Dourados – MS domingo, 20 de setembro de 2020
Dourados
27º max
16º min
Dia-a-Dia

Jornalista de O PROGRESSO vence Prêmio MS

06 Nov 2015 - 07h00
Diretor da Fiems, Sergio Longen, entrega prêmio ao Jornalista Flávio Verão, de O PROGRESSO. - Crédito: Foto: Elvio LopesDiretor da Fiems, Sergio Longen, entrega prêmio ao Jornalista Flávio Verão, de O PROGRESSO. - Crédito: Foto: Elvio Lopes
O jornalista douradense Flávio Verão, do Jornal O PROGRESSO, foi o grande vencedor da modalidade interior do Prêmio MS Industrial de Jornalismo 2015, entregue na noite de quarta-feira no Edifício Casa da Indústria, em Campo Grande. Com apresentação da jornalista Veruska Donato, da Rede Globo, a 5ª edição do Prêmio teve como matéria vencedora “Das pequenas lojinhas às indústrias de liderança”, do jornalista Flávio Verão, que também foi o primeiro colocado na categoria Fotojornalismo, Modalidade Interior e Grande Vencedor.

Com a reportagem “Fábrica de Chapéus”, da jornalista Cláudia Gaigher, a TV Morena foi a grande vencedora do Prêmio MS Industrial de Jornalismo 2015 e a Grande Vencedora na modalidade Capital. Em segundo lugar ficou o jornalista Rodrigo Nascimento, da TV MS Record.

O presidente da Fiems, Sérgio Longen, disse que a indústria vem avançando em Mato Grosso do Sul mesmo em tempos de crise e reconheceu a importância de reconhecer os profissionais que levam informações de como é o dia a dia do setor. “É extremamente importante a indústria da comunicação trazendo os números e informações que vão construindo e moldando o desenvolvimento de Mato Grosso do Sul”, declarou.

Campeões interior

O jornalista Flávio Verão recebeu R$ 6 mil como 1º lugar na categoria Fotojornalismo, R$ 14 mil como Grande Campeão e R$ 2 mil como segundo lugar em Jornal Impresso, todos na modalidade Interior e comemorou a conquista em sua primeira participação em um prêmio de jornalismo. “A vitória foi surpreendente. Participar não foi só ganhar o prêmio em dinheiro, mas também poder contar a história desses empresários de sucesso e isso mexe com a emoção das pessoas”, comentou.

O jornalista Valdovir José Menon, do Jornal Maracaju Hoje, celebrou a conquista na categoria Jornalismo Impresso, Modalidade Interior, com a matéria “Mais do que postos de trabalho, industrialização traz evolução sociocultural e muda perfis”.

Na categoria Webjornalismo, na modalidade Interior, a campeão foi a jornalista Glarin Bif, Tá Na Mídia Naviraí, com a matéria “Fiação Copasul: De projeto ousado a referência no mercado”, que elaborou o texto com a Gabriela Borsari. Em segundo lugar ficou Sheila Forato, do Edição de Notícias.

Capital

O jornalista Cleber Gellio, do Midiamax, ficou com o primeiro lugar na categoria Webjornalismo, modalidade Capital, com a reportagem “Sapateiros lutam para preservar tradição brasiguaia e história calçadista em MS”. “É a terceira vez que participo e a cada ano tento buscar algo diferente. Este ano a história foi de superação em um oficio tão simples. Estou muito feliz em ter ficado em primeiro lugar, muito gratificante”, diz.

Na categoria Jornalismo Impresso, o jornalista Osvaldo Júnior, do jornal Correio do Estado, ficou em primeiro lugar com a reportagem “Paraguai, saída estratégica para a indústria do Brasil”. O segundo lugar foi para o jornalista Celso Bejarano, também do Correio do Estado.

Na categoria Fotojornalismo, modalidade Capital, a vencedora foi Thalita da Luz Vieira de Assis, do Portal da Educação, com a matéria “Em tempos de crise o melhor investimento é o conhecimento”, que elaborou o texto com a colega Dayane Leice. Em segundo lugar ficou o fotógrafo Bruno Henrique Rezende, do Correio do Estado.

Homenagens

O Prêmio MS Industrial de Jornalismo homenageou três profissionais que atuam há mais de quatro décadas na área na Capital, Fausto Brites, Sérgio Cruz e Avelino Neto. E também uma homenagem póstuma aos jornalistas Priscilla Sampaio e Jorge Franco.

Deixe seu Comentário