Dourados – MS sábado, 24 de julho de 2021
Dourados
32º max
15º min
Variedades

Vida e morte de um lider

18 Dez 2010 - 12h56
Vida e morte de um lider -

#Vida e morte de um lider

#####José Alberto Vasconcellos*


Primeiro a atração, quando o oportunista constata que no mundo da política o trabalho é pouco ou nenhum, mas a “remuneração” é muito gratificante.

O nascimento e o destino do líder político afloram, primeiro nas brumas do submundo, onde se conversa aos cochichos desfrutando da penumbra. Vem depois a freqüente presença nos bairros mais miseráveis. Contatos chamados ombro-a-ombro.

Ouvinte paciente e atento, vendendo sua sardinha – grama por grama – revela, nas entrelinhas do que ouve, sua preocupação com os problemas que lhe relatam. Confessa já conhecer todos: os desarranjos locais, no estado e no País. O conseqüente abandono dos brasileiros. O sofrimento dos mais pobres!

Como artista que é, – e como o ator que deseja ser – finge, com talento de veterano laureado com o Oscar, dividir com o interlocutor suas aflições. Mostra sua indignação, condena e promete derrotar nas urnas os relapsos que estão no poder.

Com ares de Papai Noel, revela a vontade incontida de trabalhar, de servir, – é o legítimo Salvador da Pátria! Suas “revelações”, empanadas com a saliva da pilantragem, numa linguagem sofrível,deslumbram e arrebanham prosélitos, hipnotizados pelo magnetismo pessoal do safado, que alguns definem como carisma. Nasceu um líder!

Dourados, – cidade dos pioneiros – serviu de palco para esta história. O que você vai ler daqui em diante é um libelo, o qual nenhum douradense, em perfeito juízo, furtar-se-á em assiná-lo. Ufa!

Tudo começou quando um sujeito que entregava madeira com um caminhãozinho nas construções espalhadas pela cidade, pediu mil dólares americanos emprestados do Senhor Sppiga, para fazer campanha para vereador. Nessa campanha usou, indevidamente, o nome de um parente saudoso, honesto e cidadão exemplar, que antes fora vereador. Elegeu-se mas nunca se lembrou de pagar Herr Sppiga.

Como vereador ligou-se a um escudeiro que, com fidelidade canina acompanhou-o muito prestativo daí por diante. Nessa faina política, aclimatado e muito a vontade, decidiu candidatar-se a deputado estadual.

Para incrementar sua campanha produziu um atentado contra si, denunciando a seguir que pistoleiros desfecharam tiros contra sua residência, localizada dentro de um conjunto habitacional popular, construída com dinheiro de impostos e recebida em doação. Elegeu-se deputado!

Já deputado, sem mostrar qualquer serviço, quis ser prefeito. Prefeito desta cidade de Dourados, Meca dos pioneiros! Confabulou com seu escudeiro (que juntamente com ele fora vereador): mais um atentado viria incrementar sua campanha. Com certeza colheria o resultado:

#####Um homem que só pensa e quer trabalhar em favor do povo! Não querem deixar o homem trabalhar! Malditos quinta colunas!

Dito, planejado e feito. Na estrada que demanda a Vila Cruz, hoje Panambi (mariposa na língua Guarani), que nasce na BR-163, nas fraldas da Penitenciária, aconteceu o “evento”. “Bandidos” armados com escopetas dispararam vários tiros contra o veículo em que viajavam o Deputado e seu Escudeiro.

Por sorte, concluiu a perícia, os tiros foram disparados exatamente quando o Deputado e seu Escudeiro encontravam-se fora do veículo (?)!!! Céus!

Deixe seu Comentário

Leia Também

Câncer em cães e gatos é cada vez mais comum, afirma veterinário
IMPRESSO

Câncer em cães e gatos é cada vez mais comum, afirma veterinário

05/07/2021 13:00
Câncer em cães e gatos é cada vez mais comum, afirma veterinário
Sul-mato-grossense é eleita Miss Universo Plus Size
MERECIDO

Sul-mato-grossense é eleita Miss Universo Plus Size

30/04/2021 14:59
Sul-mato-grossense é eleita Miss Universo Plus Size
Últimas Notícias