Dourados – MS sábado, 26 de setembro de 2020
Dourados
38º max
21º min
CAMPO GRANDE - CAPITAL

Prefeitura de Campo Grande não sabe onde foram parar 32 mil doses de vacina

24 Mai 2016 - 07h52
Ivandro Fonseca, secretário municipal de Saúde de Campo Grande, informou que Ministério da Saúde encaminhou frascos com menos doses - Crédito: Foto: Alcides NetoIvandro Fonseca, secretário municipal de Saúde de Campo Grande, informou que Ministério da Saúde encaminhou frascos com menos doses - Crédito: Foto: Alcides Neto
A Prefeitura de Campo Grande não sabe explicar onde foram parar mais de 32,3 mil de vacina contra a gripe H1N1, que contavam ao total com 195 mil doses encaminhadas ao município pelo Ministério da Saúde para garantir a vacinação dos grupos prioritários, em campanha que terminou na última sexta-feira (20). Segundo a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), 162.619 pessoas foram vacinadas e o titular da pasta, Ivandro Fonseca, acredita que alguns frascos tenham vindo com oito doses ao invés de dez, o que é descartado pelo laboratório responsável.

De acordo com a coordenação geral do programa de imunizações da Secretaria de Vigilância em Saúde, ligada ao Ministério da Saúde, o volume médio da vacina influenza trivalente (fragmentada e inativada), fornecida pelo Instituto Butantan, foi superior a dez doses. Além disso, diz a mesma fonte, a análise do volume da totalidade dos lotes encaminhados apresentou resultado satisfatório.

Em contato com a assessoria de imprensa do Instituto Butantan, a reportagem do Campo Grande News foi informada de que as doses são checadas e rechecadas diversas vezes antes de serem encaminhadas ao Ministério da Saúde. Não existe a possibilidade de terem sido disponibilizadas menos doses do que o normal, comunicou o Instituto Butantan, responsável pela produção das vacinas contra a gripe suína.

Ainda conforme a assessoria de imprensa do Instituto Butantan, às vezes, faltam vacinas em consequência de problemas no manuseio das seringas. Devido ao controle rígido por parte do órgão, não há casos de envio de menos doses.

Ivandro Fonseca considera significativo o número de 32,3 mil doses que desapareceram e persiste no fato de que alguns frascos que deveriam conter dez doses continham oito. Conforme o secretário municipal de Saúde, está sendo contabilizada a abrangência da campanha e, por isso, a noção exata quanto ao número de vacinas que restam na rede pública de saúde, só mesmo na quarta-feira (25).

Informações da Sesau garantem que os estoques estão zerados, mas as vacinas serão recolhidas para que a Prefeitura possa quantificar o estoque e tabular os dados da campanha. Depois desse procedimento, medidas devem ser tomadas.

A Sesau ainda informa que solicitou ao governo do Estado o envio de mais de 36 mil doses, sendo que seis mil serão para a imunização dos professores e servidores da educação, conforme preconiza a lei estadual e municipal, admite o órgão.

Na justificativa quanto ao sumiço das 32,3 mil vacinas, e-mail encaminhado pela Sesau ao Campo Grande News detalha que "essas doses são para repor as quantidades anotadas, uma vez que nos frascos que deveriam conter 10 doses, verificou-se que a parcela considerável deles continham 8 ou 9 doses apenas". Agentes de saúde, segundo Ivandro, é que fizeram essa fiscalização.

"Estou instaurando sindicância para apurar essa irregularidade, ninguém vacinou outro público-alvo que não fosse o grupo de risco", garante Ivandro Fonseca. Já o secretário de Estado de Saúde, Nelson Tavares, já informou que a falta de vacinas é decorrente da vacinação em grupos não prioritários que aproveitaram ações feitas em shoppings e supermercados para dar um jeito de se imunizarem.

Balanço - Conforme balanço feito pela Sesau, foram vacinadas 39.259 crianças com menos de cinco anos de um universo de 55.151, ou seja, 71,18% de cobertura. Quanto às gestantes, de um total de 10.652, foram vacinadas 7.008, percentual de cobertura 65,79%.

Dos 18.710 trabalhadores em saúde, 18.929 receberam a vacina, gerando cobertura de 101,17%, enquanto das 1.751 puérpereas (mulheres que deram à luz recentemente), 1.528 foram imunizados, o que corresponde a 87,26% da população atingida.

Já os idosos de 60 anos ou mais, atingiram percentual de 93,32% de cobertura, pois dos 80.080 contabilizados, 74.731 foram imunizados. Também receberam a vacinação 1.688 índios, 292 presos, 519 agentes prisionais e 18.665 pessoas que têm comorbidade patogênica de um total de 20.456, resultando em 91,24% de cobertura.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Dourados registra morte por covid e confirma 72 novos casos neste sábado (26)
Saúde

Dourados registra morte por covid e confirma 72 novos casos neste sábado (26)

há 18 minutos atrás
Dourados registra morte por covid e confirma 72 novos casos neste sábado (26)
OMS: mortes por covid-19 podem dobrar para 2 milhões antes de vacina
Saúde

OMS: mortes por covid-19 podem dobrar para 2 milhões antes de vacina

26/09/2020 09:30
OMS: mortes por covid-19 podem dobrar para 2 milhões antes de vacina
Presidente Jair Bolsonaro está sem febre ou dor após cirurgia
Brasil

Presidente Jair Bolsonaro está sem febre ou dor após cirurgia

25/09/2020 15:07
Presidente Jair Bolsonaro está sem febre ou dor após cirurgia
Média móvel de novos casos de Covid-19 continua alta no MS
Covid-19

Média móvel de novos casos de Covid-19 continua alta no MS

25/09/2020 13:41
Média móvel de novos casos de Covid-19 continua alta no MS
Prosseguir: 15 municípios pioraram seu grau de risco
Covid-19

Prosseguir: 15 municípios pioraram seu grau de risco

25/09/2020 13:07
Prosseguir: 15 municípios pioraram seu grau de risco
Últimas Notícias