Dourados – MS segunda, 21 de setembro de 2020
Dourados
26º max
15º min
Eleições 2016

Pesquisa indica vitória folgada de Délia na disputa pela prefeitura

18 Mai 2016 - 06h00
Pesquisa indica vitória folgada de Délia na disputa pela prefeitura  -
A mais recente pesquisa de intenções de voto do Ipems (Instituto de Pesquisa de Mato Grosso do Sul) para sondar a preferência do eleitor aponta vitória folgada da vereadora Délia Razuk (PR) na disputa pela prefeitura de Dourados nas eleições municipais de outubro.


Os números divulgados pelo instituto revelam que a vereadora, que trocou o PMDB pelo PR por falta de espaço, aparece com 44,48% das intenções de voto, contra 32,11% do deputado federal Geraldo Resende (PSDB), que surge na segunda colocação.


Assim, se as eleições fossem hoje, a vereadora republicana venceria o concorrente e principal adversário com mais de 12 pontos percentuais à frente. Os dados divulgados pelo Ipems referem-se a pesquisa estimulada, na qual são apresentados ao eleitor em um cartão-disco os nomes de todos os prováveis candidatos.


Conforme a Resolução nº 23.453, do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), a pesquisa do Ipems foi registrada sob o nº MS-06144/2016 e realizada entre os dias 9 e 10 de maio deste ano junto a 300 pessoas.


A margem de erro é de 5,66 pontos percentuais para mais ou para menos e o grau de confiança de 95%.


Apesar desse resultado, analistas indicam que o quadro sucessório pode mudar, dependendo das circunstâncias políticas até a homologação das candidaturas e composição de alianças partidárias, culminando com o início da campanha eleitoral, previsto para o começo de agosto.


Depois de um imbróglio político no PMDB, Geraldo abandonou o partido liderado pelo ex-governador André Puccinelli para se abrigar no PSDB a convite do governador Reinaldo Azambuja.


Setores peemedebistas, liderados pelo vice-prefeito Sebastião Nogueira, ameaçaram ir para o confronto com o então correligionário, mas depois recuaram, chegando a homologar a sua candidatura durante convenção.


Apesar disso, Geraldo não resistiu a investida do governo estadual, que opera pesado para fazer o sucessor do prefeito Murilo Zauith (PSB) em outubro. A ideia do governador Reinaldo Azambuja é eleger prefeitos e vereadores nas principais cidades do Estado, incluindo Campo Grande, Dourados, Corumbá, Três Lagoas, e Ponta Porã, onde já dispõe de nomes fortes.


Ainda segundo os números do Ipems, o deputado estadual Renato Câmara (PMDB), escolhido pelo ex-governador para substituir Geraldo e ir para o sacrifício, surge na terceira colocação com 3,52%, enquanto Wanderlei Carneiro (PP) é o quarto com 1,94%. Segundo o Ipems, neste cenário os votos brancos, nulos e indecisos totalizaram 17,96%.

Confronto direto


Já no cenário de confronto direto entre Délia e Geraldo a pesquisa estimulada aponta que a vereadora venceria com 46,28% contra 35,43% do deputado federal, enquanto 18,29% são brancos, nulos e indecisos.


No cenário do confronto entre Délia Razuk e Renato Câmara, a vereadora venceria com 62,05% das intenções de votos contra 8,34% do deputado estadual. Nesse caso, os brancos, nulos e indecisos somaram 29,61%.


O último cenário de confronto direto traz Délia Razuk e Wanderlei Carneiro, no qual a candidata republicana venceria com 64,85% contra 3,28% do adversário, enquanto brancos, nulos e indecisos somaram 31,87%.
Com relação ao mercado eleitoral para prefeito de Dourados, Délia Razuk foi apontada como conhecida por 95,32%, tem imagem positiva por 58,57%, tem imagem negativa por 11,38%, tem mercado potencial de 79,82% e é a candidata preferencial para 30,14% dos eleitores.


Geraldo foi apontado como conhecido por 95,30%, tem imagem positiva por 50,30%, tem imagem negativa por 19,84%, tem mercado potencial de 72,70% e é o candidato preferencial para 23,56%, enquanto Renato Câmara foi apontado como conhecido por 29,87%, tem imagem positiva por 30,67%, tem imagem negativa por 17,32%, tem mercado potencial de 69,02% e é o candidato preferencial para 14,46% e Wanderlei Cordeiro foi apontado como conhecido por 25,20%, tem imagem positiva por 12,84%, tem imagem negativa por 16,45%, tem mercado potencial de 70,24% e é o candidato preferencial para 4,56%.

Rejeição




Em relação à rejeição dos prováveis candidatos apresentados, ainda conforme a pesquisa Ipems, o maior percentual é do deputado federal Geraldo Resende, com 24,42%, enquanto em seguida aparece o deputado estadual Renato Câmara, com 21,25%.


O terceiro candidato com maior rejeição é Wanderlei Carneiro, com 19,69%, e, por último, Délia Razuk, com 15,76.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Projeto institui Semana da Conscientização sobre a Esquizofrenia em MS
Política

Projeto institui Semana da Conscientização sobre a Esquizofrenia em MS

17/09/2020 13:52
Projeto institui Semana da Conscientização sobre a Esquizofrenia em MS
Governador Reinaldo Azambuja testa positivo para Covid-19
Comunicado Oficial

Governador Reinaldo Azambuja testa positivo para Covid-19

17/09/2020 09:43
Governador Reinaldo Azambuja testa positivo para Covid-19
A pedido do PSD, Daniela mantém pré-candidatura à vereadora
Eleições 2020

A pedido do PSD, Daniela mantém pré-candidatura à vereadora

16/09/2020 10:15
A pedido do PSD, Daniela mantém pré-candidatura à vereadora
STF declara inconstitucional a impressão do voto pela urna eletrônica
Eleições 2020

STF declara inconstitucional a impressão do voto pela urna eletrônica

15/09/2020 17:35
STF declara inconstitucional a impressão do voto pela urna eletrônica
Doutor Guto, médico de 37 anos, é o vice de Alan Guedes
Eleições 2020

Doutor Guto, médico de 37 anos, é o vice de Alan Guedes

15/09/2020 14:01
Doutor Guto, médico de 37 anos, é o vice de Alan Guedes
Últimas Notícias