Dourados – MS sábado, 18 de setembro de 2021
Dourados
38º max
22º min
Tecnologia

Hacker preso no Rio vendia licenças falsas da Microsoft, diz polícia

14 Jul 2011 - 09h17Por Assaltos #Dupla faz família refém em Dourados
Hacker preso no Rio vendia licenças falsas da Microsoft, diz polícia  -
A Polícia Civil informou, na noite desta quarta-feira (13), que o suspeito de estelionato preso mais cedo em Laranjeiras, na Zona Sul do Rio, vendia licenças falsas da Microsoft. Segundo o delegado Alessandro Thiers, da Delegacia de Repressão aos Crimes contra a Propriedade Imaterial (DRCPIM), ele foi preso em flagrante quando tentava aplicar o golpe no Fluminense.

O homem, de 31 anos, já estava sendo investigado há cerca de quatro meses pela DRCPIM. Ainda de acordo com o delegado Alessandro Thiers, o suspeito, que se apresentou à polícia como sendo o maior hacker do Brasil, se passava como representante da Microsoft e tentava vender softwares tanto para empresas, quanto para pessoas comuns.

“Ele é uma pessoa bastante articulada e inteligente. Além disso, apesar de não ser considerada uma pessoa violenta e agressiva, a lesão que ele causou se não foi maior é tão grande quanto a de um traficante, porque ele aplica golpes nos mais diversos tipos de pessoas, como um grande traficante de drogas ou de armas”, disse o delegado.

De acordo com o delegado, o clube de futebol chamou a polícia após entrar em contato com representantes da Microsoft no Brasil. Policiais militares do serviço reservado do 2º BPM (Botafogo) montaram um cerco e conseguiram prender o suspeito. A polícia informou também que ele já tinha praticado o crime contra outro clube, quando recebeu R$ 30 mil.

Outros crimes


Ele também é suspeito de ter roubado R$ 6 milhões de um banco. “Ele teria aplicado alguns golpes contra o Banco do Brasil anteriormente”, disse Thiers, que afirmou, ainda, que a polícia investiga a participação de outras pessoas no esquema: “Há informações de que outras pessoas teriam participado dos golpes, mesmo que indiretamente”, completou ele.

Segundo o delegado, o homem vinha aplicado os golpes há cerca de dois anos. Os agentes ainda não divulgaram o número de empresas que foram vítimas do suspeito, mas afirmou que algumas já foram identificadas.

"Lista negra"

O delegado Alessandro Thiers também informou que o suspeito já fazia parte de uma espécie de “lista negra” da Microsoft. Um representante da companhia também foi convidado a depor. “A Microsoft já tinha denúncias contra este homem e já havia informado à polícia. Ele chegou a cobrar multas altas até de empresas que estavam em dia com as licenças”, disse.

O suspeito foi levado para a sede da DRCPIM. De acordo com a polícia, ele foi autuado por falsidade ideológica, estelionato, crimes contra lei de propriedade industrial, crimes contra relações de consumo, crimes contra a ordem tributaria e economia e fraude no comércio. Se condenado, ele pode pegar mais de 20 anos de prisão.

Investigações

A polícia investiga, agora, como o suspeito teve acesso a documentos e informações da Microsoft. “A gente vai intimar um representante da Microsoft na delegacia. Queremos saber quais outras empresas teriam ligado para essa pessoa e como ela conseguiu essa documentação e teve acessos às informações e cópias de documentos da Microsoft”, disse.

A polícia pede para quem tenha sido vítima do suspeito ou possua informações que ajudem na investigação que compareça à delegacia ou entre em contado através do telefone 2334-9742.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Robô substitui agrotóxicos por laser para remover “ervas daninhas”
Tecnologia

Robô substitui agrotóxicos por laser para remover “ervas daninhas”

17/09/2021 13:30
Robô substitui agrotóxicos por laser para remover “ervas daninhas”
Empresa cria boné solar, que pode carregar seu celular
Tecnologia

Empresa cria boné solar, que pode carregar seu celular

13/09/2021 08:30
Empresa cria boné solar, que pode carregar seu celular
Barbosinha destaca importância de programa que leva internet para áreas rurais de MS
Tecnologia

Barbosinha destaca importância de programa que leva internet para áreas rurais de MS

08/09/2021 09:30
Barbosinha destaca importância de programa que leva internet para áreas rurais de MS
Geladeira Solar é fabricada no Brasil com autonomia de 36 horas sem Sol e já vendeu mais de 2.000 unidades
Tecnologia

Geladeira Solar é fabricada no Brasil com autonomia de 36 horas sem Sol e já vendeu mais de 2.000 unidades

07/09/2021 16:00
Geladeira Solar é fabricada no Brasil com autonomia de 36 horas sem Sol e já vendeu mais de 2.000 unidades
Brasil vai contar com laboratório para testes de baterias de carros elétricos
Tecnologia

Brasil vai contar com laboratório para testes de baterias de carros elétricos

06/09/2021 13:30
Brasil vai contar com laboratório para testes de baterias de carros elétricos
Últimas Notícias