Dourados – MS sexta, 17 de setembro de 2021
Dourados
36º max
20º min
Cidades

Longen participa de evento no Paraguai

15 Jul 2011 - 22h45
Sérgio Longen, presidente da Fiems, na abertura do seminário realizado na Embaixada do Brasil em Assunção - Crédito: Foto: DivulgaçãoSérgio Longen, presidente da Fiems, na abertura do seminário realizado na Embaixada do Brasil em Assunção - Crédito: Foto: Divulgação
Campo Grande - Na abertura do Seminário de Integração Empresarial Paraguai – Mato Grosso do Sul, realizado ontem no Centro Cultural da Embaixada de Brasil em Assunção, o presidente da Fiems, Sérgio Longen, defendeu o avanço das relações comerciais entre o Estado e o Paraguai, destacando que a embaixada brasileira é estratégica para esse processo.

“Nossos empresários têm interesse em operar com a Lei de Maquila, que incentiva a instalação de empresas no Paraguai com o recolhimento de um imposto único de 1%. Sempre estivemos prontos para a ampliar horizontes porque, na realidade, somos os autênticos agentes de qualquer processo que envolva a expansão da nossa produção, dos nossos negócios, da inovação e da tecnologia”, pontuou.

Ele reforça que, nesta ocasião, quando se propõe, mais uma vez, a tratar de oportunidades e potencialidades, é necessário partir, efetivamente, para ações concretas e reais. “A nossa representatividade requer organização e objetividade. Temos a convicção de que podemos nos transformar no grande espaço de articulação dos temas estratégicos para o Mercosul, desde que estejamos verdadeiramente comprometidos a cumprir o histórico papel de representar o setor empresarial junto aos nossos países para que consigamos descomplicar nossas relações”, declarou.



Sérgio Longen ressalta que entre as propostas capazes de remover os entraves que distanciam, emperram e complicam as relações comerciais entre Mato Grosso do Sul e Paraguai está a criação do Centro Estratégico de Informação, que funcionaria como alicerce para eficiência, agilidade e produtividade.

Ele também defende o fortalecimento da atuação dos comitês da Zicosul para descomplicar os trâmites aduaneiros, a adoção de um modelo único de marcas e patentes, a criação e instalação de escritórios da Zicosul nas estruturas das federações representativas do setor produtivo nos Estados e Províncias e a criação de um modelo de associação de grupos de empresas e indústrias para eliminar intermediários no intercâmbio comercial, proporcionando redução de custeio e agilidade.

“Acredito que são questões estratégicas para fazer avançar a tão necessária integração entre os países e, mais importante, entre nossas empresas. Atualmente, conforme levantamento do Radar Industrial da Fiems, o Paraguai é apenas o 20º destino dos produtos exportados por Mato Grosso do Sul, totalizando US$ 20,3 milhões de receita com a venda de minerais, alimentos, bebidas e siderurgia.



Já com relação às importações, o Paraguai é o 12º fornecedor de mercadorias externas para o Estado, somando US$ 28,8 milhões de receita com a compra de trigo, produtos do complexo soja e produtos alimentícios”, informou o presidente da Fiems.

Parcerias

Durante o painel “Iniciativas de Integração Regional e Oportunidades de Cooperação Técnica”, o presidente da Fiems apresentou as oportunidades de integração com o Paraguai, enumerando as parcerias que podem ser firmadas entre paraguaios e sul-mato-grossenses nos setores de promoção comercial, habitação, sucroalcooleiro e energético. No caso de promoção comercial, ele citou o protocolo de intenções assinado em outubro do ano passado em Campo Grande entre o Governo de Mato Grosso do Sul, a Fiems e o Ministério da Indústria e Comércio do Paraguai.

O protocolo propõe a instalação do Conselho de Desenvolvimento Empresarial Mato Grosso do Sul-Paraguai para organizar, estruturar e direcionar ações de promoção comercial e a estruturação de uma rede de negócios entre a Fiems, por meio do CIN (Centro Internacional de Negócios), Sebrae, Rediex (Rede de Investimentos e Exportações do Paraguai), UIP (União Industrial do Paraguai), CIP (Centro de Importadores do Paraguai) e Ministério da Indústria e Comércio do Paraguai com apoio da Embaixada do Brasil no Paraguai e Governo de Mato Grosso do Sul.

Já para o setor da habitação a proposta é o estabelecimento de um acordo de cooperação para o desenvolvimento do projeto de casas populares, prevendo a construção no Paraguai de 100 mil habitações por empresas filiadas ao Sinduscon/MS (Sindicato Intermunicipal das Indústrias da Construção de Mato Grosso do Sul). Além disso, seria firmada uma parceria entre o Senai para o treinamento de mão de obra que seria utilizada no setor da construção civil do Paraguai.

No setor sucroalcooleiro a proposta é de um acordo de cooperação empresarial técnica e tecnológica entre a Fiems, a Biosul e o Governo do Paraguai, que estabeleceria um programa de atração de investidores de Mato Grosso do Sul, incentivos empresariais especiais, acordos de transferência de tecnologia de Mato Grosso do Sul para o Paraguai e qualificação de mão de obra pelo Senai.


Para o setor energético, seria assinado um protocolo de intenções entre os governos para estudar e regulamentar a construção de PCHs (Pequenas Centrais Hidrelétricas) no Paraguai para atender novos empreendimentos industriais a partir de Mato Grosso do Sul. Além disso, seriam feitos investimentos na construção de PCHs com recursos de instituições financeiras do Brasil e a comercialização de energia ao Brasil.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mato Grosso do Sul recebe mais 85.240 doses de vacina contra a Covid-19
Imunização

Mato Grosso do Sul recebe mais 85.240 doses de vacina contra a Covid-19

16/09/2021 14:00
Mato Grosso do Sul recebe mais 85.240 doses de vacina contra a Covid-19
Ícone do blues em MS, cantor 'Zé Pretim' é encontrado morto em casa
Cidades

Ícone do blues em MS, cantor 'Zé Pretim' é encontrado morto em casa

16/09/2021 13:00
Ícone do blues em MS, cantor 'Zé Pretim' é encontrado morto em casa
Preso ao mandar maconha para outros estados, traficante da Capital diz que postava droga quatro vezes por semana
Campo Grande

Preso ao mandar maconha para outros estados, traficante da Capital diz que postava droga quatro vezes por semana

16/09/2021 08:30
Preso ao mandar maconha para outros estados, traficante da Capital diz que postava droga quatro vezes por semana
Tempo continua instável em grande parte de Mato Grosso do Sul
Clima

Tempo continua instável em grande parte de Mato Grosso do Sul

16/09/2021 07:00
Tempo continua instável em grande parte de Mato Grosso do Sul
Procon

Conciliação já gerou quase meio milhão devolvido ao consumidor sul-mato-grossense em 2021

15/09/2021 16:00
Últimas Notícias