Dourados – MS terça, 22 de outubro de 2019
Saúde Mental

Depressão é fator de maior risco ao suicídio

No Dia Mundial da Saúde Mental as autoridades alertam para o aumento dos distúrbios mentais, uma das principais doenças do século XXI

10 Out 2019 - 11h42Por Redação
No Dia Mundial da Saúde Mental, autoridades chamam atenção quanto a depressão - Crédito: IlustraçãoNo Dia Mundial da Saúde Mental, autoridades chamam atenção quanto a depressão - Crédito: Ilustração

As perturbações de natureza mental estão crescendo e os distúrbios mentais, independentemente da sua gravidade, são uma das principais doenças incapacitantes do século XXI. A depressão é a segunda causa de incapacidade na União Europeia. As doenças mentais e, particularmente a depressão, são o fator de maior risco de suicídio.

Hoje, Dia Mundial da Saúde Mental, as autoridades chamam a atenção pública para a questão da saúde mental global, e identificá-la como uma causa comum a todos os povos, ultrapassando barreiras nacionais, culturais, políticos ou sócio-econômicas. Combater o preconceito e o estigma à volta da saúde psicológica é outro dos objetivos do dia.

Esta data foi criada em 1992 pela Federação Mundial de Saúde Mental (World Federation for Mental Health).

A Organização Mundial da Saúde (OMS) considera a saúde mental uma prioridade e defende que a questão da saúde mental não é estritamente um problema de saúde.

Crianças

Um dos casos de depressão que chama atenção é relacionado às crianças e adolescentes. A depressão que sempre pareceu um mal exclusivo dos adultos hoje em dia afeta cerca de 2% das crianças e 5% dos adolescentes do mundo.

Diagnosticar depressão é mais difícil nas crianças, pois os sintomas podem ser confundidos com malcriação, pirraça ou birra, mau humor, tristeza e agressividade. O que diferencia a depressão das tristezas do dia-a-dia é a intensidade, a persistência e as mudanças em hábitos normais das atividades da criança.

Costuma manifestar-se a partir de uma situação traumática, tais como: separação dos pais, mudança de colégio, morte de uma pessoa querida ou animal de estimação.

Ao primeiro sinal de depressão, os pais devem acolher a criança e encaminhá-la a um profissional o mais rápido possível. Na maioria das vezes, o apoio da família e a psicoterapia são suficientes. Somente a partir dos 6 anos de idade, é necessário, em alguns casos, intervir com medicamentos. A depressão infantil desencadeia várias outras doenças tais como: anorexia, bulimia, etc.

Atenção aos sintomas

Sentimentos de desesperança, dificuldade de concentração, memória ou raciocínio; angústia, pessimismo, agressividade, falta de apetite, tronco arqueado, falta de prazer em executar atividades, isolamento, apatia, insônia ou sono excessivo que não satisfaz. Outros sintomas são a desatenção em tudo que tenta fazer, queixas de dores, baixa auto-estima e sentimento de inferioridade, ideia de suicídio ou pensamento de tragédias ou morte.

Na criança com depressão também pode apresentar a sensação freqüente de cansaço ou perda de energia, sentimentos de culpa e dificuldade de se afastar da mãe.

Fonte: Fiocruz

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia investiga se mãe provocou a morte do bebê antes mesmo dele nascer
Dourados

Polícia investiga se mãe provocou a morte do bebê antes mesmo dele nascer

19/10/2019 09:49
Polícia investiga se mãe provocou a morte do bebê antes mesmo dele nascer
UBS abrem até às 17h neste sábado para Dia D da vacinação contra o Sarampo
Dourados

UBS abrem até às 17h neste sábado para Dia D da vacinação contra o Sarampo

19/10/2019 09:31
UBS abrem até às 17h neste sábado para Dia D da vacinação contra o Sarampo
Dia D de vacinação é nesse sábado e postos estarão abertos
Saúde

Dia D de vacinação é nesse sábado e postos estarão abertos

18/10/2019 17:17
Dia D de vacinação é nesse sábado e postos estarão abertos
MP abre inquérito para apurar falta de médicos e fechamento de postos
Saúde

MP abre inquérito para apurar falta de médicos e fechamento de postos

18/10/2019 15:39
MP abre inquérito para apurar falta de médicos e fechamento de postos
Mandetta anuncia repasse de R$ 26,7 mi para a macrorregião de Dourados
Saúde

Mandetta anuncia repasse de R$ 26,7 mi para a macrorregião de Dourados

18/10/2019 15:29
Mandetta anuncia repasse de R$ 26,7 mi para a macrorregião de Dourados
Últimas Notícias