 2015 - 07h00
Escritora de Belarus foi vencedora do Nobel de Literatura 2015. Ela é a 14ª mulher a vencer o prêmio. - Crédito: Foto: DivulgaçãoEscritora de Belarus foi vencedora do Nobel de Literatura 2015. Ela é a 14ª mulher a vencer o prêmio. - Crédito: Foto: Divulgação
A editora Companhia das Letras anunciou na semana passada, que vai publicar quatro livros da escritora bielorrussa Svetlana Alexievich, ganhadora do Prêmio Nobel de Literatura de 2015. A autora é inédita no Brasil. Os títulos escolhidos pela Companhia das Letras são “War’s unwomanly Face”, “Time Second Hand”, “Last Witnesses” e “Voices From Chernobyl”. Ainda não há data prevista para o lançando das obras.


Primeira jornalista e 14ª mulher a ganhar o Nobel de literatura, Svetlana foi escolhida por sua “obra polifônica, um monumento do sofrimento e da coragem em nosso tempo”. Considerada cronista implacável da União Soviética, ela é uma das raras autoras de não ficção a levar o prêmio.


Traduzida para o inglês e mais de dez idiomas, como espanhol, francês, alemão e chinês, Svetlana tem como livro mais conhecido justamente “Voices from Chernobyl: The History of a Nuclear Disaster” (“Vozes de Chernobil: A História Oral de um Desastre Nuclear”), originalmente publicado em 1997.


Ele levou dez anos para ser escrito e reúne entrevistas com testemunhas da maior catástrofe nuclear da história. A obra chegou a ser proibida em Belarus.


Svetlana sempre recorreu ao mesmo método para seus livros documentais, entrevistando durante muitos anos pessoas com experiências dramáticas: soldados soviéticos que retornaram da guerra no Afeganistão (“Zinky boys: Soviet Voices from Afghanistan war”) ou suicidas (“Enchanted with Death”).


Em uma entrevista que faz parte de uma coletânea de seus trabalhos publicada na França, Svetlana afirma o seguinte sobre seus textos: “Eu não estou tentando produzir um documento, mas esculpir a imagem de uma época. É por isso que eu levo entre sete e dez anos para escrever cada livro”.


Ainda comenta: “Eu não sou jornalista. Não permaneço no nível da informação, mas exploro a vida das pessoas, sua compreensão da vida. Também não faço o trabalho de um historiador, porque tudo começa, para mim, no ponto de término da tarefa do historiador: o que se passava pela cabeça das pessoas após a batalha de Stalingrado ou após a explosão de Chernobil? Eu não escrevo a história dos fatos, mas a história das almas”.

Saga


Svetlana Alexievich nasceu na Ucrânia, em 1948, mas cresceu em Belarus. Seu livro de estreia é “War’s unwomanly face” (“A Guerra Não Tem uma Face Feminina”, em tradução livre) e saiu em 1985. Ele é baseado em entrevistas com centenas de mulheres que participaram da Segunda Guerra Mundial.


Este trabalho é o primeiro do grande ciclo de livros de Alexievich, “Voices of Utopia”, em que a vida na União Soviética é retratada a partir da perspectiva do indivíduo. Por causa de sua crítica ao regime, Alexievich viveu periodicamente no exterior, na Itália, França, Alemanha e Suécia, entre outros lugares.


“Tudo o que sabíamos da guerra foi contado pelos homens. Por que as mulheres que suportaram este mundo absolutamente masculino não defenderam sua história, suas palavras e seus sentimentos?”, questionou a escritora certa vez.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Justiça se adapta para manter processos de adoção durante pandemia
Adoção na Pandemia

Justiça se adapta para manter processos de adoção durante pandemia

03/08/2020 16:25
Justiça se adapta para manter processos de adoção durante pandemia
Criança de Dourados representa o estado no Miss Brasil em Curitiba
Concurso

Criança de Dourados representa o estado no Miss Brasil em Curitiba

25/07/2020 11:03
Criança de Dourados representa o estado no Miss Brasil em Curitiba
Mãe que esperava trigêmeas descobre quarta filha 'surpresa' na hora do parto em maternidade de Manaus
Brasil

Mãe que esperava trigêmeas descobre quarta filha 'surpresa' na hora do parto em maternidade de Manaus

24/07/2020 09:34
Mãe que esperava trigêmeas descobre quarta filha 'surpresa' na hora do parto em maternidade de Manaus
Modernas, mães tornam-se influenciadoras digitais de sucesso em Dourados
ESPECIAL DIA DAS MÃES

Modernas, mães tornam-se influenciadoras digitais de sucesso em Dourados

10/05/2020 09:17
Modernas, mães tornam-se influenciadoras digitais de sucesso em Dourados
Isolamento impõe desafios a pais separados com guarda compartilhada
Covid-19

Isolamento impõe desafios a pais separados com guarda compartilhada

19/04/2020 10:23
Isolamento impõe desafios a pais separados com guarda compartilhada
Últimas Notícias