Dourados – MS quinta, 24 de setembro de 2020
Dourados
33º max
17º min
Dia-a-Dia

Alvoradas marcam dia da Padroeira de Dourados

07 Dez 2015 - 09h57
Primeira imagem chegou com  Pedro Álvares Cabral. O culto à Imaculada Conceição no Brasil teve início em Salvador, na Bahia. - Crédito: Foto: Marcos RibeiroPrimeira imagem chegou com Pedro Álvares Cabral. O culto à Imaculada Conceição no Brasil teve início em Salvador, na Bahia. - Crédito: Foto: Marcos Ribeiro
A comunidade católica celebra amanhã, 8 de dezembro, o dia de Imaculada Conceição, Padroeira da cidade de Dourados. A programação começa cedo, às 5h30, com alvorada em todas as igrejas e repique de sinos. Às 6h30, terá café comunitário compartilhado na Praça Antônio João com todas as paróquias. Em seguida, inicia a programação mariana, com orações, na Catedral, e atividades que se estenderá até o final da tarde.


Já às 18h, haverá Missa solene seguida de procissão luminosa, que sairá pela Marcelino Pires rumo até a Rua Camilo Ermelindo, retornando à igreja pela Joaquim Teixeira Alves. Logo depois será servido bolo de 80 quilos, em comemoração ao aniversário de Imaculada Conceição.


A catedral Imaculada Conceição prepara uma festa especial para a vivência da misericórdia e a abertura da Porta Santa, no dia 12 de dezembro, um convite aos fiéis para ajudar aos mais necessitados. Trata-se do início do Ano Santo Extraordinário do Jubileu da Misericórdia, anunciado pelo Papa Francisco em março deste ano. O acontecimento traz como marca um Jubileu que terá como seu centro a misericórdia de Deus.


Na tradição da Igreja Católica, a abertura da Porta Santa em basílicas, santuários e catedrais marca o início de um ano santo, convocado pelo papa normalmente em datas jubilares, como na virada do milênio (2000).


Padre Crispim Guimarães, pároco da Catedral, diz que neste ano as comemorações são marcantes: pelo Ano da Misericórdia e pelos 80 anos da igreja Imaculada Conceição.


Segundo estudiosos do catolicismo, o dogma que declara a Imaculada Conceição da Virgem Maria é fundamentado na Bíblia: Maria recebeu uma saudação celestial do Anjo Gabriel quando este veio anunciar que Ela seria a Mãe do Salvador.


No dia 8 de dezembro de 1854, o Papa Pio IX, com a Bula intitulada Deus Inefável, definiu oficialmente o dogma da Santa e Imaculada Conceição de Maria. “Em honra da Trindade (...) declaramos a doutrina que afirma que a Virgem Maria, desde a sua concepção, pela graça de Deus todo poderoso, pelos merecimentos de Jesus Cristo, Salvador do homem, foi preservada imune da mancha do pecado original. Essa verdade foi-nos revelada por Deus e, portanto, deve ser solidamente crida pelos fiéis”, disse o Papa.


No Brasil existem cerca de 533 paróquias dedicadas à Virgem Imaculada. A primeira imagem chegou em uma das naus de Pedro Álvares Cabral. O culto à Imaculada Conceição no Brasil teve início na Bahia, quando Tomé de Souza chegou a Salvador trazendo uma escultura da santa.

Deixe seu Comentário