Dourados – MS sexta, 18 de setembro de 2020
Dourados
33º max
19º min
MS

Exército nega ação contra "guerra" e diz que só age se Brasília mandar

16 Jun 2016 - 18h46
Programação da Operação Ágata 11 não será alterada para atuação em Ponta Porã, após execução de narcotraficante - Programação da Operação Ágata 11 não será alterada para atuação em Ponta Porã, após execução de narcotraficante -
A movimentação de militares e blindados em Ponta Porã na quarta-feira (15) não tem ligação com o atentado contra o empresário e nercotraficante Jorge Rafaat Toumani, assassinado em Pedro Juan Caballero instantes antes. Segundo o Campo Grande News, o CMO (Comando Militar do Oeste), responsável pelas ações do Exército Brasileiro em Mato Grosso do Sul, as ações na região fazem parte da Operação Ágata 11, que combate crimes na faixa de fronteira do lado brasileiro.

Mesmo com o "clima de guerra" na região, o órgão militar afirmou não poder alterar a programação da operação para atuar na segurança de Ponta Porã sem que uma ordem venha de Brasília, o que ainda não ocorreu. O Ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, passará para Ponta Porã nesta sexta-feira (17), onde fará uma visita em alguns pontos da operação.

Iniciada na manhã de segunda-feira (13), com efetivo de três mil homens nas ações em Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, a Operação Ágata 11 combate principalmente os crimes transfronteiriços como narcotráfico, contrabando e descaminho, tráfico de armas e munições, crimes ambientais, contrabando de veículos, imigração e garimpo ilegais.

Deixe seu Comentário