Dourados – MS quarta, 12 de agosto de 2020
Dourados
29º max
18º min
Segurança e Saúde JBS
Dia-a-Dia

Governo decreta emergência por dengue em MS

29 Jan 2016 - 07h00
Saúde decreta situação de emergência no Estado por epidemia de dengue, zika e chikungunya. - Crédito: Foto: DivulgaçãoSaúde decreta situação de emergência no Estado por epidemia de dengue, zika e chikungunya. - Crédito: Foto: Divulgação
O governo do Estado decretou ontem situação de emergência por 180 dias em Mato Grosso do Sul por causa da epidemia de dengue que atinge 27 cidades, segundo boletim divulgado quarta-feira pela Secretaria de Saúde. Em uma semana, os casos suspeitos aumentaram 76%, conforme divulgado ontem por O PROGRESSO.


Na primeira semana de janeiro foram contabilizados 1.785 casos; na segunda. 2.913 e na terceira quase dobrou, subindo para 8.269. Já foram contabilizadas duas mortes por dengue este ano, em Campo Grande.


O decreto, publicado ontem no Diário Oficial do Estado, também se estende à introdução do vírus zika e chikungunya.


Dados do Ministério da Saúde apontam que Mato Grosso do Sul apresentou no mês de dezembro de 2015 um índice de dengue com 153,6 casos por 100 mil habitantes. Devido o grande número em 2015 e inicio de 2016, o governo adotou ações articuladas por parte do Poder Executivo Estadual.


Com o decreto, autoridades administrativas e servidores responsáveis pelas ações estão autorizadas a adentrar, das 7h às 17h, devidamente identificados e acompanhados de autoridade policial, se necessário, nos imóveis desocupados ou abandonados. A medida também vale para os habitados em caso de recusa ou oposição de ingresso por parte dos proprietários. O Estado poderá proceder à aquisição e contratação de obras ou serviços de combate à epidemia, com dispensa de licitação.

Dourados


Desde o inicio do mês, Dourados trabalha com força-tarefa no combate ao mosquito Aedes aegypti, com mutirões envolvendo saúde, Exército, servidores e voluntários. Segundo o boletim da Secretaria de Estado de Saúde, Dourados figura em 44ª lugar em índice de dengue, considerada em “média incidência”.


Com um índice de infestação do mosquito Aedes aegypti em 3,7%, conforme o último Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (LIRAa), a área central de Dourados será alvo de uma força-tarefa hoje, das 7h às 17h.


A campanha coordenada pela Secretaria Municipal de Saúde vai levar para as ruas 100 agentes de endemias, 40 soldados do Exército, 20 servidores gerais da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos, além de voluntários.


A ação conta com o apoio do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Guarda Municipal, Associação Comercial e Empresarial de Dourados (Aced) e Sindicato do Comércio Atacadista e Varejista de Dourados (Sindicom) atuando junto aos estabelecimentos comerciais.


A concentração será na Praça Antônio João onde haverá estande com serviços de apoio, vacinação antirrábica, panfletagem e orientações.


A bióloga do Centro de Controle de Zoonozes (CCZ), Rosana Alexandre da Silva, explica que a ação será feita no quadrilátero, entre as ruas Eulália Pires até a Mato Grosso, e da Monte Alegre até a Cuiabá. Equipes vão sair percorrendo todos os imóveis (abertos e fechados) na área, fazendo a inspeção eliminando focos do mosquito e repassando orientações. Os funcionários da Semsur vão limpar, recolher lixo, fazer e roçada nos terrenos que oferecem risco da proliferação do mosquito.

Deixe seu Comentário