Dourados – MS quarta, 22 de maio de 2024
20º
Economia

Ampliação da exportação de carne gera oportunidade de crescimento à indústria frigorífica de MS

Em Mato Grosso do Sul, além da fábrica da JBS na capital, outras quatro plantas foram habilitadas para a exportação de carne e miudezas bovinas

12 Abr 2024 - 20h00Por Assessoria/Fiems
Ampliação da exportação de carne gera oportunidade de crescimento à indústria frigorífica de MS - Crédito: Divulgação Crédito: Divulgação

A ampliação da exportação de carne para a China representa uma grande oportunidade de crescimento para o setor frigorífico sul-mato-grossense. Em março deste ano, 38 plantas foram habilitadas pela China para exportar ao país asiático – cinco delas estão em Mato Grosso do Sul. 

Até então, 11% do processamento de bovinos em fábricas do Estado acessavam o mercado chinês. Com as novas habilitações, esse índice deve chegar a 57%. Além disso, a expectativa é de incremento de R$ 10 bilhões na balança comercial brasileira no decorrer dos próximos 12 meses.

Nesta sexta-feira (12/04), em Campo Grande, o vice-presidente da Fiems, Crosara Júnior, participou da cerimônia que marcou a ampliação das exportações, na unidade da JBS, empresa líder global em produção de alimentos à base de proteína. O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, visitou a unidade e acompanhou o primeiro embarque de carne bovina.

Em Mato Grosso do Sul, além da fábrica da JBS na capital, outras quatro plantas foram habilitadas para a exportação de carne e miudezas bovinas: Marfrig (Bataguassu), Prima Food (Cassilândia), JBS (Naviraí) e Boibras (São Gabriel do Oeste). 

“A indústria frigorífica recebe com muito otimismo o anúncio da ampliação das exportações de carne para a China. “É uma ótima oportunidade para que mais empresas invistam em Mato Grosso do Sul, gerando receitas para o Estado, novos empregos e aquecendo toda a economia local”, afirmou Crosara Júnior.

Ao discursar no evento, o presidente Lula destacou que o crescimento da economia brasileira deve ser acompanhado do investimento em educação e qualificação dos trabalhadores. 

"É a qualificação profissional que dá competitividade ao país. Quanto mais formação profissional, mais qualidade terão os nossos produtos do nosso país, e o trabalhador terá mais aumento de salário para construir sua família e viver dignamente", disse Lula.

O governador do Estado, Eduardo Riedel, expressou sua gratidão pelo apoio do presidente Lula às demandas de Mato Grosso do Sul, entre elas a autorização de R$ 472 milhões para a construção da alça de acesso à ponte que liga Porto Murtinho a Carmelo Peralta, no Paraguai, como complemento da Rota Bioceânica.

Durante o evento, o presidente global da JBS, Gilberto Tomazoni, anunciou investimentos para dobrar o volume de produção e a quantidade de empregos na planta de Campo Grande. A meta é contratar 2,3 mil trabalhadores para processar 4,4 mil animais por dia.

China é a maior compradora de carne bovina de MS

De acordo com o Radar Industrial da Fiems, a China é a principal compradora de carnes e miudezas bovinas de Mato Grosso do Sul. A receita com exportações do produto em 2023 foi da ordem de US$ 247,6 milhões, o que corresponde a 25% da receita total obtida no período. Já em volume exportado, Mato Grosso do Sul enviou ao país asiático 50,6 mil toneladas do produto, ou 21% de tudo o que foi exportado no período.

Além da China, os maiores compradores de carnes e miudezas bovinas de Mato Grosso do Sul são Estados Unidos, Chile, Arábia Saudita e Emirados Árabes Unidos. Juntos, esses cinco países compram 70% de toda a carne bovina exportada pelo Estado.

Setor frigorífico lidera ranking de emprego nas indústrias de MS

Segundo o Radar Industrial da Fiems, o abate de bovinos lidera o emprego na indústria de transformação em Mato Grosso do Sul com 16,2 mil trabalhadores. A cada 100 empregados, 15 estão ocupados na atividade.

Entre os municípios sul-mato-grossenses, Campo Grande lidera o ranking de emprego no abate de bovinos, com 4 mil trabalhadores. Bataguassu é o segundo colocado com 1,7 mil trabalhadores. Naviraí (1,1 mil), São Gabriel do Oeste (550) e Cassilândia (415) também possuem participação relevante no estoque de emprego formal no setor de abate de bovinos.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Grito da Terra aponta diferença da agricultura familiar do agronegócio
Economia

Grito da Terra aponta diferença da agricultura familiar do agronegócio

21/05/2024 23:00
Grito da Terra aponta diferença da agricultura familiar do agronegócio
Tragédia no RS: Deputados lamentam desinformação e elogiam solidariedade
ALEMS

Tragédia no RS: Deputados lamentam desinformação e elogiam solidariedade

21/05/2024 22:45
Tragédia no RS: Deputados lamentam desinformação e elogiam solidariedade
Senai realiza primeira reunião do Comitê Técnico da Escola Florestal para debater mão de obra
Três Lagoas

Senai realiza primeira reunião do Comitê Técnico da Escola Florestal para debater mão de obra

21/05/2024 21:30
Senai realiza primeira reunião do Comitê Técnico da Escola Florestal para debater mão de obra
Conab suspende leilão para compra de 104 mil toneladas de arroz polido
Economia

Conab suspende leilão para compra de 104 mil toneladas de arroz polido

21/05/2024 18:00
Conab suspende leilão para compra de 104 mil toneladas de arroz polido
Exportação de industrializados de MS em abril atinge US$ 492 milhões
Economia

Exportação de industrializados de MS em abril atinge US$ 492 milhões

21/05/2024 06:15
Exportação de industrializados de MS em abril atinge US$ 492 milhões
Últimas Notícias