Dourados – MS segunda, 30 de março de 2020
Dourados
32º max
22º min
Gustavo Emídio

As estações da vida

“Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu” (Eclesiastes 3:1)

07 Dez 2018 - 19h32

O que determina nosso caráter, não são as fases momentâneas que a vida nos proporciona, sejam elas boas ou ruins, mas, a essência daquilo que somos em Deus. Fases são importantes para a formação daquilo que somos, especialmente quando as mesmas são complexas. A Bíblia diz: “Nos gloriamos nas tribulações, porque sabemos que a tribulação produz perseverança; a perseverança, um caráter aprovado; e o caráter aprovado, esperança” (Romanos 5:3-4).

Permita-me contar-lhe esta história:

“Um homem morava no deserto e tinha quatro filhos. Querendo que seus filhos aprendessem a valiosa lição da não precipitação nos julgamentos, os enviou para uma terra onde havia muitas árvores em diferentes épocas do ano. O primeiro filho foi no inverno, o segundo na primavera, o terceiro no verão e o mais novo foi no outono.

Quando o último deles voltou, o pai os reuniu e pediu que relatassem o que tinham visto. O primeiro filho disse que as árvores eram feias, meio curvadas, sem nenhum atrativo. O segundo filho discordou e disse que na verdade as árvores eram muito verdes e cheias de brotinhos, parecendo ter um bom futuro. O terceiro filho disse que eles estavam errados, porque elas estavam repletas de flores, com um aroma incrível e uma aparência maravilhosa! Já o mais novo discordou de todos e disse que as árvores estavam tão cheias de frutos que até se curvava com o peso, passando a imagem de algo cheio de vida e substância. Aquele pai então explicou aos filhos, que todos eles estavam certos. Na verdade, eles viram as mesmas árvores em diferentes estações daquele mesmo ano. 

Não podemos julgar alguém ou até mesmo nosso próprio destino apenas por uma estação ou fase da vida. A essência daquilo que somos, a alegria, o prazer, o amor ou até mesmo as tragédias e períodos difíceis, só podem ser mensuradas quando todas as estações estiverem concluídas” (Autor desconhecido).

Cada estação de nossa vida possui características específicas. O outono é necessário para que haja renovação, pois é quando os ventos são fortes e as folhas caem. O inverno é quando nos retrairmos, pois é o período de frio, pouca luz e das chuvas fortes. A primavera é tempo de esperança, pois a natureza é revestida de cores e beleza. Então surge o verão, que representa a vida em sua plenitude, pois o brilho do sol e a força da luz surgem exaltando a vida e enchendo de alegria nossa existência. 

Mesmo que a estação presente seja um período de ventos de provações, luto e desencanto, escuridão e frieza, estejamos esperançosos de que logo a semente brotará, e nascerá a esperança repleta de cores produzindo novo sentido à nossa existência. “O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã” (Salmos 30:5b).

Não desistamos quando chegar o inverno, para não perder as promessas da primavera e a beleza do verão. Certos de que somente sobrevivemos a todas as estações, quando Cristo, a luz que ilumina a todo ser, estiver presente em cada período desta jornada. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

São Paulo

Com isolamento cai a poluição do ar em São Paulo

30/03/2020 20:28
Mundo

ONU pede pacote de US$2,5 trilhões para países em desenvolvimento superarem crise do coronavírus

30/03/2020 19:55
Sociedade

Senadores reforçam apelo para pessoas permanecerem em casa

30/03/2020 19:15
Brasil

Senado prepara projeto para incluir mais categorias no "coronavoucher"

30/03/2020 18:41
Saúde

Governo envia 14,2 milhões de máscaras cirúrgicas a estados

30/03/2020 18:33
Últimas Notícias