Dourados – MS quarta, 23 de setembro de 2020
Dourados
30º max
15º min
Dourados

Mauricio abre consulta para projeto sobre “Fundo de Segurança”

30 Mai 2016 - 07h21
Vereador Mauricio Lemes acredita que precisa dar independência a Guarda para que plano seja contínuo e não tenha dissabores políticos - Vereador Mauricio Lemes acredita que precisa dar independência a Guarda para que plano seja contínuo e não tenha dissabores políticos -
O vereador Mauricio Lemes (PSB) abriu consulta pública em relação ao projeto sobre o "Fundo de Segurança" para financiar ações que visem à adequação, à modernização e à aquisição de equipamentos de uso constante envolvidos em atividades da Guarda Municipal de Dourados.

Para o parlamentar, a pacificação da sociedade também depende de uma polícia forte e bem estruturada, principalmente no que tange a prevenção e educação das pessoas físicas, ao combate à criminalidade e segurança dos bens patrimoniais do município, como também ao trânsito e a mobilidade urbana.
Além disso, Mauricio acredita que o "Fundo" pode aplicar receitas geradas pelos serviços, como multas, na própria segurança. Segundo o vereador, não é um plano de momento ou de governo e, sim, de Estado. Para ele, assim como outros órgãos, a Guarda precisa dessa independência e uma fonte de arrecadação garantida, para que se fortaleça e não sofra com influências de administrações.

Ele lembra o caso da "Lei do Pancadão", de autoria do parlamentar, recentemente sancionada. Mauricio visitou o comandante da GM, João Vicente Chencarek, para sensibilizá-lo da aplicação da legislação. "Não basta eu fazer a Lei, precisamos que seja cumprida. Sabemos que 70% das reclamações no final de semana são ligações relacionadas a perturbação de sossego. Queremos resolver isso e entendo, no entanto, que são necessárias boas condições de trabalho a esses profissionais", analisa.

O vereador entende que o mais importante seja a continuidade do programa. "Independentemente da administração instalada, dos dissabores políticos, para manter a proteção dos cidadãos", finaliza.Contribuições são aceitas pelos endereços das redes sociais: mauriciolemessoares no facebook, através do e-mail [email protected] ou ainda pelo telefone (67) 3410-0104.

Deixe seu Comentário