Dourados – MS sábado, 24 de julho de 2021
Dourados
32º max
16º min
Política

Júnior Teixeira tem mandato cassado pela Câmara

16 Mar 2011 - 14h31
Vereador afastado Júnior Teixeira faz a própria defesa na tribuna

Foto: Hédio Fazan
 - Vereador afastado Júnior Teixeira faz a própria defesa na tribuna Foto: Hédio Fazan -
O vereador afastado Junior Teixeira (PDT) teve o mandato cassado pela Câmara de Dourados. Foram nove votos a favor da cassação. Os vereadores Cemar Arnal, Bebeto e Albino Mendes tiveram o direito de voto impedido porque pertencem à coligação do acusado e, portanto, isto poderia configura um \'vício\'.

Em entrevista ao Douradosagora, Júnior disse que sabia que seria cassado mas já adianta que vai recorrer da decisão, junto à Justiça. Quer provar a inocência e responsabilizar os culpados, judicialmente.

Júnior fez a própria defesa, já que o advogado dele, Airton Stroppa pediu afastamento do caso. A Câmara negou pedido de Júnior que solicitou prazo de dez dias para constituir novo advogado e consequentemente adiamento do julgamento.

Durante a entrevista ao site Douradosagora, Júnior Teixeira diz as \'provas\' são manipuladas e que suas testemunhas não foram ouvidas, mesmo porque não foram acionadas o que, segundo ele, seria prerrogativa do Comissão instituída pelo Legislativo para analisar a denúncia.

O parlamentar afastado denuncia que trechos de sua conversa com o então secretário Eleandro Passaia foram editados. Em um deles, Júnior aparece questionando: (...) são R$ 35 mil? Esta, conforme alega Júnior, seria uma pergunta feita a Passaia no contexto de uma conversa. Ele afirma que este pedaço foi editado e que não prova nada contra ele.

Ele afirma que estava trocando cheques - costume que, segundo ele, é comum quando atuava na Câmara, referindo-se às imagens em que aparece pegando dinheiro. Também diz que ele próprio, quando membro da Comissão Processante instituida pela Câmara, pediu a cassação do então prefeito Ari Artuzi. Conclui que, portanto, num trabalhou para \'proteger\' Artuzi.

Júnior Teixeira cobra o Ministério Público sobre denúncias que recairiam sobre deputados estadual e federais, de Campo Grande e Dourados.

Ele também denunciou que haveria um esquema travado entre os suplentes dos vereadores indiciados, para cassar todos. Júnior disse que, nos casos dos vereadores afastados, Marcelo Barros e Aurélio Bonatto, haveria duplos relatórios. Um pedindo a absolvição e outro pedindo cassação. Este último teria ocorrido depois do suposto acordo entre os suplentes, disse Júnior Teixeira ao Douradosagora.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Governador sanciona LDO, que prevê receita de R$ 18,47 bilhões para MS em 2022
Política

Governador sanciona LDO, que prevê receita de R$ 18,47 bilhões para MS em 2022

23/07/2021 08:00
Governador sanciona LDO, que prevê receita de R$ 18,47 bilhões para MS em 2022
Senador Ciro Nogueira assumirá comando da Casa Civil, diz presidente
Política

Senador Ciro Nogueira assumirá comando da Casa Civil, diz presidente

22/07/2021 15:00
Senador Ciro Nogueira assumirá comando da Casa Civil, diz presidente
Governo nomeia Youssif Domingos para o cargo de diretor-presidente da Fertel
Política

Governo nomeia Youssif Domingos para o cargo de diretor-presidente da Fertel

21/07/2021 14:00
Governo nomeia Youssif Domingos para o cargo de diretor-presidente da Fertel
Presidente diz que deve vetar dinheiro para o fundo eleitoral
Política

Presidente diz que deve vetar dinheiro para o fundo eleitoral

20/07/2021 09:00
Presidente diz que deve vetar dinheiro para o fundo eleitoral
Após alta, presidente diz que se reunirá com ministro da Saúde
Política

Após alta, presidente diz que se reunirá com ministro da Saúde

19/07/2021 09:00
Após alta, presidente diz que se reunirá com ministro da Saúde
Últimas Notícias