Dourados – MS sábado, 11 de julho de 2020
Dourados
31º max
14º min
Arquitetura & Decoração

Dicas preciosas para trazer a natureza para dentro de sua casa

14 Dez 2015 - 07h00
Ideia de trazer a natureza para mais perto tem sido uma preocupação constante de quem vive nos grandes centros urbanos, segundo os especialistas em arquitetura e urbanismo. - Crédito: Foto: DivulgaçãoIdeia de trazer a natureza para mais perto tem sido uma preocupação constante de quem vive nos grandes centros urbanos, segundo os especialistas em arquitetura e urbanismo. - Crédito: Foto: Divulgação
A ideia de trazer a natureza para mais perto tem sido uma preocupação constante de quem vive nos grandes centros urbanos. A forma mais comum de conservar esse contato é trazer a vegetação para dentro de casa. E uma maneira prática de criar ambientes naturais é através do uso de vasos. Eles também fazem parte da decoração com estilos, formas, volumes, cores, texturas e tamanhos diferenciados. Essa composição acaba tornando-se elemento de decoração, substituindo até objetos de arte.


Como as plantas para interiores também seguem tendências, tanto para plantas como para vasos. Nem sempre as plantas precisam ser enormes. No caso de vasos com apenas uma planta, o seu porte pode parecer maior se estiver em um vaso grande. Quem dá a dica é a arquiteta paisagista Márcia Simonsen, representante em Goiânia dos vasos da linha Levve, design do arquiteto paisagista Benedito Abbud.


Para complementar uma decoração contemporânea, a arquiteta sugere a mistura das cores verde e branco amarelado, “que dão um agradável tom de primavera”. Para escolher o vaso ideal, alguns cuidados devem ser observados, como a definição das plantas, as condições ambientais do local, a incidência de sol, ventilação e umidade. É importante salientar que a maioria das plantas não resiste a ambientes com ar condicionado.


Segundo Juarez Lonardoni, da Vaso & Cia, o vaso de cimento é o mais utilizado para plantas grandes e pesadas. Bonito e resistente, não deve ser transportado ou arrastado depois do plantio por causa do peso, que pode passar de cinqüenta quilos.

Impermeabilização


É preciso observar se existe boa impermeabilização no interior do vaso, caso contrário, ele poderá se desfazer com o tempo. Os vasos de cerâmica geralmente são evitados para plantas de grande porte, por causa da sua fragilidade. E mesmo quando usado para plantas leves, deve-se ter um rigor maior na impermeabilização para evitar a umidade.


Para quem optar por um vaso mais leve, existem as opções em fibra. O material é mais resistente, porém tem custo mais elevado do que o de cimento. O acabamento é o mesmo, sendo muito difícil distingui-los.


A diferença do vaso de cimento e de cerâmica para o vaso de fibra está na resistência. O cimento e a cerâmica resistem menos a pancadas e podem se quebrar ou rachar com mais facilidade. O vaso liso é o modelo mais usado atualmente. Sem arabesco, frisos, guirlandas ou desenhos de frutas e flores, ele cabe bem em qualquer ambiente, seja clássico ou moderno. Para quem quer acertar sem correr risco, o melhor é procurar uma peça de linha reta, redonda ou quadrada, em forma de caixa, cone ou cilindro, sugere Juarez.


Quem gosta de uma decoração mais rústica, deve usar vasos de barro ou de cerâmica, que dão uma aparência mais natural ao ambiente. Segundo a paisagista Márcia Costa, da Murano, as floreiras de madeiras são outra opção para criar um ambiente mais aconchegante. A escolha do modelo vai depender do conjunto: estilo da casa, móveis, acessórios ou cores. Acácio Gomes Filho, da Transplantas, acrescenta que a escolha tem que ser feita de acordo com o espaço disponível, observando as proporções e a adaptação da planta ao ambiente escolhido.

Deixe seu Comentário