Dourados – MS quarta, 12 de agosto de 2020
Dourados
29º max
18º min
Segurança e Saúde JBS
Atenta

Emperrado pela burocracia

01 Jul 2016 - 06h00
O ex-prefeito Braz Melo (PSC) que administrou Dourados por duas vezes e foi vice-governador de Mato Grosso do Sul se sentiu valorizado ao ser convidado pelo prefeito Murilo Zauith (PSB) a comparecer na entrega das escrituras definitivas das terras da Agrovila da Formosa e estava visivelmente emocionado na solenidade ontem. Desde 2011 o processo de escrituração estava emperrado pela burocracia do Incra.


##### Poucos acertos


E ontem foi a vez da classe de pequenos produtores realizarem seus sonhos de serem legalmente proprietários destes imóveis. A Agrovila foi fundada por Braz Melo em 1999 em sua segunda administração, que diferente da primeira foi cercada de dificuldades e tropeços, mas a Agrovila está entre os poucos acertos de sua segunda gestão.

##### Plena dor de cabeça


A gestão plena assumida pela Secretaria Municipal de Saúde para abraçar sozinha um universo superior a 800 mil habitantes pode ser chamada de Plena do de Cabeça, não existe outra classificação. Se ao menos o município recebesse recursos suficientes do Estado e da União, corrigidos sistematicamente de acordo com a realidade dos custos da saúde pública tudo bem, neste caso o município não deveria recusar este ônus. Mas acontece que do jeito que está estabelecido para Dourados é um ônus sem bônus, um prejuízo mensal que reflete diretamente no atendimento a população.

##### Maior dimensão


É preciso que a classe política trate desta questão com mais união, com uma maior dimensão, afinal de contas implica no atendimento de toda uma macro-região, da saúde da população de mais 32 municípios da região sul de Mato Grosso do Sul. Trata-se de um assunto muito sério e que não se resolve apenas com anúncios de construção de hospital. A estrutura física dos hospitais, espaços físicos talvez sejam obras bem menos complexas do que manter estas unidades de saúde funcionando a contendo, pois construir, inaugurar hospitais não salva vidas. É preciso manter o corpo clinico funcionando com bons equipamentos, leitos, medicamentos e uma série de outras medidas para manter a saúde em condições de atender.

##### Não muda


A vereadora e suplente de deputada estadual Délia Razuk (PR) pode assumir a vaga da deputada Antonieta Amorim, ex-primeira dama de Campo Grande, caso ela tenha que se ausentar da Assembleia Legislativa por mais de 120 dias. Mas isso não muda nada na pretensão de Délia Razuk de disputar a prefeitura. Ela pode ser deputada e candidata a prefeita ao mesmo tempo.

##### Liberação médica


Antonieta Amorim (PMDB) se recupera de uma cirurgia de aneurisma em São Paulo. Antonieta ainda aguarda liberação médica para voltar a Mato Grosso do Sul. Ela está afastada da Assembleia há pouco mais de dois meses e caso não retorne aos trabalhos até o dia 2 de agosto o regimento prevê a convocação do suplente para assumir temporariamente sua vaga.

##### De avião


A deputada responde bem ao pós-operatório, entretanto por recomendação médica está proibida de viajar de avião e uma viagem de carro até Campo Grande, por conta da distância, não é aconselhável, disse ontem sua assessoria ao campograndenews.

##### Série de exames


Desde o início do ano a deputada tem reclamado de dores de cabeça e nos olhos, supostamente por conta de uma sinusite. Em abril, ela viajou para São Paulo para realizar uma série de exames no hospital Albert Eisntein, onde foi diagnosticado um aneurisma cerebral. Antonieta precisou ser submetida com urgência por um procedimento cirúrgico e está ausente do trabalho legislativo desde então.

##### Questões de saúde


O Art. 8, inciso 3º, do regimento interno da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, prevê que, caso o deputado tenha que se ausentar por mais de 120 dias por questões de saúde, o suplente deve ser convocado para assumir temporariamente a vaga. No caso de Antonieta, o prazo finda-se no dia 30 de julho, mas ela tem até a sessão do dia 2 de agosto para retornar.

##### "kits" escolares


O Ministério Público Estadual (MPE) está apurando supostas irregularidades na qualidade do uniforme que está sendo entregue pela prefeitura de Campo Grande a alunos da Rede Municipal de Ensino (Reme). O caso está sendo investigado pela 29ª Promotoria de Justiça, que desde outubro do ano passado já tem um procedimento aberto contra uma das empresas que está fornecendo os uniformes, justamente para apurar eventuais irregularidades em licitações e contratos administrativos com a prefeitura relacionados a aquisição de uniformes, "kits" escolares e materiais de informática.


##### Made In Paraguai


Segundo o MPE, esse procedimento está sendo utilizado para apurar eventuais novas irregularidades sobre os uniformes. Um dos questionamentos é quanto a qualidade das bermudas dos kits entregues aos alunos, já que as peças foram fabricadas por uma empresa paraguaia e depois importados pela fornecedora da prefeitura.

##### Atual situação


Com a finalidade de esclarecer mais detalhes sobre o assunto, o promotor de Justiça do caso, Fernando Martins Zaupa, agendou uma oitiva dos responsáveis legais da empresa e expediu ofício à prefeitura de Campo Grande, para obter informações sobre a atual situação.

##### Duas camisetas


Segundo a prefeitura, os kits de uniforme variam conforme o ano escolar. Os alunos que cursam até o 1º ano estão recebendo duas camisetas, uma bermuda, um tênis e dois pares de duas meias; do 2º ano ao 5º ano, duas camisetas e uma bermuda e a partir do 6° ano, duas camisetas. A entrega dos uniformes começou a ser feita no dia 1º de junho e a previsão mais recente do município é de que seja concluída até 7 de julho. A Reme tem 105 mil alunos em Campo Grande. A prefeitura diz que atrasou a entrega dos novos uniformes por causa da crise financeira. A compra dos produtos custou R$ 5 milhões.

##### Que frase!


"O louvor e a censura fazem-se com poucas palavras". (Machado de Assis).

Deixe seu Comentário

Leia Também

Especialista ensina como organizar a casa em tempos de pandemia
Dourados

Especialista ensina como organizar a casa em tempos de pandemia

04/08/2020 13:00
Especialista ensina como organizar a casa em tempos de pandemia
Justiça se adapta para manter processos de adoção durante pandemia
Adoção na Pandemia

Justiça se adapta para manter processos de adoção durante pandemia

03/08/2020 16:25
Justiça se adapta para manter processos de adoção durante pandemia
Agosto Lilás:  Mulheres sofrem "pandemia da violência"
Mulher

Agosto Lilás: Mulheres sofrem "pandemia da violência"

03/08/2020 10:03
Agosto Lilás:  Mulheres sofrem "pandemia da violência"
Branding em Arquitetura
Variedades

Branding em Arquitetura

30/07/2020 14:38
Branding em Arquitetura
Jonir Figueiredo expõe mandalas de luz
Exposição

Jonir Figueiredo expõe mandalas de luz

30/07/2020 14:35
Jonir Figueiredo expõe mandalas de luz
Últimas Notícias