Dourados – MS segunda, 13 de julho de 2020
Dourados
31º max
19º min
Respeito à Vida/ALMS (Ramal)
Dia-a-Dia

Empresários ajudam repaginar Dourados

01 Jun 2011 - 22h05
Empresários agora querem investir na revitalização da Usina Velha de Dourados - Crédito: Foto: Hedio Fazan/PRPOGRESSOEmpresários agora querem investir na revitalização da Usina Velha de Dourados - Crédito: Foto: Hedio Fazan/PRPOGRESSO
DOURADOS – O grupo formado por 20 empresários, responsável por parte do investimento para revitalização do Monumento ao Colono, quer continuar contribuindo com a Prefeitura para revitalização de prédios públicos de Dourados. Para revitalização do Monumento ao Colono, reinaugurado na segunda-feira, os empresários ‘arrecadaram’ R$ 10 mil, utilizados na compra de material para pintura e iluminação do local.


A mão-de-obra ficou por conta da Prefeitura, A parceria com o poder público, iniciada há vários anos, começou com apoio na aquisição de mudas mas agora deverá se concentrar na revitalização de outros monumentos e prédios públicos ‘sucateados’. Na lista dos empresários, constam a Usina Velha e os monumentos do Ervateiro e a caravela dos 500 anos, localizada na avenida Marcelino Pires.

O empresário Romen Barleta, da Embresul Embreagens, lembra que, antes de iniciar os trabalhos, é preciso autorização da Secretaria Municipal de Habitação e Serviços Urbanos (Semsur). “Temos vários projetos em vista, mas antes precisamos ‘eleger’ a prioridade e buscar autorização com o poder público”, explica. Ele lembra que o apoio dos empresários, batizado de ‘observatório ambiental’, começou há vários anos, em antigas administrações, através da doação de mudas para plantio em diversos pontos da cidade. Neste caso, os empresários compram as mudas e a prefeitura fica responsável pelo plantio e manutenção das plantas. “Deu certo até agora e tem tudo para continuar”, diz ele.

O empresário César Augusto Scheide, gerente administrativo da Inflex, lembra que o trabalho dos empresários não pretende substituir o poder público, mas sim contribuir para o embelezamento da cidade. “Estamos tentando colaborar e ajudar de alguma forma. Uma cidade mais bonita eleva a auto-estima da população”, avalia, ao destacar também a responsabilidade social das empresas instaladas no município. “A principal responsabilidade da empresa é pagar impostos, mas nada impede que façamos parcerias para contribuir com o poder público”, complementa.


Já o empresário Stefano Teló, do Dourados Center Hotel, diz que a limpeza e embelezamento da cidade também é responsabilidade dos cidadãos. “Todo mundo sabe que a Prefeitura está enfrentando uma situação difícil e os empresários têm que ajudar”, diz ele. “Quem investe aqui também precisa fazer alguma coisa pela cidade”, afirma.

Cidadania

Procurado pela reportagem, o secretário de Serviços Urbanos, Luis Roberto Martins de Araújo, disse que Prefeitura vê a parceria com bons olhos e elogia a iniciativa. “É uma grande demonstração de cidadania. Nada mais é do que a população querendo participar da administração pública”, afirmou, ao citar que, com o apoio da iniciativa particular, o processo flui de forma mais rápida.


O secretário apenas fez questão de esclarecer que a Prefeitura não recebe nenhum valor em dinheiro por parte dos empresários. Segundo ele, neste tipo de parceria, o próprio grupo adquire o material e a Prefeitura entra com a mão-de-obra. “Fazemos o que compete ao poder público. A Semsur não recebe dinheiro de ninguém”, garantiu.

Deixe seu Comentário