Dourados – MS terça, 22 de junho de 2021
Dourados
26º max
13º min
Cineclube

Filme “Em Nome da Lei” vai ser exibido quinta-feira na UFGD

16 Ago 2016 - 06h00
“Em Nome da Lei” com Mateus Solano e Paolla Oliveira é um enredo ficcional inspirado na história do juiz Odilon de Oliveira e expõe as facetas da máfia do contrabando e do tráfico de drogas. - Crédito: Foto: Divulgação“Em Nome da Lei” com Mateus Solano e Paolla Oliveira é um enredo ficcional inspirado na história do juiz Odilon de Oliveira e expõe as facetas da máfia do contrabando e do tráfico de drogas. - Crédito: Foto: Divulgação
O Cineclube da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) e o Grupo de Estudos InterArtes vão exibir na próxima quinta-feira o filme "Em Nome da Lei". A sessão com entrada gratuita vai ser exibida a partir das 15h30, na sala 7 da Faculdade de Comunicação, Artes e Letras (Facale), localizada na Unidade II da UFGD (Cidade Universitária).


O filme com direção de Sérgio Rezende foi gravado em Dourados e é protagonizado por Mateus Solano, Chico Diaz e Paolla Oliveira. O elenco é formado por atores como Blanche Torres, que interpreta, a secretária Terezinha do juiz Vitor (Mateus Solano).


Logo após a sessão acontece debate com os professores de Artes Cênicas da UFGD, José Parente e Vânia Marques, que atuaram como figurantes. A produção está na lista de obras literárias, teatrais e cinematográficas que cairão nos Vestibulares de 2017, 2018 e 2019 da UFGD.


A iniciativa de exibições de filmes no campus faz parte do projeto de extensão Cineclube UFGD, que sob a direção e responsabilidade do Grupo de Estudos InterArtes, coordenado pelo professor Paulo Custódio de Oliveira, apresentará até o final do ano produções latino-americanas e discutirá a relação entre a Literatura, o Cinema e as Artes com os acadêmicos da instituição.


Para quem deseja participar do Cineclube UFGD e receber certificado de atividade de extensão, o projeto informa que as inscrições são permanentes e feitas através da lista de presença de cada sessão. O certificado de extensão é emitido quando o participante alcança 40 horas e a carga horária pode ser cumprida nas duas sessões do Cineclube UFGD, aos sábados, às 17h, na Unidade I e às quintas-feiras, às 15h, na Unidade II, pelo Grupo de Estudos Inte-rArtes.

Realidades


"Em Nome da Lei" é um enredo ficcional e inspirado na história do juiz Odilon de Oliveira e expõe as facetas da máfia do contrabando e do tráfico de drogas que predomina na região da fronteira Brasil e Paraguai, que é porta de entrada de 75% da maconha consumida no país. O roteiro idealizado pelo diretor Sérgio Rezende surgiu depois dele conhecer a trajetória de Odilon que é conhecido por sua atuação ao condenar traficantes e passar a viver sob escolta permanente de policiais federais.


A trama traz Mateus Solano vivendo o juiz federal Vitor Ferreira que, ao chegar à região de fronteira, constata o esquema do crime organizado liderado por Gomez (Chico Diaz). Vitor quer desmantelar o esquema obscuro e conta com a ajuda do delegado Elton (Eduardo Galvão) e da promotora Alice (Paolla Oliveira) pela qual se apaixona.


As gravações de "Em Nome da Lei", envolveram a presença de mais de 730 pessoas, entre atores, figurantes e técnicos. No total, 70 cenários foram montados em 40 pontos de Dourados.


"Vejo que este filme só poderia ser rodado em Dourados. É uma cidade que tem infra estrutura que está inserido deste universo cultural da fronteira. O município tem uma vida cultural e conseguimos formar uma parte do elenco com figuração e atores. Filmar nos grandes centros torna-se inviável. Para andar um quilômetro se demora três horas", diz Sérgio Rezende.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cresce abuso de crianças do sexo masculino em MS
Bebês e Crianças

Cresce abuso de crianças do sexo masculino em MS

17/05/2021 15:39
Cresce abuso de crianças do sexo masculino em MS
Últimas Notícias