Dourados – MS segunda, 06 de julho de 2020
Dourados
28º max
19º min
Política

TRE diploma os eleitos em 4 de outubro

10 Dez 2010 - 23h25
Santini diz que projeto de reforma eleitoral é um retrocesso - Santini diz que projeto de reforma eleitoral é um retrocesso -
O Tribunal Regional de Mato Grosso do Sul (TRE-MS) diplomou na noite de ontem os 24 deputados estaduais, os oito deputados federais, os senadores Waldemir Moka (PMDB) e Delcídio do Amaral (PT), o governador André Puccinelli, e a vice, Simone Tebet, ambos do PMDB. A solenidade de diplomação, que aconteceu no Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo, foi presidida pelo desembargador, Luiz Carlos Santini, que fez uma breve retrospectiva sobre a evolução eleitoral no País. Centenas de pessoas, entre familiares, amigos, assessores e militantes prestigiaram a solenidade de diplomação dos eleitos nas eleições de 4 de outubro deste ano.

A solenidade foi marcada por emoções. O deputado estadual campeão de votos na última eleição, Marquinhos Trad (PMDB), discursou em nome dos colegas. O mesmo fez Edson Girotto (PR), o deputado federal mais votado. Ele comentou sobre a amizade que tem com o governador Puccinelli há muitos anos. Já Delcídio Amaral, foi quem discursou em nome do senado, enquanto que seu colega, Moka, o aplaudia. Delcidio chegou a ser exaltado como o próximo governador de MS por algumas pessoas da platéia.

O governador na hora de seu discurso chegou a chorar, e revelou a intenção de se aposentar após encerrar o segundo mandato como governador de Mato Grosso do Sul em 2014. Afirmando que Mato Grosso do Sul vai ser construído “a muitas mãos”, com apoio da classe política e todos os poderes, Puccinelli, diz que quer fazer o Estado crescer.

O governador também criticou a atuação de seus adversários políticos durante a campanha eleitoral, classificada por ele como “extremamente maledicente” e de ataques pessoais. “Nunca se viu na história de Mato Grosso do Sul uma campanha que denegriu pessoas, famílias e ninguém merecia isso”, continuou. Puccinelli lembrou que seu principal rival, Zeca do PT, esteve em Brasília na tentativa de conseguir juridicamente o cance-lamento de sua diplomação. “Não instruímos advogados. Falei para minha família que Deus se incumbiria de ser meu advogado”, discursou. Logo em seguida, falou que não pretende “olhar para trás” e que o processo democrático permite o debate de idéias, “mas não as ofensas pessoais”.

#####RETROCESSO

Santini afirmou diante da bancada federal que o projeto de reforma eleitoral é um retrocesso, que irá acabar com a segurança do sistema de votação.

Segundo o presidente do TRE, existem dois grandes problemas: as possibilidades da identificação do voto e de o eleitor votar mais de uma vez. “É a volta do coronelismo”, afirmou. “Não haverá qualquer segurança e sigilo do voto”.

Ao votar, a urna eletrônica, de acordo com a proposta, passará a emitir um comprovante, com uma numeração. Para Santini, o número poderá ser usado para identificar o voto.

Além disso, a urna passará a ser “aberta”, ou seja, a votação não será mais liberada pelo mesário por meio da digitação do número do título de eleitor. Isso, no entendimento dos tribunais eleitorais, permitirá que um mesmo eleitor vote quantas vezes quiser.(Com informações de Campo Grande News).

Deixe seu Comentário

Leia Também

Bolsonaro veta parte de lei que determina o uso de máscaras em locais públicos
Política

Bolsonaro veta parte de lei que determina o uso de máscaras em locais públicos

04/07/2020 11:00
Bolsonaro veta parte de lei que determina o uso de máscaras em locais públicos
José Serra é denunciado por lavagem de dinheiro
Brasil

José Serra é denunciado por lavagem de dinheiro

03/07/2020 19:20
José Serra é denunciado por lavagem de dinheiro
TSE adia prazos eleitorais de julho em 42 dias
Eleições

TSE adia prazos eleitorais de julho em 42 dias

03/07/2020 18:22
TSE adia prazos eleitorais de julho em 42 dias
Idenor Machado cobra informações sobre Ecoponto em Dourados
Dourados

Idenor Machado cobra informações sobre Ecoponto em Dourados

03/07/2020 17:55
Idenor Machado cobra informações sobre Ecoponto em Dourados
Bolsonaro escolhe Renato Feder para ser novo ministro da Educação
POLÍTICA

Bolsonaro escolhe Renato Feder para ser novo ministro da Educação

03/07/2020 12:10
Bolsonaro escolhe Renato Feder para ser novo ministro da Educação
Últimas Notícias