Dourados – MS sexta, 03 de julho de 2020
Dourados
20º max
min
Política

Aécio e Reinaldo convencem Geraldo Resende a trocar PMDB pelo PSDB

16 Mar 2016 - 06h00
Geraldo Resende confirma que deixa o PMDB para retornar ao ninho tucano onde disputará a Prefeitura de Dourados. - Crédito: Foto: DivulgaçãoGeraldo Resende confirma que deixa o PMDB para retornar ao ninho tucano onde disputará a Prefeitura de Dourados. - Crédito: Foto: Divulgação
O senador Aécio Neves, presidente da Executiva Nacional do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) e o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) convenceram o deputado federal Geraldo Resende a retornar ao ninho tucano. "Conversei com meu grupo político, com meus antigos companheiros de PMDB e entendi que o melhor para Dourados neste momento é minha filiação ao PSDB para liderar um amplo projeto voltado para o desenvolvimento da cidade que me recebeu como filho e onde construi minha vida pública", afirmou Geraldo Resende ontem em entrevista ao O PROGRESSO.


Pouco antes de o deputado confirmar que está mesmo de malas prontas para a legenda tucana, o presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves, e o governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, divulgaram a informação que estiveram reunidos com o deputado federal Geraldo Resende com o intuito de oficializar o convite para ingresso no PSDB. Atualmente Geraldo exerce o quarto mandato de deputado federal pelo PMDB e é um dos políticos mais expressivos da região de Dourados.


O governador Reinaldo Azambuja lembra que a filiação de Geraldo é, na verdade, uma volta ao ninho tucano. "Isso porque, o parlamentar é um dos fundadores do partido no Estado, tendo sido eleito em 1991 como primeiro vereador do PSDB em Dourados e reeleito em 1996 também pelo partido.


Para o senador Aécio Neves, a filiação de Geraldo fortalece a luta do partido por um Brasil melhor. "Tenho acompanhado o trabalho do deputado aqui no Congresso Nacional e, por isso, convidamos oficialmente Geraldo Resende para compor o partido do governo do Estado e vir se somar a nós, na oposição", ressaltou Aécio. "Para a nossa luta por um Brasil melhor precisamos de pessoas comprometidas e temos certeza que o deputado é uma dessas pessoas", completou Aécio.


O governador Reinaldo Azambuja aproveitou a reunião para destacar o trabalho que desempenhou junto com Geraldo Resende na bancada federal e avaliou que ele trará ao PSDB valores de retidão, honestidade e compromisso. "É disso que precisamos hoje e o Geraldo chega para agregar, tem muita experiência política e é um nome de peso", argumentou Reinaldo. "Nosso convite é para que volte ao ninho tucano e venha ser nosso pré-candidato a Prefeitura de Dourados", revelou o governador.


No encontro com Aécio Neves e Reinaldo Azambuja, o deputado Geraldo Resende recebeu a garantia que teria assegurada sua condição de candidato à Prefeitura de Dourados na convenção que acontecerá entre os dias 20 de julho e 5 agosto. "Conversei com todos aqueles que apoiam o projeto de candidatura própria do PMDB e que estiveram ao meu lado nesta jornada para viabilizar nosso projeto e já comuniquei a decisão de retornar ao PSDB", revelou Geraldo.


A história que construiu no PSDB no início da carreira política também alicerçou o retorno de Geraldo Resende ao ninho tucano. "Fui um dos fundadores do PSDB em Dourados, seu filiado número um nesta cidade e um dos primeiros em Mato Grosso do Sul, por isto estou bastante à vontade para retornar à sigla", argumenta Geraldo Resende. "Não retorno ao partido por fisiologismo, casuísmo ou oportunismo, mas sim porque tenho compromisso com Dourados e tenho certeza que através deste projeto poderei trabalhar para construir uma cidade melhor para todos", completou.


Geraldo Resende admite que uma das razões que pesaram na volta dele ao PSDB foi a indecisão do PMDB em relação ao governo Dilma Rousseff. "Há muito tempo defendo o rompimento com o governo e tenho votado com independência na Câmara dos Deputados por entender que o atual governo está sendo prejudicial ao nosso país", ressaltou Geraldo. Na semana passada, durante a convenção nacional, o deputado deu declarações públicas defendendo a ruptura com o governo federal, o que não aconteceu, já que o PMDB decidiu prorrogar por mais 30 dias o prazo para decidir seu futuro.


A possibilidade de deixar o PMDB foi anunciada por Geraldo Resende antes da reunião do Diretório Municipal que aconteceu no último dia 5 de março, para todos os presentes ao evento com direito a voto. Mesmo assim, o deputado foi aclamado pré-candidato por 45 votos a 0. Naquela ocasião, o deputado anunciou que a definição dependia do resultado da convenção nacional do PMDB, marcada para o último sábado, dia 12. "Caso o partido decida continuar apoiando este governo, não haverá mais espaço para nós, da oposição, não teremos mais espaço para militarmos no PMDB", explicou. Essa situação acabou se confirmando no último sábado, quando a cúpula peemedebista decidiu seguir na base do governo Dilma Rousseff.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Bolsonaro escolhe Renato Feder para ser novo ministro da Educação
POLÍTICA

Bolsonaro escolhe Renato Feder para ser novo ministro da Educação

03/07/2020 12:10
Bolsonaro escolhe Renato Feder para ser novo ministro da Educação
Denize Portolann assina Termo de Recondução ao mandato de vereadora
Dourados

Denize Portolann assina Termo de Recondução ao mandato de vereadora

01/07/2020 15:54
Denize Portolann assina Termo de Recondução ao mandato de vereadora
Câmara pode votar hoje proposta que adia eleições deste ano
Eleições

Câmara pode votar hoje proposta que adia eleições deste ano

01/07/2020 13:00
Câmara pode votar hoje proposta que adia eleições deste ano
Projeto

Projeto proíbe incluir nome de novo cônjuge em certidão de divórcio

01/07/2020 12:34
Publicado decreto que torna sem efeito nomeação de Decotelli
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

Publicado decreto que torna sem efeito nomeação de Decotelli

01/07/2020 09:40
Publicado decreto que torna sem efeito nomeação de Decotelli
Últimas Notícias