Dourados – MS segunda, 28 de setembro de 2020
Dourados
32º max
21º min
Variedades

Tirando as sacolinhas dos pés

11 Jan 2016 - 10h14
Geraldo Resende

Ouando ando por Dourados vejo o quanto ainda precisa ser feito pela nossa cidade. Por ter crescido, décadas atrás, de maneira desordenada, muitas regiões não contam com infraestrutura básica. São várias as localidades que permanecem sem drenagem e asfalto.


A falta desse benefício trás uma série de transtornos à população. É carro que fica atolado, motocicleta que estraga com os buracos e bicicletas que vivem no conserto. Quando chove, muitos ficam ilhados. Não conseguem sair de casa.


Os que se arriscam podem acabar se machucando pelo caminho. São pedestres com sacolinhas nos pés, correndo risco de cair. Outros, com bicicletas nas costas, e muitos que têm automóvel acabam os deixando na garagem, simplesmente porque não conseguem sair.


É muito sofrimento para quem já trabalha tanto e paga uma pesada carga tributária. Fico imaginando o dia-a-dia das mães que têm filhos pequenos na escola, e das famílias que têm pessoas com deficiência. Como sair de casa em dia de chuva com um cadeirante? O direito de ir e vir fica comprometido e até mesmo os ônibus de transporte coletivo não entram em alguns locais por causa das péssimas condições das vias.


Todas as situações que citei acima, eu vivi na minha infância. Sou de origem pobre e sei muito bem o que é ter que colocar sacolinhas de plástico nos pés e andar no meio da lama - como eu andei pelas ruas do Jardim Santo André - para não chegar à Escola Presidente Vargas com roupas e calçados sujos.


Quanta gente precisa voltar em casa para trocar a roupa ou os sapatos por terem os mesmos enlameados depois de uma chuva? Quantas pessoas podem ter perdido o emprego porque não conseguiram chegar na hora certa ou sequer conseguiram sair de casa para trabalhar? Só quem vive na pele isso, sabe o quanto é importante o asfalto.


É por isso que drenagem e pavimentação asfáltica estão entre as prioridades das minhas ações, como parlamentar. São benfeitorias que mudam a vida das pessoas, melhoram até mesmo a saúde da população.
Desde 2003, quando assumi meu primeiro mandato como deputado federal, tenho me dedicado muito a conseguir verbas para asfalto. Exemplo são os recursos que consegui no final de 2011, os quais contemplam 20 bairros de Dourados. Os recursos federais, com as contrapartidas estaduais, somam um investimento de R$ 21 milhões.


No ano passado trabalhei em parceria com o Estado e a Prefeitura de Dourados junto ao Ministério das Cidades e conseguimos, nos últimos dias de dezembro, a aprovação de projetos cadastrados pelo Governo estadual para asfaltar 16 bairros da cidade, cujos recursos federais somam R$ 3,9 milhões. A esse valor, temos o compromisso do governador Reinaldo Azambuja de aplicar igual valor em recursos estaduais, somando, portanto, um novo montante de quase R$ 8 milhões.


Agora, o Governo do Estado poderá realizar o processo licitatório para a escolha da empresa que vai executar as obras. Depois disso, a Caixa Econômica irá autorizar a ordem de início dos serviços, para que as obras possam começar. Para chegar ao estágio atual, claro, precisei fazer gestões políticas e apresentar argumentos técnicos à Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República.


Os projetos aprovados e os recursos empenhados possibilitarão obras nos bairros Jardim Maipu, Jardim Maracanã, Jardim Santa Hermínia, Jardim Pantanal, Jardim Leste, Jardim Santa Maria, Chácara 134, Jardim Yoshikawa, Jardim Porto Belo, Vila Cachoeirinha, Canaã VI, Vila Bela, Estrela Hori e Jardim Carisma. Os bairros Estrela Pytã e Canaã I também serão beneficiados com a implantação de asfalto em pequenos trechos de ruas.


O governador Reinaldo Azambuja tem plena consciência da importância de Dourados e estamos conversando para colocar em prática um plano de ação que visa um novo momento para o município com investimentos, velocidade e qualidade na execução de obras.


Assim, quando alguém chega para mim e diz do sofrimento ocasionado pelo barro, lama, enxurradas ou poeira, pode ter certeza de que não está me contando nenhuma novidade. Tenho plena consciência disso e é essa a razão por que me esforço para viabilizar tantos recursos para asfalto em Dourados.


Sei que é um grande sonho, mas quem sabe chegará o dia em que teremos a satisfação de dizer que ninguém mais precisará, em nossa cidade, sair de casa com sacolinhas de plástico nos pés.

Médico e deputado federal (PMDB) e-mail: [email protected]

Deixe seu Comentário

Leia Também

"Jorjão" oferece atividades remotas para todos os públicos
Recreação

"Jorjão" oferece atividades remotas para todos os públicos

25/09/2020 07:23
"Jorjão" oferece atividades remotas para todos os públicos
Empresa de estúdio fotográfico é condenada por cobrança indevida
Condenação

Empresa de estúdio fotográfico é condenada por cobrança indevida

21/09/2020 16:57
Empresa de estúdio fotográfico é condenada por cobrança indevida
MTur disponibiliza R$ 13,5 milhões para ações de retomada do turismo nos estados
Turismo

MTur disponibiliza R$ 13,5 milhões para ações de retomada do turismo nos estados

21/09/2020 10:36
MTur disponibiliza R$ 13,5 milhões para ações de retomada do turismo nos estados
O julgamento de Deus
Artigo

O julgamento de Deus

17/09/2020 08:51
O julgamento de Deus
Professor de Medicina explica sobre a qualidade do sono
Saúde

Professor de Medicina explica sobre a qualidade do sono

13/09/2020 10:11
Professor de Medicina explica sobre a qualidade do sono
Últimas Notícias