Dourados – MS quarta, 02 de dezembro de 2020
Dourados
33º max
23º min
Influx
Imaculada-Mobile
Arquitetura & Decoração

Madeira compensada soluciona desafios enfrentados em reforma

09 Nov 2015 - 07h00
De um dos lados, a estrutura de carvalho se estende até a fachada da casa, emoldurando a porta de entrada. A estrutura esbanja proporções robustas e o mesmo acabamento em todas as superfícies. - Crédito: Foto: DivulgaçãoDe um dos lados, a estrutura de carvalho se estende até a fachada da casa, emoldurando a porta de entrada. A estrutura esbanja proporções robustas e o mesmo acabamento em todas as superfícies. - Crédito: Foto: Divulgação
O estúdio londrino Bradley Van Der Straeten Architects revolucionou o interior de uma propriedade, em Londres, com o uso de painéis de madeira compensada e de carvalho. O conceito principal da reforma era livrar-se da necessidade de paredes e portas. Para substituir a função delas, criou-se, então, um moderno jogo de volumes e vazios, capaz de articular os espaços e aproveitar a entrada da luz natural.

Após a retirada das divisórias internas e dos pisos antigos, os arquitetos moldaram dois volumes esculturais: um deles em placas de carvalho e, o outro, em madeira compensada. O hall de entrada aparece entre as duas novas estruturas da marcenaria, garantindo claridade e circulação eficientes.

De um dos lados, a estrutura de carvalho se estende até a fachada da casa, emoldurando a porta de entrada. No interior da residência, as placas do mesmo material reservam o novo banheiro e uma dispensa compacta.
O grande desafio do projeto, segundo os arquitetos, foi otimizar os espaços para acomodar ali os desejos da família, como um novo dormitório, considerando uma condição importante: não havia a possibilidade de aumentar a área da residência.

Eles precisaram trabalhar com o que já tinham à disposição e, nessa direção, o volume de madeira compensada surgiu como o protagonista, usado para dar luz ao quarto extra, posicionado no mezanino acima do living.

A marcenaria avança pelos três andares da propriedade, dando luz inclusive à escada que leva ao novo dormitório, no andar mais alto. A estrutura esbanja proporções robustas e o mesmo acabamento em todas as superfícies, para garantir a ideia de unidade, como se tudo tivesse sido moldado a partir de uma mesma peça.

No primeiro piso da casa, o living aproveita o pé direito duplo e a iluminação proveniente da janela de quatro metros de altura, emoldurada por esquadrias de carvalho. Tal área pode ser vista a partir do quarto novo, no andar superior. O resultado é uma obra completamente renovada com a ajuda da madeira. Os arquitetos não somente atenderam aos pedidos dos clientes, como, de quebra, imprimiram uma boa dose de aconchego no lar.

Para a arquiteta Débora Aguiar, madeira compensada também é sinônimo de conforto. “As pessoas estão voltadas para suas casas, seus refúgios e a madeira é uma das matérias-primas perfeitas para conseguir esse estado de aconchego doméstico”, acredita Débora, fã do contraste de madeira rústica com materiais mais frios, como o mármore polido. “Rende um contraste muito interessante”, afirma.

Deixe seu Comentário