Dourados – MS sexta, 18 de setembro de 2020
Dourados
33º max
19º min
Oficina

Aquaponia integra peixes e hortaliças

16 Ago 2016 - 07h40
A integração entre peixe, plantas e água forma um sistema produtivo de baixo cust0, acessível e totalmente sustentável. - Crédito: Foto: Leandro LauretiA integração entre peixe, plantas e água forma um sistema produtivo de baixo cust0, acessível e totalmente sustentável. - Crédito: Foto: Leandro Laureti
No fundo do quintal ou na área de serviço de um apartamento é possível produzir alimentos para o próprio consumo ou mesmo para comercialização. Graças à prática da aquaponia, que integra o cultivo de hortaliças, junto com a criação de peixes, isso já possível e pode ser aprimorado a partir de uma oficina que acontece no próximo sábado (20), das 8h às 12h, no Centro Cultural Guaraoby, em Dourados.


"A principal vantagem da prática da aquaponia é a segurança alimentar", revela o engenheiro eletricista Leandro Laureti, que há dois anos cultiva as hortaliças consumidas em sua casa e atualmente se considera um "aquaponista". Segundo Leandro, a integração entre peixe, plantas e água, forma um sistema produtivo de baixo custo e ao mesmo tempo sustentável. "A planta se beneficia dos nutrientes liberados pelos peixes, que funcionam como fertilizante".


A aquaponia é uma técnica antiga e, segundo estudos, já foi utilizada pelos egípcios. Ele explica que os produtos da aquaponia podem ser enquadrados como orgânicos já que o sistema não utiliza inseticidas, e os peixes (tilápias, carpas ou lambaris) são alimentados através de farelos. "O meu amigo Gilberto Haranaka está integrando a criação de tilápias com o cultivo de pimentas".


Outra vantagem, é o baixo custo na montagem da horta e a economia de mais de 80% de água, em comparação ao sistema convencional. "Com um espaço de dois metros quadrados, uma caixa de 500 litros, duas mesas e um investimento total de R$ 700,00, posso produzir alface, tomate cereja, cebolinha, orégano, manjericão, alecrim e até batata doce", explica o engenheiro eletricista, que vem se dedicando à difusão desse tipo de prática em todo o Estado.


Segundo ele, o uso da aquaponia como um sistema econômico e ao mesmo sustentável, precisa ser divulgado para a população. "Fiquei sabendo da existência dessa técnica através de um curso em São Paulo. Desde então venho realizando oficinas, como forma de possibilitar que as pessoas montem suas próprias hortas com poucos recursos e mais facilidades".


Além disso, Leandro ressalta que as pessoas interessadas na construção de hortas aquapônicas, podem obter mais informação na Fanpage "Aquaponia MS", onde são disponibilizados alguns conhecimentos. já testados por ele e pelo amigo Haranaka.

Deixe seu Comentário