Dourados – MS quinta, 18 de julho de 2019
Pauta
Saúde

Em dias de tempo seco, Bombeiros alertam: queimada é crime

12 Jul 2019 - 06h00Por Redação
Campo Grande tem figurado na lista das capitais mais secas do País - Crédito: Chico RibeiroCampo Grande tem figurado na lista das capitais mais secas do País - Crédito: Chico Ribeiro

Os dias secos de junho têm garantido em várias cidades de Mato Grosso do Sul índices de umidade relativa do ar na casa dos 20%. Por vezes, Campo Grande tem figurado na lista das capitais mais secas do País, condição que prejudica a saúde das pessoas e o meio ambiente.

Como consequência, essa época do ano é considerada a mais crítica devido ao período de estiagem e a baixa umidade do ar associada ao calor intenso. Por isso, o Corpo de Bombeiros Militar de MS alerta a população sobre os riscos das queimadas urbanas e suas consequências.

Segundo a Corporação, a causa mais frequente dos focos de incêndio em áreas urbanas é a ação humana. Ou seja, as pessoas ainda têm o costume de utilizar o fogo para promover a limpeza de terrenos e pastagens, para promover a queima da alta vegetação ou de amontoados de lixos.

Apesar de costumeira, a ação é ilegal. Por isso, o Corpo de Bombeiros promove um intenso trabalho de fiscalização para coibir as queimadas urbanas nas cidades e pede: em casos onde haja o surgimento do foco de incêndio, o cidadão deve acionar o combate especializado pelo telefone 193.

Este ano, em todo o Mato Grosso do Sul, o Corpo de Bombeiros realizados 2.121 atendimentos de combate aos incêndios florestais, aqueles que necessitam de intervenção imediata. No ano passado, de janeiro a dezembro, essa quantidade foi de 4.610 ocorrências.

Atear fogo é crime

O uso de fogo é crime previsto em lei e prevê sanções penais e administrativas para quem comete condutas e atividades lesivas ao meio ambiente. Provocar incêndio em mata ou floresta pode dar prisão de dois a quatro anos, além de multa, diz a legislação.

Denúncias de queimada urbana podem ser feitas diretamente na Delegacia Especializada de Repressão a Crimes Ambientais e Proteção ao Turista (Decat), localizada na Rua Sete de Setembro, 2.421, na Capital, ou pelo telefone (67) 3325-2567. Existe um plantão 24 horas para atender o cidadão.

Casos de ocorrência de fogo em terrenos sem autorização ambiental e com autor conhecido podem ser denunciado ao Batalhão de Polícia Militar Ambiental (PMA), que está localizado na Avenida Mato Grosso, Jardim Veraneio, em Campo Grande, ou pelo telefone (67) 3357-1501.

 

Fonte: MS.gov

Deixe seu Comentário

Leia Também

Meteorologia prevê tempo firme com sol entre nuvens para esta quinta-feira
Tempo

Meteorologia prevê tempo firme com sol entre nuvens para esta quinta-feira

18/07/2019 09:21
Meteorologia prevê tempo firme com sol entre nuvens para esta quinta-feira
Vacinação antirrábica cobre bairros da zona oeste
Dourados

Vacinação antirrábica cobre bairros da zona oeste

17/07/2019 15:12
Vacinação antirrábica cobre bairros da zona oeste
Prazo para participar da lista de espera do ProUni acaba hoje
Educação

Prazo para participar da lista de espera do ProUni acaba hoje

16/07/2019 11:33
Prazo para participar da lista de espera do ProUni acaba hoje
Bairros de Maceió afundam e causa rachaduras em casas; governo libera verba para aluguel
Brasil

Bairros de Maceió afundam e causa rachaduras em casas; governo libera verba para aluguel

16/07/2019 11:29
Bairros de Maceió afundam e causa rachaduras em casas; governo libera verba para aluguel
Terça-feira com névoa seca e baixa umidade do ar
Tempo

Terça-feira com névoa seca e baixa umidade do ar

16/07/2019 09:28
Terça-feira com névoa seca e baixa umidade do ar
Últimas Notícias