Dourados – MS domingo, 26 de setembro de 2021
Dourados
36º max
19º min
Institucional - Setembro
Cidades

Núcleo leva “Estado de Direito e questões indígenas” à aldeia

19 Nov 2015 - 09h07
Na Missão Caiuá a coordenadora do Núcleo Kelei Zeni, a executora do projeto Fabiana, a professora Cilene com alguns acadêmicos. O projeto foi desenvolvido pelo curso de direito. - Crédito: Foto: César CordeiroNa Missão Caiuá a coordenadora do Núcleo Kelei Zeni, a executora do projeto Fabiana, a professora Cilene com alguns acadêmicos. O projeto foi desenvolvido pelo curso de direito. - Crédito: Foto: César Cordeiro
Um projeto desenvolvido pelo curso de direito da Unigran, em parceria com o curso de Serviço Social, envolvendo alunos de ambos os cursos, foi desenvolvido este ano com o tema “O Estado de Direito e a questão indígena”. Os professores executores do projeto são: Kelei Zeni, Fabiana Corrêa Garcia Pereira de Oliveira, Rafael Couto e Lineu Borges. No contexto do projeto, estão questões indígenas diante do ordenamento jurídico.

As aulas práticas do projeto que visam conhecer In loco as realidades e as necessidades da comunidade indígena de Dourados, aconteceram em duas etapas, sendo uma delas na Aldeia Bororó e a última ocorrida no dia 07 de novembro, na Aldeia Jaguapiru com o roteiro iniciando na tribo guarani caiuá do cacique Jorge, que recebeu os alunos e professores em sua Casa de Reza, apresentou suas danças, crenças e rituais e deu diversos esclarecimentos sobre a cultura indígena, junto com sua esposa dona Floriza e seus filhos chamados de ñanderu. Além de preservar fortemente a própria cultura os guarani caiuá os índios são defensores da natureza e trabalham seus artesanatos inspirados na vida dos pássaros, na existência das árvores e dos rios.

A segunda visita, guiada pelo indígena terena “Lima” aconteceu na Missão Caiuá, onde além de conhecer o hospital e maternidade e se deparar com dois índios da etnia xavante que estão passando uma temporada na missão, os acadêmicos e professores também conheceram uma mata nativa preservada pela missão. Na mata existem inúmeros remédios medicinais que podem ser extraídos das arvores respeitando cada conhe-cimento dos nativos e suas formas de se relacionar com a mata. As explicações sobre a importância das plantas na cura de muitos males, inclusive a obesidade foram dadas pela indígena Araci que desde criança vive na Missão Caiuá.

Integraram essa visita a coordenadora do Núcleo de Prática e Assistência Jurídica Kelei Zeni, a executora do projeto, Fabiana Corrêa e a professora, Cilene Muchon, além dos seguintes acadêmicos do curso de direito: Aline Ortega, Wilhan Quequeto, Renan Ferreira Borba, Luciana Miranda e Emanuelle Chaves.

Além de Alexandra Tatiane da Silva (coordenadora – Serviço Social) e as acadêmicas: Hilda Moreno, Eliane Oliveira Santos e Natália Negrão.

Campanha natal

O projeto teve início em fevereiro deste ano e o encerramento está previsto para 23 de dezembro, quando também se encerra uma campanha de doação de brinquedos e balas para o natal das comunidades visitadas durante o pré-encerramento.

A campanha de arrecadação dos donativos já foi iniciada pelo curso e envolve não somente os alunos como também a sociedade que pode estar doando os brinquedos (pode se brinquedo usado) ou as balas até o Núcleo de Prática e Assistência Jurídica da Unigran que fica a rua Antônio Emílio de Figueiredo 1755, esquina com a Presidente Vargas – próximo ao Fórum.

O projeto “O Estado de Direito e a questão Indígena”, visa estimular os alunos para a prática da cidadania por meio de transmissão de informações jurídicas e sua execução atendendo tanto o aprendizado com as informações do campo jurídico como a prática da ação voluntária. Também visa contribuir e proporcionar um aprofundamento dos conhecimentos dos acadêmicos no mundo jurídico e fático da questão indígena.

O projeto teve como metodologia: palestras, debates e discussões e produção de trabalhos acadêmicos. No dia 17 de setembro deste aconteceu a palestra e mesa-redonda sobre os direitos da população infanto juvenil indígena com a participação do EJUD - Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul. O curso de direito da Unigran tem como diretor, o professor Renato de Aguiar Lima Pereira e coordenador o professor Joe Graeff Filho.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Operação Fronteiras e Divisas I: MS do Sul é responsável por mais de 50% das drogas apreendidas
Cidades

Operação Fronteiras e Divisas I: MS do Sul é responsável por mais de 50% das drogas apreendidas

25/09/2021 16:00
Operação Fronteiras e Divisas I: MS do Sul é responsável por mais de 50% das drogas apreendidas
MS terá sábado quente e ensolarado com chance de pancadas isoladas de chuva
Clima

MS terá sábado quente e ensolarado com chance de pancadas isoladas de chuva

25/09/2021 07:00
MS terá sábado quente e ensolarado com chance de pancadas isoladas de chuva
Mãe e filho morrem em rio de MS com barco desgovernado
Coxim

Mãe e filho morrem em rio de MS com barco desgovernado

24/09/2021 15:45
Mãe e filho morrem em rio de MS com barco desgovernado
Comissão mista homologa consórcio que vai construir ponte da Rota Bioceânica em MS
Rota Bioceânica

Comissão mista homologa consórcio que vai construir ponte da Rota Bioceânica em MS

24/09/2021 15:15
Comissão mista homologa consórcio que vai construir ponte da Rota Bioceânica em MS
Semed visita escolas para verificar cumprimento do protocolo de volta às aulas
Dourados

Semed visita escolas para verificar cumprimento do protocolo de volta às aulas

24/09/2021 13:00
Semed visita escolas para verificar cumprimento do protocolo de volta às aulas
Últimas Notícias