Dourados – MS quinta, 06 de maio de 2021
Dourados
20º max
11º min
Cidades

Ivinhema e Angélica firmam cooperação

03 Mar 2011 - 11h52
Ivinhema e Angélica firmam cooperação  -
Ivinhema - Prefeituras das duas cidades e o Grupo Adecoagro vão implantar aterro sanitário com área de 13,86 hectares e com vida útil de aproximadamente 20 anos.

Os municípios de Ivinhema e Angélica, juntamente com o Grupo Adecoagro, vão construir um aterro sanitário para dar fim aos resíduos sólidos urbanos das duas cidades. E para firmar a cooperação e discutir novas etapas dessa empreitada, os prefeitos Renato Câmara (Ivinhema) e João Cassuci (Angélica) se reuniram com representantes do grupo Adecoagro.

A reunião aconteceu na tarde de ontem, na Prefeitura de Ivinhema, e contou também com a presença do diretor da Fundação Municipal do Meio Ambiente e Turismo de Ivinhema (Fumatur), Paulo Cezar Tamanini, e do assessor jurídico Pericles Garcia Santos.

Segundo o diretor da Fumatur, o Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul) concedeu a Licença Prévia e agora é esperada a Licença de Implantação, o que autoriza o início da obra. “A expectativa é grande para dr início à obra que será um verdadeiro marco na história ambiental de Ivinhema”, disse ele.

Ao mesmo tempo que será construído o Aterro Sanitário, também será realizado o Plano de Recuperação de Área Degradada (Prad) para o atual lixão, sujeito a avaliação e aprovação do Imasul, onde serão propostas medidas para cessar os impactos ambientais na área.

O aterro será implantado na rodovia MS-141 Angélica/Ivinhema, na Gleba Piravevê, com área de 13,86 hectares e sua vida útil é de aproximadamente 20 anos.

Para o prefeito Renato Câmara, as futuras gerações serão as maiores beneficiárias desse projeto, pois terão um meio ambiente melhor protegido. “Além de não poluir, essa obra melhora a qualidade de vida da população, traz benefícios para a saúde pública e ainda resolve o atual problema dos lixões”.

As parcerias para a viabilização desse projeto é destacada pelo prefeito de Angélica, João Cassuci. “A construção do aterro surgiu da necessidade de uma gestão ambiental eficiente. Diante do alto custo de manutenção de um aterro, só é possível devido à boa relação que temos com o município vizinho e com o Grupo Adecoagro”, destacou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Relicitação da Malha Oeste avança com nove empresas aptas para consultoria técnica
Cidades

Relicitação da Malha Oeste avança com nove empresas aptas para consultoria técnica

05/05/2021 18:00
Relicitação da Malha Oeste avança com nove empresas aptas para consultoria técnica
Uso de luzes em motocicletas: veja novas regras
Trânsito

Uso de luzes em motocicletas: veja novas regras

05/05/2021 16:00
Uso de luzes em motocicletas: veja novas regras
Economia

Projeto Garimpo já identificou mais de R$ 3 bilhões esquecidos em contas judiciais

05/05/2021 13:00
Prefeitura autoriza comerciantes a usarem calçadas para exposição de produtos
Dourados

Prefeitura autoriza comerciantes a usarem calçadas para exposição de produtos

05/05/2021 08:00
Prefeitura autoriza comerciantes a usarem calçadas para exposição de produtos
Decreto estabelece toque de recolher das 22h às 5h desta quarta até domingo
Dourados

Decreto estabelece toque de recolher das 22h às 5h desta quarta até domingo

05/05/2021 07:30
Decreto estabelece toque de recolher das 22h às 5h desta quarta até domingo
Últimas Notícias