Dourados – MS segunda, 21 de setembro de 2020
Dourados
26º max
15º min
Meio ambiente

Estrada no Canaã I vira lixão em Dourados

14 Jul 2016 - 08h52
Lixão no Canaã I tem quase 1 km de extensão - Lixão no Canaã I tem quase 1 km de extensão -
As vias de acesso a Perimetral Norte em Dourados tem se transformado em lixão a céu aberto. Uma delas fica na região do Canaã I. Quase um quilômetro de via que passa por chácaras está tomado de lixo dos dois lado da pista. Do outro lado da cidade, na região do Santa Fé, não é muito diferente.

Ontem O PROGRESSO esteve no Canaã I e constatou o lixão que se formou na frente de chácaras. A estrada é bastante movimentada, mesmo assim não inibe a população de jogar lixo. Há de tudo no local, como galhos, móveis velhos, restos de construção e animais mortos.

O problema do lixo é crônico na cidade, principalmente em regiões próximas a áreas ambientais. A prefeitura mantém um cronograma de limpeza onde há descarte irregular, no entanto, não demora muito para que tudo fique sujo.

Ecopontos

Dourados possui quatro locais para o descarte correto de lixo -, sendo três destinados ao recebimento de galhos e um de pneus. Os ecopontos de galhos estão em regiões diferentes da cidade. O maior e mais antigo está localizado na rua Honduras, no Parque das Nações I, às margens da BR-163. Há no local, inclusive, projeto de trituração dos galhos para transformação em adubo. O Parque do Lago II também tem ecoponto de galho, localizado no cruzamento das ruas Lindalva Ferreira e Sérgio Melgarejo. O outro ecoponto de galhos fica na rua Projetada 3 com o corredor II, na Cohab. O ecoponto de pneus está localizado nas imediações da BR-163, próximo ao trevo da Bandeira, da Hayel Bon Faker.

Embora não seja considerado um ecoponto, a Agecold (Associação dos Agentes Ecológicos de Dourados) recebe materiais recicláveis, para encaminhar ao destino correto. Os interessados podem enviar ao local materiais como papelão, plástico, garrafas pet, alumínio. O endereço é rua Pedro Rigotti, 1.461, aos fundos do Parque Arnulpho Fioravante.


Veja o lixão no Canaã I

Deixe seu Comentário