Dourados – MS domingo, 13 de junho de 2021
Dourados
24º max
10º min
ONU

ONU pede que países reduzam número de deslocados internos à metade até 2030

23 Mai 2016 - 10h23
ONU pede que países reduzam número de deslocados internos à metade até 2030 -
O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, pediu hoje (23) que os países "compartilhem um futuro diferente", de forma a reduzir à metade o número de deslocados internos (que buscam abrigo no próprio país) até 2030.

"Estamos aqui para compartilhar o nosso futuro diverso. Declaramos que somos uma humanidade com responsabilidades compartilhadas", declarou Ban Ki-moon em Istambul, no discurso de abertura da primeira Cúpula Humanitária.

O líder da ONU lembrou que o futuro pode ser destruído em segundos, por guerras ou catástrofes gerais, e alertou que uma geração de jovens sente que perdeu o seu caminho.

Além disso, pediu maior cooperação entre organizações internacionais e não governamentais (ONGs) e que os fundos se canalizem de forma mais eficaz para as pessoas que deles necessitam.

Ban Ki-moon admitiu não só proteger os civis, mas também reduzir o número de deslocados internos para metade até 2030, sob o lema "Não deixaremos ninguém para trás".

O secretário destacou que se trata "não só de manter as pessoas com vida, mas também com vida e integridade", o que requer a construção de "comunidades estáveis".

O presidente da Turquia e anfitrião do encontro, Recep Tayyip Erdogan, lembrou que o seu país já abriga "3 milhões de refugiados sírios e iraquianos" e garantiu que ele "nunca fechará as portas a quem precise".

"Gastamos US$ 10 bilhões para os refugiados e só recebemos US$ 450 milhões da comunidade internacional", informou.

Representantes de 180 países, incluíndo 65 chefes de Estado ou de Governo, assim como numerosas ONGs e empresas de âmbito humanitário, participam da cúpula.

A chanceler alemã, Angela Merkel, o primeiro-ministro holandês, Mark Rutte, o português, António Costa, e o grego, Alexis Tsipras, têm discursos agendados para o plenário.

A conferência de dois dias, com 110 eventos paralelos à sessão plenária, é realiuzada no complexo do Palácio de Congressos de Istambul, no centro da cidade.

Uma centena de empresas e organizações humanitárias, muitas delas com orientação islâmica, ocupam um espaço com postos informativos para mostrar suas atividades.

A primeira jornada termina hoje à noite, com um concerto da West-Eastern Divan Orchestra, integrada por jovens intérpretes árabes e israelitas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Trabalho infantil no mundo aumenta pela primeira vez em 20 anos
Mundo

Trabalho infantil no mundo aumenta pela primeira vez em 20 anos

10/06/2021 11:00
Trabalho infantil no mundo aumenta pela primeira vez em 20 anos
Chuva se espalha por todo Mato Grosso do Sul neste sábado
Tempo

Chuva se espalha por todo Mato Grosso do Sul neste sábado

22/05/2021 06:00
Chuva se espalha por todo Mato Grosso do Sul neste sábado
Tiroteio deixa pelo menos 11 mortos em escola na Rússia
Internacional

Tiroteio deixa pelo menos 11 mortos em escola na Rússia

11/05/2021 14:30
Tiroteio deixa pelo menos 11 mortos em escola na Rússia
Na OMS, Queiroga faz apelo por liberação de vacinas contra covid-19
Saúde

Na OMS, Queiroga faz apelo por liberação de vacinas contra covid-19

30/04/2021 18:30
Na OMS, Queiroga faz apelo por liberação de vacinas contra covid-19
Autoridades iranianas proíbem bahá’ís de ter um enterro digno
Mundo

Autoridades iranianas proíbem bahá’ís de ter um enterro digno

26/04/2021 14:12
Autoridades iranianas proíbem bahá’ís de ter um enterro digno
Últimas Notícias