Dourados – MS quinta, 13 de agosto de 2020
Dourados
26º max
16º min
Segurança e Saúde JBS
Covid-19

Os riscos da auto-hemoterapia à saúde

Fique atento para o perigo de recorrer a procedimentos não reconhecidos pelo Conselho Federal de Medicina e outras autoridades da área da saúde.

28 Abr 2020 - 14h50Por Redação
Os riscos da auto-hemoterapia à saúde -

A atual situação de emergência em saúde pública tem levado pacientes e familiares a recorrer a alternativas terapêuticas sem comprovação científica para o tratamento da Covid-19, como a auto-hemoterapia. A Anvisa alerta sobre o perigo deste procedimento não reconhecido pelas autoridades da área da saúde. Entenda as razões. 

A chamada auto-hemoterapia é uma prática que retira o sangue do paciente – com suspeita ou diagnóstico de Covid-19 ou outra doença – para, em seguida, injetar o mesmo sangue no paciente. De acordo com os disseminadores da prática, isso estimularia o sistema imunológico. Ocorre que a auto-hemoterapia não é reconhecida como procedimento médico para nenhum tipo de patologia. Isso porque faltam evidências científicas que comprovem, por meio de estudos clínicos, sua eficácia e segurança. Tampouco existem informações a respeito de posologia, mecanismos de ação, interações, reações adversas etc.  

O Conselho Federal de Medicina (CFM), o Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) e o Conselho Federal de Farmácia (CFF) consideram não haver evidências científicas comprobatórias de que a auto-hemoterapia seja efetiva para tratar quaisquer doenças em seres humanos. Esses órgãos, inclusive, proíbem que seus profissionais pratiquem o procedimento em pacientes. Da mesma forma, a Associação Brasileira de Hematologia, Hemoterapia e Terapia Celular (ABHH) não reconhece a auto-hemoterapia como procedimento terapêutico. 

Perigos 

Além dos riscos de contaminação das pessoas envolvidas e da transmissão de doenças infecciosas devido à manipulação inadequada do sangue, a prática pode piorar o quadro de saúde do paciente, deixando-o ainda mais vulnerável, uma vez que essa promessa de cura estimula o abandono de tratamentos convencionais ou impossibilita o acesso a recursos terapêuticos mais eficazes. Tudo isso ainda é agravado pela falta de conhecimento sobre o comportamento do novo coronavírus e sua transmissibilidade pelo sangue. 

Competências 

É importante ressaltar que a competência para reconhecer a eficácia das práticas e dos procedimentos é dos Conselhos profissionais. Este reconhecimento é realizado com base em evidências científicas obtidas por meio de pesquisas e estudos clínicos. Depois de reconhecida a prática, o procedimento ou a terapia pelos devidos órgãos competentes, cabe à Anvisa regulamentar o processo produtivo e, em parceria com as Vigilâncias Sanitárias locais, fiscalizar o cumprimento dos critérios sanitários. 

Denuncie! 

Não utilize a auto-hemoterapia e denuncie ao respectivo conselho de classe se você souber que esse procedimento está sendo realizado em algum estabelecimento de saúde, de interesse à saúde ou por profissionais liberais de saúde em atendimento do tipo home care (assistência à saúde domiciliar) para tratamento da Covid-19. Nesses casos, a Vigilância Sanitária local também poderá ser acionada.  

Para mais informações, consulte a Nota Técnica 6/2017 da Anvisa, que trata da prática da auto-hemoterapia no país e do papel da vigilância sanitária. 

*Com informações da Anvisa

Deixe seu Comentário

Leia Também

Duas em cada cinco escolas de todo o mundo não tinham instalações básicas para lavar as mãos antes da pandemia de COVID-19, afirmam UNICEF e OMS
Mundo

Duas em cada cinco escolas de todo o mundo não tinham instalações básicas para lavar as mãos antes da pandemia de COVID-19, afirmam UNICEF e OMS

13/08/2020 17:34
Duas em cada cinco escolas de todo o mundo não tinham instalações básicas para lavar as mãos antes da pandemia de COVID-19, afirmam UNICEF e OMS
“Sábado sem Mosquito” será nas Vilas Valderez, Mariana e São Braz
Dengue

“Sábado sem Mosquito” será nas Vilas Valderez, Mariana e São Braz

13/08/2020 16:32
“Sábado sem Mosquito” será nas Vilas Valderez, Mariana e São Braz
Estoques de hidroxicloquina no país estão zerados, diz Pazuello
Hidroxicloroquina

Estoques de hidroxicloquina no país estão zerados, diz Pazuello

13/08/2020 16:01
Estoques de hidroxicloquina no país estão zerados, diz Pazuello
Comissão Estadual se reúne para falar sobre planejamento de retorno às aulas presenciais em MS
Volta às Aulas

Comissão Estadual se reúne para falar sobre planejamento de retorno às aulas presenciais em MS

13/08/2020 15:32
Comissão Estadual se reúne para falar sobre planejamento de retorno às aulas presenciais em MS
Sobe para 1050 número de casos novos do coronavírus no MS
Covid-19

Sobe para 1050 número de casos novos do coronavírus no MS

13/08/2020 14:24
Sobe para 1050 número de casos novos do coronavírus no MS
Últimas Notícias