Dourados – MS segunda, 27 de setembro de 2021
Dourados
37º max
20º min
Institucional - Setembro
fronteira

Paraguai apura relação entre mortes na fronteira e segurança é reforçada

20 Jun 2016 - 14h15
Traficante estava em veículo blindado - Crédito: Foto: Gabriela Pavão/ G1 MSTraficante estava em veículo blindado - Crédito: Foto: Gabriela Pavão/ G1 MS
O Ministério Público do Paraguai investiga a relação entre as execuções de três homens no domingo (19) e a do narcotraficante Jorge Rafaat, morto com tiros de metralhadora ponto 50 em Pedro Juan Caballero (veja vídeo). As mortes foram na fronteira com o Brasil em Mato Grosso do Sul no intervalo de quatro dias. O clima é de tensão na região e a segurança foi reforçada na linha internacional nesta segunda-feira (20), segundo disse ao G1 o tenente-coronel Waldomiro Centurião, comandante do 4º Batalhão da PM em Ponta Porã.

Mais policiais paraguaios e policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) da PM de Mato Grosso do Sul foram enviados para a região. A agente fiscal do MP paraguaio Camila Rojas informou nesta manhã que as execuções aconteceram de forma parecida.

Ela conduz as investigações sobre a morte de Rafaat e disse que a possível ligação entre os casos é pela forma de agir dos atiradores e pelas armas utilizadas, a maioria fuzis e de grosso calibre, mas ainda não há confirmação. As três mortes de domingo foram apuradas inicialmente como briga de vizinhos. Dois paraguaios e um brasileiro morreram.

Conforme Camila, os atiradores do caso mais recente estavam em uma caminhonete branca com placas brasileiras e trocaram tiros com a polícia depois de matar três homens.

Durante o confronto, a caminhonete com quatro pessoas atingiu uma loja de pneus. Quatro pessoas estavam no veículo. Duas foram presas e duas fugiram a pé para o Brasil. Há suspeita de que mais carros estejam envolvidos e que teriam fugido para Ponta Porã. Um carro azul também foi apreendido pela polícia paraguaia.

Prisões

O narcotraficante Jorge Rafaat foi morto em uma emboscada na noite de terça-feira (14), em Pedro Juan Caballero, a menos de 500 metros da linha internacional que divide Brasil e Paraguai. Os atiradores usaram uma metralhadora ponto 50, que foi adaptada em uma caminhonete, na parte dos bancos traseiros, que foram retirados. Nove pessoas foram presas depois do atentado, segundo a agente fiscal Camila Rojas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Operação Fronteiras e Divisas I: MS do Sul é responsável por mais de 50% das drogas apreendidas
Cidades

Operação Fronteiras e Divisas I: MS do Sul é responsável por mais de 50% das drogas apreendidas

25/09/2021 16:00
Operação Fronteiras e Divisas I: MS do Sul é responsável por mais de 50% das drogas apreendidas
MS terá sábado quente e ensolarado com chance de pancadas isoladas de chuva
Clima

MS terá sábado quente e ensolarado com chance de pancadas isoladas de chuva

25/09/2021 07:00
MS terá sábado quente e ensolarado com chance de pancadas isoladas de chuva
Mãe e filho morrem em rio de MS com barco desgovernado
Coxim

Mãe e filho morrem em rio de MS com barco desgovernado

24/09/2021 15:45
Mãe e filho morrem em rio de MS com barco desgovernado
Comissão mista homologa consórcio que vai construir ponte da Rota Bioceânica em MS
Rota Bioceânica

Comissão mista homologa consórcio que vai construir ponte da Rota Bioceânica em MS

24/09/2021 15:15
Comissão mista homologa consórcio que vai construir ponte da Rota Bioceânica em MS
Semed visita escolas para verificar cumprimento do protocolo de volta às aulas
Dourados

Semed visita escolas para verificar cumprimento do protocolo de volta às aulas

24/09/2021 13:00
Semed visita escolas para verificar cumprimento do protocolo de volta às aulas
Últimas Notícias