Dourados – MS terça, 02 de junho de 2020
Dourados
19º max
11º min
JBS (Fazer o bem)
Saúde

Em dias de tempo seco, Bombeiros alertam: queimada é crime

12 Jul 2019 - 06h00Por Redação
Campo Grande tem figurado na lista das capitais mais secas do País - Crédito: Chico RibeiroCampo Grande tem figurado na lista das capitais mais secas do País - Crédito: Chico Ribeiro

Os dias secos de junho têm garantido em várias cidades de Mato Grosso do Sul índices de umidade relativa do ar na casa dos 20%. Por vezes, Campo Grande tem figurado na lista das capitais mais secas do País, condição que prejudica a saúde das pessoas e o meio ambiente.

Como consequência, essa época do ano é considerada a mais crítica devido ao período de estiagem e a baixa umidade do ar associada ao calor intenso. Por isso, o Corpo de Bombeiros Militar de MS alerta a população sobre os riscos das queimadas urbanas e suas consequências.

Segundo a Corporação, a causa mais frequente dos focos de incêndio em áreas urbanas é a ação humana. Ou seja, as pessoas ainda têm o costume de utilizar o fogo para promover a limpeza de terrenos e pastagens, para promover a queima da alta vegetação ou de amontoados de lixos.

Apesar de costumeira, a ação é ilegal. Por isso, o Corpo de Bombeiros promove um intenso trabalho de fiscalização para coibir as queimadas urbanas nas cidades e pede: em casos onde haja o surgimento do foco de incêndio, o cidadão deve acionar o combate especializado pelo telefone 193.

Este ano, em todo o Mato Grosso do Sul, o Corpo de Bombeiros realizados 2.121 atendimentos de combate aos incêndios florestais, aqueles que necessitam de intervenção imediata. No ano passado, de janeiro a dezembro, essa quantidade foi de 4.610 ocorrências.

Atear fogo é crime

O uso de fogo é crime previsto em lei e prevê sanções penais e administrativas para quem comete condutas e atividades lesivas ao meio ambiente. Provocar incêndio em mata ou floresta pode dar prisão de dois a quatro anos, além de multa, diz a legislação.

Denúncias de queimada urbana podem ser feitas diretamente na Delegacia Especializada de Repressão a Crimes Ambientais e Proteção ao Turista (Decat), localizada na Rua Sete de Setembro, 2.421, na Capital, ou pelo telefone (67) 3325-2567. Existe um plantão 24 horas para atender o cidadão.

Casos de ocorrência de fogo em terrenos sem autorização ambiental e com autor conhecido podem ser denunciado ao Batalhão de Polícia Militar Ambiental (PMA), que está localizado na Avenida Mato Grosso, Jardim Veraneio, em Campo Grande, ou pelo telefone (67) 3357-1501.

 

Fonte: MS.gov

Deixe seu Comentário

Leia Também

Máscaras tornam-se criativas e viram itens de moda na quarentena
Dourados

Máscaras tornam-se criativas e viram itens de moda na quarentena

31/05/2020 17:01
Máscaras tornam-se criativas e viram itens de moda na quarentena
Governador nomeia secretária de Administração e Desburocratização
MS

Governador nomeia secretária de Administração e Desburocratização

31/05/2020 16:07
Governador nomeia secretária de Administração e Desburocratização
Coronavirus reacende debate sobre uso da ozonioterapia
Dourados

Coronavirus reacende debate sobre uso da ozonioterapia

31/05/2020 15:04
Coronavirus reacende debate sobre uso da ozonioterapia
Educação a distância esbarra no desafio do acesso à internet, diz especialista
Dourados

Educação a distância esbarra no desafio do acesso à internet, diz especialista

31/05/2020 14:09
Educação a distância esbarra no desafio do acesso à internet, diz especialista
Voluntárias confeccionam e doam máscaras para pacientes com câncer
Covid-19

Voluntárias confeccionam e doam máscaras para pacientes com câncer

31/05/2020 13:08
Voluntárias confeccionam e doam máscaras para pacientes com câncer
Últimas Notícias