Dourados – MS quarta, 19 de janeiro de 2022
Dourados
37º max
25º min
Cultura

Monumento ao Colono, uma homenagem aos pioneiros

A obra, um projeto do arquiteto Luiz Carlos Ribeiro, passou a ser um importante cartão de visita da cidade

20 Dez 2021 - 16h00Por Vander Verão, especial para O Progresso
Monumento ao Colono ficou conhecido como a “Mão do Braz” - Crédito: DouradosagoraMonumento ao Colono ficou conhecido como a “Mão do Braz” - Crédito: Douradosagora

O Monumento ao Colono,  localizado na duplicação da Avenida Marcelino Pires,  principal via de acesso à BR-163, representa a maior homenagem à redenção econômica e aos pioneiros que para cá vieram quando tudo era mata virgem.

O Monumento ao Colono foi inaugurado pelo prefeito Braz Melo no dia 8 de dezembro de 1992, às 19h.  Posteriormente, o Monumento ficou conhecido como a “Mão do Braz”. A obra, projeto do arquiteto Luiz Carlos Ribeiro, passou a ser um importante cartão de visita da cidade.

Na solenidade de inauguração foram homenageados 50 colonos da Colônia Agrícola Nacional de Dourados (CAND), criada em 28 de outubro de 1943 pelo ex-presidente Getúlio Vargas e que se constituiu no maior projeto de reforma agrária da região.

Aliás, foi a partir desse período que Dourados passou a receber migrantes de vários cantos do País e se iniciou, de fato, o crescimento econômico. O monumento retrata o desenvolvimento, o trabalho dos colonos, os distritos e os municípios vizinhos que também fizeram parte da CAND. A representação escultural foi feita através de braços e mãos em concreto, saindo do chão, como que retirando o que a terra produz e erguendo o desenvolvimento futuro representado, por sua vez, por lâminas de concreto que têm a forma de triângulo de vértice para baixo, conforme a explicação do autor.

A obra está dentro de uma grande rotatória que serve também para melhorar o fluxo de veículos nesse trecho movimentado. Possui iluminação diferenciada e floreiras representando o  município de Dourados com os distritos de Panambi, São Pedro, Vila Vargas, Indápolis e ainda as cidades de Fátima do Sul, Glória de Dourados, Deodápolis, Vicentina, Jatei e Douradina com seu distrito Cruzaltina.

“Mão do Braz”
O Monumento ao Colono ficou conhecido como “Mão do Braz” e passou a ser um ponto de referência para a localização de endereços naquela parte da cidade.

Até hoje, é comum a citação de “Mão do Braz” em anúncios diversos nas emissoras de rádio e em jornais. Isso também acontece nos bate-papos entre amigos: “Fica lá perto da Mão do Braz”.

A “Mão do Braz” também é utilizada constantemente por repórteres policiais  na divulgação de um acidente automobilístico, por exemplo, já que aquele Monumento passou a ser um ponto de referência.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Ator sul-mato-grossense estrela curta-metragem na Mostra de Tiradentes
Cultura

Ator sul-mato-grossense estrela curta-metragem na Mostra de Tiradentes

19/01/2022 10:37
Ator sul-mato-grossense estrela curta-metragem na Mostra de Tiradentes
Fundação de Cultura realiza transporte de peças artesanais vendidas para a Tok&Stok
Cultura

Fundação de Cultura realiza transporte de peças artesanais vendidas para a Tok&Stok

18/01/2022 12:00
Fundação de Cultura realiza transporte de peças artesanais vendidas para a Tok&Stok
Cultura cancela novo festival de música em MS devido ao aumento de casos de covid
Cultura

Cultura cancela novo festival de música em MS devido ao aumento de casos de covid

14/01/2022 17:30
Cultura cancela novo festival de música em MS devido ao aumento de casos de covid
Cultura

Fundação de Cultura oferece oficina gratuita para esclarecimentos sobre o edital do FIC 2021

13/01/2022 13:00
Aberta a exposição fotográfica do Projeto Nosso Olhar no MIS
Exposição Fotográfica

Aberta a exposição fotográfica do Projeto Nosso Olhar no MIS

11/01/2022 10:00
Aberta a exposição fotográfica do Projeto Nosso Olhar no MIS
Últimas Notícias