Dourados – MS domingo, 28 de fevereiro de 2021
Dourados
36º max
22º min
Influx
Campo Grande

Curso oferece formação de terapeutas em bioalinhamento

23 Mar 2016 - 10h11
Adalton Leonel de Souza e Adaylton Leonel de Souza são uns dos ministrantes do curso de biolinhamento - Adalton Leonel de Souza e Adaylton Leonel de Souza são uns dos ministrantes do curso de biolinhamento -
Mato Grosso do Sul recebe pela primeira vez um curso de Bioalinhamento, método terapêutico que investiga e trata o ser humano de maneira mais ampla do que os métodos convencionais. Direcionado a quem atua na área da saúde, o curso tem início nos dias 2 e 3 de abril em Campo Grande/MS e oferece ao profissional a possibilidade de realizar um atendimento capaz de estimular o organismo do cliente a realizar um processo de autocorreção de suas enfermidades.

Com formação teórica, prática e vivencial, o curso será realizado em Campo Grande e tem como organizadoras as psicólogas Dilma Caetano e Daicy Saldanha. Os ministrantes do curso - Adalton Leonel de Souza, Adaylton Leonel de Souza e Cíntia Frigo Finotti Leonel - são do Instituto Bioquantum (www.institutobioquantum.com), de São Paulo, e possuem experiência nas áreas da Psicologia Transpessoal, Nova Medicina Germânica e Física Quântica em saúde.

Com base na antroposofia, psicologia transpessoal, etologia animal, física quântica, embriologia e leis Biológicas (NMG), o bioalinhamento consegue identificar a causa de um sintoma (físico, emocional ou comportamental), estimula o organismo a reconhecer e eliminar bloqueios ou memórias de traumas inscritos nos tecidos do corpo (através de palpações exclusivas) e oferece ao cliente ferramentas para que ele consiga tomar atitudes em sua vida que venham ao encontro de seu alinhamento (saúde) e desta forma um conflito (enfermidade) pode ser ultrapassado plenamente.

A cura

O bioalinhamento é realizado por meio de sessões, que varia de uma a três, de acordo com cada paciente. Segundo os ministrantes do curso, inicialmente o terapeuta faz uma anamnese bastante criteriosa a fim de identificar os elementos que participam dos sintomas apresentados pelo cliente. Em seguida realiza uma investigação palpatória com pequenos gestos sobre a cabeça do cliente. Esta palpação sutil permite identificar a memória celular de traumas vividos pelo cliente e que ainda não foram resolvidos.

Eles explicam que toda vez que vivemos um conflito e ele não é plenamente resolvido desenvolvemos uma reação biológica a fim de expressar esta pendência. É o caso, por exemplo, das alergias de pele, que tem relação com conflitos de contato/separação. Por basear-se em uma coerência biológica, o bioalinhamento, assim, é interpretado, segundo os organizadores desse método, que doenças são apenas reações diante de conflitos não resolvidos, e quando o cliente tem condições de resolver o conflito causal ele estará caminhando para a cura.

Indicado para qualquer pessoa em qualquer idade que possuam sintomas desconfortáveis ou de forma preventiva, o bioalinhamento também é aplicado em doenças hereditárias. Os organizadores dizem que durante a sessão o terapeuta procura estimular o organismo do cliente para que ele possa eliminar as informações desalinhadas que permitiram o desenvolvimento de uma patologia. Assim, ele estará eliminando essas informações desalinhadas recebidas por seus antepassados, e isto tem um efeito para ele e seus descendentes, de forma preventiva.

O curso

Por se tratar de um método terapêutico que possui alguns conteúdos exclusivos, e diferencia-se de outros métodos terapêuticos, o bioalinhamento acrescenta conhecimentos teóricos e práticos a qualquer outro método terapêutico que o profissional já exerça, buscando uma integração, tornando-o também um profissional
diferenciado.

A programação do curso é de 150 horas, sendo um final de semana por mês durante seis meses. O conteúdo programático é dividido em módulos e todas as pessoas da área da saúde poderão fazê-lo, dentre eles enfermeiros, fisioterapeutas, médicos e terapeutas. Não há pré-requisito para que a pessoa realize o curso.

Informações e inscrições são feitas com as psicólogas Dilma Caetano (9142-6659) e Daicy Saldanha (3325-7076) ou pelo e-mail [email protected]


Deixe seu Comentário