Dourados – MS sábado, 13 de julho de 2024
18º
Campo Grande

MPF pede a Governo de MS investimento na saúde do Estado

18 Mar 2016 - 10h04
MPF pede investimento de R$ 227.295.499,53 em ações e serviços públicos de saúde no E0stado. - Crédito: Foto: Marcos RibeiroMPF pede investimento de R$ 227.295.499,53 em ações e serviços públicos de saúde no E0stado. - Crédito: Foto: Marcos Ribeiro
O Ministério Público Federal (MPF) conseguiu liminar que obriga o Governo de Mato Grosso do Sul a investir R$ 227.295.499,53 em ações e serviços públicos de saúde no Estado, sob pena de multa diária de R$ 22,7 milhões. A Justiça Federal acatou parcialmente o entendimento do MPF e concluiu que o Estado, no ano de 2013, deixou de aplicar o mínimo constitucional em saúde pública.


Segundo a Constituição Federal e a Lei Complementar 141/2012, pelo menos 12% da receita líquida dos impostos estaduais e de receitas de repasses obrigatórios devem ser aplicados na saúde pública, o que não aconteceu na gestão de 2013, de acordo com estudo realizado pelo corpo técnico do Tribunal de Contas do Estado (TCE).


Com a decisão, o Governo do Estado de Mato Grosso do Sul deve investir os mais de R$ 227 milhões em 35 parcelas mensais, iguais e consecutivas, sem prejuízo do mínimo constitucional devido em 2016. A União deve fiscalizar a aplicação das prestações e, em caso de descumprimento da decisão judicial, suspender transferências voluntárias de dinheiro ao Estado e até mesmo impor restrições a repasses obrigatórios a Mato Grosso do Sul.

Valor ainda maior


Apesar de a liminar garantir a aplicação milionária na saúde, o Ministério Público Federal acredita que o valor devido é ainda maior. De acordo com a instituição, R$ 147.182.086,78 deixaram de passar pelo Fundo Estadual de Saúde, requisito legal que garante a transparência dos gastos públicos e a correta destinação da verba.


No recurso, o MPF pedirá a destinação total, pelo Governo do Estado, de R$ 374.477.586,31. O órgão ministerial quer ainda que as parcelas sejam divididas em 9 meses, não 35, já que, de acordo com a lei, o mínimo constitucional não aplicado em um ano deve ser investido no exercício financeiro imediatamente seguinte.


"Como o exercício de 2014 já expirou e o reconhecimento judicial da irregularidade ocorreu em 2016, a aplicação do valor deve respeitar o limite do exercício vigente", defende o Ministério Público, que acrescenta: "É preciso garantir a imediata aplicação das verbas em saúde pública para minimizar os efeitos da falta de investimentos à população sul-mato-grossense, como longa espera para cirurgias, falta de medicamentos e vacinas e dificuldades em agendar consultas e exames, situação agravada pelos riscos das doenças transmitidas pelo aedes aegypti".

Deixe seu Comentário

Leia Também

Senai inaugura contêineres com treinamentos para atender indústria de celulose
Inocência

Senai inaugura contêineres com treinamentos para atender indústria de celulose

09/07/2024 18:00
Senai inaugura contêineres com treinamentos para atender indústria de celulose
Com as menores temperaturas desta frente fria, domingo encerra a semana com tempo instável
Clima

Com as menores temperaturas desta frente fria, domingo encerra a semana com tempo instável

30/06/2024 07:46
Com as menores temperaturas desta frente fria, domingo encerra a semana com tempo instável
Prefeitura paga a primeira parcela do 13º salário em Sonora
Cidades

Prefeitura paga a primeira parcela do 13º salário em Sonora

27/06/2024 09:00
Prefeitura paga a primeira parcela do 13º salário em Sonora
Prefeitura de Caarapó entrega kits escolares e uniformes para 5,2 mil alunos da rede municipal
Educação

Prefeitura de Caarapó entrega kits escolares e uniformes para 5,2 mil alunos da rede municipal

26/06/2024 15:30
Prefeitura de Caarapó entrega kits escolares e uniformes para 5,2 mil alunos da rede municipal
Coordenadoria de Políticas Públicas para Mulheres debate a implantação de Enfrentamento
Violência Doméstica

Coordenadoria de Políticas Públicas para Mulheres debate a implantação de Enfrentamento

25/06/2024 10:45
Coordenadoria de Políticas Públicas para Mulheres debate a implantação de Enfrentamento
Últimas Notícias