Dourados – MS terça, 22 de setembro de 2020
Dourados
27º max
14º min
Dia-a-Dia

Ministro lança em MS plano nacional de combate ao Aedes

08 Jan 2016 - 07h00
Ministro da Saúde Marcelo Castro e governador Reinaldo Azambuja lançam ação em saúde. - Crédito: Foto: Elvio LopesMinistro da Saúde Marcelo Castro e governador Reinaldo Azambuja lançam ação em saúde. - Crédito: Foto: Elvio Lopes
O ministro da Saúde, Marcelo Castro, acompanhado do governador Reinaldo Azambuja e do prefeito da Capital, Alcides Bernal, realizou, na tarde de ontem, em Campo Grande, o lançamento do Plano Nacional de Enfrentamento ao Aedes e à Microcefalia, que tem como finalidade exterminar o mosquito transmissor da dengue, da chikungunya e do zika vírus, causador da microcefalia em feto.


Castro, ainda, liberou recursos para a conclusão do Hospital do Trauma, autorizou a aquisição de um aparelho acelerador linear para o Hospital do Câncer Alfredo Abrão e destravou a documentação para agilizar a construção do Hospital Geral de Dourados.


A apresentação do plano nacional foi realizada pelo secretário Nacional de Vigilância Epidemiológica do Ministério da Saúde, Antonio Carlos Figueiredo Nardi, que destacou as ações que serão realizadas em todo o país, com a meta de visitação de 100% dos domicílios em todos os 5.570 municípios brasileiros até dia 31 de janeiro e revisitas, novamente de 100% das residências, em outras três oportunidades, até o final de junho, quando será realizada uma avaliação dos resultados dos trabalhos.


Segundo Nardi, a parceria do Governo Federal com os estados e municípios prevê a atuação em três eixos, o primeiro de eliminação do vetor, de extermínio do mosquito; o segundo eixo, de assistência aos bebês e gestantes que forem afetados pelo vírus e o terceiro, de ensino e pesquisa, com a busca de vacinas e medicamentos para reduzir a incidência do zika vírus,


O enfrentamento nacional acontecerá com a utilização de tecnologia de informática, detectando focos e agindo no extermínio do mosquito, com a atuação dos agentes de saúde com eficácia e eficiência, além de orientações para impedir a contaminação. Ele citou que, no ano passado, foram registradas mais de 800 mortes transmissão de doenças pelo mosquito e que, em 75% dos criadouros são intradomiciliares, dentro das casas e por isso a necessidade de esclarecimento da população.


O secretário de Estado de Saúde, Nelson Barbosa Tavares, explicou que no Mato Grosso do Sul as ações já estão em andamento e forças tarefas estão atuando nos municípios com a mesma finalidade. Ele citou o exemplo de São Gabriel do Oeste, onde foram visitados todas as residências, terrenos baldios e também empresas, para reduzir as chances de proliferação do mosquito.


O prefeito Alcides Bernal, representando os 52 prefeitos e prefeitas presentes à reunião, destacou a necessidade de parcerias entre as três esferas governamentais para o combate ao mosquito e reconheceu o trabalho do governador Reinaldo Azambuja pelas parceiras na área de saúde no Estado.


O ministro Marcelo Castro afirmou que o plano tem como meta conscientizar a sociedade de que o mosquito é o inimigo público número 1 da população e que, com as medidas que estão sendo adotadas, as parcerias governamentais e com a sociedade organizada e a própria sociedade brasileira tem como meta o extermínio do Aedes aegypti. “Temos que mostrar à população que evitar criadouros é uma das formas de exterminar o mosquito”, alertou.


Destravamento


O governador Reinaldo Azambuja lembrou do apoio da bancada federal que o acompanhou em visita ao ministro para destravar os projetos do Hospital do Trauma, do acelerador e também o contrato para a construção do Hospital Geral de Dourados. “Contamos com o apoio do ministro para concluir essas obras, a aquisição do acelerador linear e me sinto gratificado pela escolha de nosso Estado para o lançamento de um projeto nacional dessa envergadura e vamos entrar nessa guerra para vencer”, afirmou.

Deixe seu Comentário