Dourados – MS sábado, 05 de dezembro de 2020
Dourados
26º max
20º min
Influx
Imaculada-Mobile
Dia-a-Dia

Campanha Guerra ao Mosquito orienta 25,6 mil moradores

29 Dez 2015 - 07h00
Polícia Civil tem acompanhado ações de combate ao mosquito. - Crédito: Foto: DivulgaçãoPolícia Civil tem acompanhado ações de combate ao mosquito. - Crédito: Foto: Divulgação
Em três dias de trabalho da Campanha Guerra ao Mosquito Aedes aegypti, uma iniciativa realizada pela Fiems e Sesi com o apoio da TV Morena e DGPC (Delegacia Geral da Polícia Civil) para disseminar informações de conscientização da população de Campo Grande sobre as formas de combate ao vetor da dengue, febre chikungunya e zika vírus, as equipes orientaram 25.653 moradores dos bairros Jardim Noroeste, Maria Aparecida Pedrossian, Residencial Oiti e Jardim Panorama.


A primeira semana de atuação das equipes, que começou no dia 21 e terminou no dia 23 de dezembro, teve um total de 7.028 domicílios e 280 empresas visitados. Ontem, as equipes iniciaram os trabalhos no Jardim Veraneio e os agentes da Polícia Civil acompanharam as visitas nos imóveis para dar segurança e, quando necessário, checar se o proprietário já foi notificado a respeito da limpeza do terreno.


A médica do trabalho do Sesi Adriana Sato, uma das coordenadoras da campanha, reforçou a necessidade de todo o cuidado por parte da população para evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti. “É necessário que as pessoas não deixem em exposição recipientes que possam acumular água, pois os ovos do mosquito podem ficar adormecidos por até um ano, bastando uma chuva rápida para eles eclodirem”, ressaltou.


Já o delegado-geral da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul, Roberval Maurício Cardoso, disse que a campanha promove um trabalho de inteligência, que é levar informações de conscientização para a população. “Nós somamos força a essa ação acompanhando cada visita às casas e reforçando que cada morador faz a diferença”, declarou, completando que, quando for identificado que o morador já foi notificado para limpar o terreno e não cumpriu, os agentes de Polícia Civil poderão efetuar a prisão do proprietário do imóvel.

Deixe seu Comentário