Dourados – MS sábado, 19 de junho de 2021
Dourados
18º max
12º min
POLÍCIA FEDERAL

PF faz buscas e conduções coercitivas em MS

29 Jun 2016 - 13h06
Delegado Elvis Secco falou em entrevista coletiva na manhã desta quarta-feira - Crédito: Foto: Wilson Kirsche / RPCDelegado Elvis Secco falou em entrevista coletiva na manhã desta quarta-feira - Crédito: Foto: Wilson Kirsche / RPC
A Polícia Federal (PF) cumpriu 5 mandados de busca e apreensão e 4 de condução coercitiva, em Corumbá, a 444 quilômetros de Campo Grande, na região oeste de Mato Grosso do Sul, durante as ações da Operação Quijaro, na manhã desta quarta-feira (29). A ação foi promovida para desarticular uma organização criminosa internacional de tráfico de drogas e lavagem de dinheiro, que agia, além de Mato Grosso do Sul, no Paraná e em São Paulo.

A operação nesta quarta-feira mobilizou cerca de 150 policiais federais para o cumprimento de um total de 81 mandados judiciais, sendo 14 de prisão preventiva, 17 de busca e apreensão em imóveis, 43 de busca e apreensão de veículos e 7 de condução coercitiva. A iniciativa foi promovida simultaneamente em Londrina e Araucária (PR), Martinópolis, Presidente Prudente e São Paulo (SP), além de em Corumbá.

Segundo a PF, as investigações para desarticular a quadrilha começaram em janeiro de 2015. A cocaína da quadrilha era transportada em caminhões e carretas com fundos falsos especialmente preparados para o transporte da droga. O grupo, conforme os policiais, utilizava o transporte de cargas lícitas para driblar a fiscalização.

"Os compartimentos eram acionados por sistema hidráulico e eram muito bem feitos, tanto que parte das apreensões de cocaína só foram descobertas depois de passar por equipamento de raio-x", declarou. Para disfarçar a irregularidade, os caminhões transportavam cargas lícitas na tentativa de driblar a fiscalização. Para a Europa, por exemplo, os criminosos costumavam utilizar minério de ferro. Os caminhoneiros sabiam do esquema ilícito, segundo o delegado.
A Polícia Federal em cooperação internacional com a polícia boliviana, conseguiu realizar a prisão dos traficantes mais procurados daquele país, responsáveis pelo ingresso de 2 toneladas de cocaína por mês no Brasil.
Durante os trabalhos mais de 3 toneladas de cocaína foram apreendidas, cerca de US$ 10 milhões foram sequestrados do "Núcleo boliviano" da organização e foram identificados no Brasil os imóveis que eram utilizados como entrepostos para o carregamento, descarregamento e confecção de "fundos falsos".

Os presos responderão pelos crimes de tráfico internacional de drogas, lavagem de dinheiro, associação para o tráfico, falsificação de documentos públicos e privados, furto, roubo, homicídio e organização criminosa, com penas somadas que passam de 20 anos de prisão.

A denominação Operação Quijarro é uma referência ao fato de que a organização criminosa investigada efetuava o ingresso da cocaína no Brasil através da cidade de Puerto Quijarro, na Bolívia, fronteira com Corumbá.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Pandemia

Ministério da Saúde confirma 66 casos de covid-19 na Copa América

18/06/2021 12:00
SES prepara distribuição das 70.160 doses de vacina contra a covid-19 em MS
Saúde

SES prepara distribuição das 70.160 doses de vacina contra a covid-19 em MS

18/06/2021 11:00
SES prepara distribuição das 70.160 doses de vacina contra a covid-19 em MS
Ministério do Turismo aprova projeto de revitalização da Usina Velha
Dourados

Ministério do Turismo aprova projeto de revitalização da Usina Velha

18/06/2021 08:00
Ministério do Turismo aprova projeto de revitalização da Usina Velha
Final de semana que antecede a chegada oficial do inverno, será de tempo firme e temperaturas amenas
Clima

Final de semana que antecede a chegada oficial do inverno, será de tempo firme e temperaturas amenas

18/06/2021 07:00
Final de semana que antecede a chegada oficial do inverno, será de tempo firme e temperaturas amenas
Conselheiro Federal Wander Medeiros se posiciona favorável as novas regras de publicidade na Advocacia
MS

Conselheiro Federal Wander Medeiros se posiciona favorável as novas regras de publicidade na Advocacia

18/06/2021 06:00
Conselheiro Federal Wander Medeiros se posiciona favorável as novas regras de publicidade na Advocacia
Últimas Notícias