Dourados – MS quarta, 25 de novembro de 2020
Dourados
35º max
21º min
Influx
Imaculada-Mobile
Cidades

Combate à dengue instala hospitais de campanha

11 Dez 2015 - 10h04
Hospital de campanha instalado na UPA da Vila Almeida para atender pacientes com dengue. - Crédito: Foto: DivulgaçãoHospital de campanha instalado na UPA da Vila Almeida para atender pacientes com dengue. - Crédito: Foto: Divulgação
Com a participação do Exército Brasileiro no combate à dengue na Capital, iniciada na terça-feira, a prefeitura iniciou ontem instalação de um hospital de campanha na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Vila Almeida, onde serão atendidos pacientes acometidos com as doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue e também da febre chikungunya e zika vírus.


Além do UPA Vila Almeida, os hospitais de Campanha serão instalados nas UPA Universitário e Coophavilla. “É a primeira vez que Campo Grande está utilizando os hospitais de Campanha do Exército. Lá tem 20 leitos que serão utilizados para a hidratação intravenosa dos pacientes”, explica o secretário municipal de Saúde, Ivandro Fonsenca.


O titular da Sesau explica ainda que o hospital de Campanha foi produzido no Canadá e climatizado, tem capacidade para 20 pacientes e tem todos os equipamentos necessários para atender a população e que estão sendo instalados estrategicamente em locais de fácil acesso nas UPA e ainda serão feitas adequações na estrutura das unidades para poder atender melhor os pacientes.

Pneus


Já no primeiro dia de combate ao mosquito vetor da dengue e das outras duas doenças, a força tarefa do Exército e da Sesau recolheu 1.125 pneus em borracharias e vias públicas da cidade, que estavam a céu aberto e poderiam servir de locais para proliferação dos ovos do mosquito. Os pneus, que totalizaram cinco toneladas, foram recolhidos a uma unidade de reciclagem da Capital.


O coordenador da Coordenadoria de Controle de Endemias Vetoriais da Sesau, Alcides Ferreira, explicou que existem oito bairros que estão em alerta em razão da alta incidência da doença, Nova Campo Grande, Monte Castelo, Coronel Antonino, Vila Margarida, Jardim dos Estados, Tijuca, Aero Rancho e Jardim Batistão.


Para tentar combater a proliferação do mosquito Aedes aegypti, o prefeito de Campo Grande Alcides Bernal (PP) destinou mais de R$ 5 milhões para o combate e prevenção das doenças relacionadas com o mosquito.


Nesta sexta-feira (11) a Prefeitura vai promover um grande mutirão nos bairros com caminhões do Exército e empresas parceiras para coletar o lixo nas ruas, enquanto as equipes das UBS e UBSF estão promovendo o dia D contra a Dengue nos bairros de Campo Grande, com orientação e ações para evitar a proliferação do mosquito para tentar eliminar a epidemia em 180 dias.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Suspeita de Covid-19 interrompe atividades em agência do Detran de Nova Alvorada do Sul
Saúde

Suspeita de Covid-19 interrompe atividades em agência do Detran de Nova Alvorada do Sul

25/11/2020 16:51
Suspeita de Covid-19 interrompe atividades em agência do Detran de Nova Alvorada do Sul
Pontes destruídas no Pantanal serão substituídas por pontes de concreto
MS

Pontes destruídas no Pantanal serão substituídas por pontes de concreto

24/11/2020 07:04
Pontes destruídas no Pantanal serão substituídas por pontes de concreto
Incêndio destrói 400 caixas d'águas na Capital
Capital

Incêndio destrói 400 caixas d'águas na Capital

23/11/2020 16:53
Incêndio destrói 400 caixas d'águas na Capital
Onevan, o candidato que venceu após a morte
Política

Onevan, o candidato que venceu após a morte

23/11/2020 13:26
Onevan, o candidato que venceu após a morte
Sábado tem mutirão da dengue na Chácara Cidélis e Dioclécio Artuzi
Dengue

Sábado tem mutirão da dengue na Chácara Cidélis e Dioclécio Artuzi

20/11/2020 17:06
Sábado tem mutirão da dengue na Chácara Cidélis e Dioclécio Artuzi
Últimas Notícias