Dourados – MS segunda, 26 de outubro de 2020
Dourados
28º max
20º min
Influx
Política

Governo, Assembléia e TJ declaram luto oficial pela morte de Celina

28 Fev 2011 - 17h00
Foto: divulgação - Foto: divulgação -
CAMPO GRANDE – O governo do Estado, a Assembleia Legislativa e o Tribunal de Justiça declararam, em conjunto, luto oficial de três dias e ponto facultativo ontem nos órgãos dos Três Poderes em razão do passamento da ex-deputada e conselheira do Tribunal de Contas Celina Martins Jallad. O decreto “E” 1/2011 é assinado pelo governador André Puccinelli, o presidente da AL, Jerson Domingos, e o presidente do TJ, desembargador Luiz Carlos Santini.

Na declaração do luto oficial, os chefes dos Três Poderes citam que a conselheira foi uma destacada campo-grandense que dedicou boa parte de sua existência à vida pública, tendo exercido diversos cargos, por meio dos quais trabalhou ativamente pela melhoria do ensino e da qualidade de vida dos sul-mato-grossenses. “Uma guerreira incansável que sem-pre lutou pelas causas sociais e pela ampliação dos espaços da mulher em Mato Grosso do Sul... Além de ter sido mulher pública, foi mãe, esposa e cidadã, cujo exemplo de vida engrandece a história de Mato Grosso do Sul”, cita o decreto, ao estabelecer luto oficial no Estado de Mato Grosso do Sul, por três dias, a contar de 28 de fevereiro.

Hoje fica declarado Ponto Facultativo no âmbito da administração direta e indireta do Poder Executivo, do Poder Judiciário e do Poder Legislativo do Estado. Não haverá aulas da Rede Estadual de Ensino. As unidades e serviços conside-rados essenciais, que por sua natureza não possam ser paralisados ou interrompidos, terão expediente normal.

#####CELINA
A conselheira do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul (TCE), ex-deputada estadual Celina Jallad, morreu na madrugada desta segunda-feira após um aneurisma da aorta abdominal.

O corpo está sendo velado no saguão da Assembléia Legislativa, por onde já passam várias autoridades estaduais, en-tre as quais, o governador André Puccinelli (PMDB).

Vítima de aneurisma, no domingo, Celina foi atendi-da no Proncor em Campo Grande e, por orientação médica, se-guiu às presas num avião-UTI (Unidade de Terapia Intensiva) para o hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, onde morreu na madrugada de ontem.

O presidente do TCE/MS, Cícero de Souza, assinou portaria estabele-cendo luto oficial de três dias em razão do fale-ci-mento de Celina.
O advogado Marcelo Martins, primo da ex-conselheira, contou que ela passou mal no início da manhã e foi conduzida para o Proncor numa viatura do Corpo de Bombeiros. Dia-gnosticado o quadro, dali a conselheira saiu direto para o aeroporto de Campo Grande, de onde seguiu para o Sírio-Libanês.

De acordo com Marcelo, Celina Jallad passou por uma cirurgia ainda na tarde de domingo, mas durante a madrugada o quadro se complicou e ela acabou morrendo.

Celina é filha do ex-governador Wilson Martins. Já Marcelo é filho do ex-prefeito de Campo Grande, Plínio Martins, falecido. Wilson e Plínio casaram-se com duas irmãs.

Em março do ano passado, Celina pediu licença de 30 dias das atividades par-lamentares para tratar da saúde. Desde 2008, lutava contra um câncer.
Celina foi empossada em novembro de 2010 como conselheira do Tribunal de Contas. Ela foi a primeira mulher a ocupar o cargo em 30 anos de existência do tribunal.

Filha e neta de políticos tradicionais, o ex-governador Wilson Barbosa Martins e Vespasiano Martins, a campo-grandense Celina Jallad formou-se professora antes de ingressar na vida pública. Chegou pela primeira vez à Assembleia Legislativa em 1995, e lá exerceu três mandatos, além de assumir uma vaga efetiva no TCE. Ela era casada com o desembargador do Tribunal Regional do Trabalho, Abdalla Jallad, há 43 anos e deixa dois filhos.



Deixe seu Comentário

Leia Também

Proposta proíbe multa por quebra de fidelidade com operadora em caso de pandemia
política

Proposta proíbe multa por quebra de fidelidade com operadora em caso de pandemia

24/10/2020 15:07
Proposta proíbe multa por quebra de fidelidade com operadora em caso de pandemia
Executivo gastou 77,7% do orçamento previsto para combate a pandemia
política

Executivo gastou 77,7% do orçamento previsto para combate a pandemia

24/10/2020 10:39
Executivo gastou 77,7% do orçamento previsto para combate a pandemia
Maia defende diálogo para autorizar vacina do Instituto Butantan
política

Maia defende diálogo para autorizar vacina do Instituto Butantan

24/10/2020 10:01
Maia defende diálogo para autorizar vacina do Instituto Butantan
Projeto institui Semana Estadual do "Lixo Zero" em MS
Meio ambiente

Projeto institui Semana Estadual do "Lixo Zero" em MS

23/10/2020 07:32
Projeto institui Semana Estadual do "Lixo Zero" em MS
Plenário do Senado aprova indicação de Kassio Nunes Marques para o STF
Desembargador

Plenário do Senado aprova indicação de Kassio Nunes Marques para o STF

22/10/2020 10:00
Plenário do Senado aprova indicação de Kassio Nunes Marques para o STF
Últimas Notícias