Dourados – MS domingo, 13 de junho de 2021
Dourados
24º max
10º min
Cidades

TCE aprova recurso que garante integralidade da Cosip

17 Dez 2015 - 07h00
“A medida não visa prejudicar, mas assegurar o que é de direito constitucional dos municípios”, disse Neto. - Crédito: Foto: Divulgação“A medida não visa prejudicar, mas assegurar o que é de direito constitucional dos municípios”, disse Neto. - Crédito: Foto: Divulgação
O TCE-MS (Tribunal de Contas do Estado) aprovou terça-feira (15), por unanimidade, recurso no qual a Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul) pede a integralidade da Cosip (Contribuição para Custeio do Serviço de Iluminação Pública). Na prática, a entidade derrubou Acórdão da própria Corte Fiscal determinando que a taxa de iluminação pública entrasse na base de cálculo para compor o duodécimo das Câmaras de Vereadores.


O recurso movido pela entidade municipalista era para ser votada na sessão da semana passada do TCE-MS, mas a conselheira Marisa Serrano pediu vistas.


O principal argumento dos prefeitos é que a receita que vai para as Câmaras de Vereadores acaba sendo utilizada para outra finalidade, o que prejudica os municípios, que não ficam com arrecadação integral da Cosip.
O resultado do julgamento agradou ao presidente da Assomasul, prefeito de Nova Alvorada do Sul, Juvenal Neto, que por diversas vezes foi ao TCE-MS pedir a compreensão dos conselheiros.


Ele esteve na semana passada, com o presidente da Corte Fiscal, Waldir Neves, para tratar o assunto. “Realmente, é uma grande vitória dos municípios, a quem cabe os recursos para manutenção dos serviços de iluminação pública”, festejou o dirigente, ao agradecer a compreensão dos conselheiros que aprovaram o recurso por unanimidade.


Com isso, a Assomasul conseguiu reverter o Acórdão 148/2013 do TCE-MS que orientava que a Cosip deveria integrar a base de cálculo para a formação do duodécimo devido às Câmara de Vereadores.


O Acórdão foi publicado no Diário Oficial Eletrônico do TCE/MS do dia 22 de maio de 2013. Para o presidente da Assomasul, a medida não tem nenhuma finalidade de prejudicar os vereadores, mas de assegurar aquilo que é de direito constitucional dos municípios.


Antes de a proposta ser aprovada por unanimidade, o advogado e especialista em Direito Tributário, Ari Raghianti, expôs uma série de situações relacionadas ao assunto, citando inclusive decisões no âmbito do STF (Supremo Tribunal Federal) favoráveis aos municípios.


O advogado citou caso recente em que o município de Várzea Grande (MT) obteve parecer favorável do TCE/MT (Tribunal de Contas de Mato Grosso) após consulta feita pela Câmara de Vereadores local questionando a destinação dos valores da Cosip.


O parecer do Tribunal de Contas de Mato Grosso, segundo ele, indicou que “a receita proveniente da Cosip, não integra a base de cálculo do repasse financeiro ao Poder Legislativo Municipal, prevista no artigo 29-A, da Constituição da República, pois, trata-se de contribuição vinculada à finalidade certa e que não se enquadra no conceito de receita tributária definido pela legislação financeira, orçamentária e de contabilidade pública vigente”.


Ainda de acordo como parecer do TCE/MT, a Cosip tem natureza tributária, porém, não se confunde com as espécies tradicionais de tributos (imposto, taxa e contribuição de melhoria), enquadrando-se como espécie do gênero contribuições.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Doações para a campanha “Aqueça Uma Vida” podem ser realizadas até 18 de junho
MS

Doações para a campanha “Aqueça Uma Vida” podem ser realizadas até 18 de junho

há 12 horas atrás
Doações para a campanha “Aqueça Uma Vida” podem ser realizadas até 18 de junho
Ao morar junto, casal precisa definir se é união estável ou "contrato de namoro"
Dia dos Namorados

Ao morar junto, casal precisa definir se é união estável ou "contrato de namoro"

há 16 horas atrás
Ao morar junto, casal precisa definir se é união estável ou "contrato de namoro"
MPE pede que Guarda Municipal convoque ao menos 12 candidatos do último concurso
Dourados

MPE pede que Guarda Municipal convoque ao menos 12 candidatos do último concurso

há 17 horas atrás
MPE pede que Guarda Municipal convoque ao menos 12 candidatos do último concurso
Decreto libera funcionamento do comércio e toque de recolher será das 20h às 5h
Dourados

Decreto libera funcionamento do comércio e toque de recolher será das 20h às 5h

11/06/2021 19:23
Decreto libera funcionamento do comércio e toque de recolher será das 20h às 5h
Com obra 40% concluída, pavimentação entre distritos de Coxim é realização de sonho antigo de moradores
Cidades

Com obra 40% concluída, pavimentação entre distritos de Coxim é realização de sonho antigo de moradores

11/06/2021 17:00
Com obra 40% concluída, pavimentação entre distritos de Coxim é realização de sonho antigo de moradores
Últimas Notícias